link para a página principal do portal
Tamanho da Letra   menor ou maior
formulário de busca
PREVALÊCIA DE DOENÇAS CRÔNICO-DEGENERATIVAS NA POPULAÇÃO GUARANI-MBYÁ DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Departamento: DENSP - DEPARTAMENTO DE ENDEMIAS SAMUEL PESSOA

Programa de pós-graduação: SAÚDE PÚBLICA

Linha: SAÚDE INDÍGENA

Grupo: SAÚDE, EPIDEMIOLOGIA E ANTROPOLOGIA DOS POVOS INDÍGENAS

Subárea de Conhecimento: 4.06.01.00-5

Descrição do projeto:
A distribuição desigual das doenças crônicas não transmissíveis tem sido atribuída aos diferentes graus de transformação social em diversas populações. Neste sentido,estudos internacionais em populações indígenas submetidas a mudanças em seus estilos de vida têm mostrado prevalências elevadas de hipertensão arterial, diabetes mellitus e de alterações de fatores de risco a eles associados. Foi realizado um estudo de prevalência destes agravos na população adulta das aldeias indígenas Sapukai, Paraty-Mirim e Araponga, no Rio de Janeiro. Após recenseamento, a população teve os dados coletados através de entrevista e avaliações clínicas e bioquímicas. O universo da população estudada foi de 80 homens e 71 mulheres. Os resultados sugerem que a população avaliada encontra-se sob risco intermediário para as doenças crônicas mostrando que devem ser empreendidos esforços no sentido de controlar os fatores de risco.

Natureza:

  • Pesquisa

Ano do início do projeto: 1998

Ano do fim do projeto: 2000

Coordenador: INÊS ECHENIQUE MATTOS

Participante Interno:

 
Terça, 19 de Novembro de 2019

ENSP NA WEB

facebook twitter Instagram youtube Soundcloud

BAIXE O APP DA ENSP

Google Play Store Apple App Store

Este portal é regido pela Política de Acesso Aberto ao Conhecimento,
que busca garantir à sociedade o acesso gratuito, público e aberto ao conteúdo integral de toda obra intelectual produzida pela Fiocruz.


Creative Commons License

O conteúdo deste portal pode ser utilizado para todos os fins não comerciais, respeitados e reservados os direitos morais dos autores.