link para a página principal do portal
Tamanho da Letra   menor ou maior
formulário de busca

Serviços de Referência

A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca mantém quatro áreas de referência, especializadas na análise e discussão dos agravos à saúde da população brasileira: o Centro Colaborador na Área de Políticas Farmacêuticas, Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana, o Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria e o Centro de Vigilância e Monitoramento de Endemias.

As ações na área de Serviços de Referência devem ser consideradas para além de atividades pontuais de laboratórios e ambulatórios. O objetivo é atuar de forma integrada e propositiva junto ao Ministério da Saúde, nas esferas estadual e municipal, no âmbito da vigilância epidemiológica, prevenção e controle de doenças de interesse para a saúde pública.


  • Centro Colaborador na Área de Políticas Farmacêuticas
    • Em 2007, o Núcleo de Assistência Farmacêutica (NAF/ENSP) foi designado pela terceira vez consecutiva como Centro Colaborador da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas/OMS). O credenciamento original aconteceu em 1998 e foi renovado por duas vezes, durante o período de 2003 a 2006, e 2007 a 2010 – que marca a nova redesignação. Além de trabalhar em estreita colaboração com as três esferas de governo, no sentido de fortalecer o Sistema Único de Saúde (SUS), o NAF desenvolve projetos com países da América Latina e do Caribe e com diversos países africanos, particularmente os de língua portuguesa e espanhola. Entre as atividades desenvolvidas, pode-se destacar a participação nos processos de formulação, implementação e avaliação de políticas farmacêuticas no Brasil e nos países parceiros; o desenvolvimento de pesquisas, elaboração de artigos científicos e documentos técnicos relacionados ao acesso a medicamentos, aos direitos de propriedade intelectual, à avaliação da assistência farmacêutica em cenários ambulatoriais e hospitalares, ao uso racional e aos preços de medicamentos. O Centro Colaborador na Área de Políticas Farmacêuticas participa ativamente de diferentes programas internacionais na sua área de abrangência.
  • Laboratório de Monitoramento e Vigilância de Endemias
    • Credenciado como unidade colaboradora pela Secretaria Nacional de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (SVS/MS) a partir de 2005, o Laboratório de Monitoramento e Vigilância de Endemias tem o objetivo de apoiar as ações do Sistema Nacional de Saúde em relação ao desenvolvimento de metodologias para monitoramento e vigilância de doenças endêmicas. Em 2007/2008, o convênio é voltado para monitoramento e vigilância da leishmaniose tegumentar, da leishmaniose visceral e da esquistossomose.
  • Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana
    • O Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP), em articulação com a Vice-Presidência de Serviços de Referência e Ambiente da Fiocruz e a Coordenação Geral de Vigilância em Saúde Ambiental (CGVAM), assinaram convênio tornando o Cesteh referência para o Ministério da Saúde nas ações de saúde, trabalho e ambiente. O Cesteh foi implantado em 10 de dezembro de 1985, tendo os seguintes objetivos: formar recursos humanos para a área, sejam técnicos para atuação nos programas de saúde do trabalhador no âmbito do SUS (Sistema único de Saúde) e outras instituições, sejam novos pesquisadores, através de cursos de Especialização, Mestrado e Doutorado; desenvolver estudos e pesquisas sobre a relação trabalho, saúde e ambiente, propiciando o desenvolvimento de novas metodologias, diagnóstico e a intervenção sobre situações relevantes, bem como a proposição e avaliação de políticas públicas; e desenvolver atividades de cooperação técnica, principalmente junto às Secretarias de Saúde dos Estados e Municípios, instituições técnico-científicas, sindicatos e Ministérios Públicos.
  • Centro de Referência Prof. Hélio Fraga (CRPHF)
    • Criado em 1984 pela Campanha Nacional Contra a Tuberculose (CNCT), é a instituição nacional de referência do SUS para tuberculose e outras pneumopatias, destacando-se como órgão de apoio às ações nacionais em saúde pública. Sua missão é atuar na área de pneumologia sanitária, em especial no controle da tuberculose, para desenvolver, monitorar e avaliar ações, políticas, normas e estratégias, apoiando estados e municípios. Além disso, desenvolver, avaliar e transferir tecnologia, disseminar conhecimentos por meio da formação, atualização e treinamento de profissionais para o SUS. As tecnologias aplicadas pelo CRPHF envolvem estreita cooperação com as Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde, universidades e outras instituições de pesquisa e ensino, bem como parcerias, intercâmbios e interações com organismos internacionais, como a Organização Pan-Americana de Saúde, a Organização Mundial de Saúde e a União Internacional Contra a Tuberculose.

 
Segunda, 21 de Abril de 2014

ENSP NA WEB

facebook twitter orkut youtube
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons