link para a página principal do portal
Tamanho da Letra   menor ou maior
formulário de busca
Participação em Redes
CREAD www.cread.org

Consorcio Red de Educación a Distancia - é um Consórcio de países para desenvolvimento do campo da Educação à Distância. A base está em Nova Southeastern University (NSU) - South Florida, onde se provê o suporte técnico para sua missão no nível interamericano, por meio de cooperação interinstitucional. Entre os vinte países que compõem este Consórcio, o Brasil é membro da diretoria com nove instituições, onde uma delas é a Fundação Oswaldo Cruz, através da ENSP.

REDSALUD http://www.ensp.fiocruz.br/parcerias/redsalud

Rede de Investigação de Sistemas e Serviços de Saúde no Cone Sul - é uma organização não-governamental que trabalha no campo de Investigação em Sistemas e Serviços de Saúde (ISSS). Pretende contribuir para o debate acadêmico e político sobre as reformas dos sistemas de saúde na América Latina, proporcionar subsídios para processos de decisão setorial e implementação de políticas, aliando-se aos esforços para melhorar a eqüidade nos serviços de saúde prestados à população da Região. A área de Investigação em Sistemas e Serviços de Saúde é fundamental para o desenvolvimento da saúde na América Latina. Foi criada em agosto de 1994, como potencial estratégico para superar o isolamento e lograr uma colaboração mais efetiva entre os países, nesta área de investigação. A Red tem como membros institucionais: Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai, com perspectivas de novas filiações. É possível, e espera-se ser possível, estabelecer vínculos com outros países da América Latina, como a Colômbia. É composta por 69 organizações-membros: 39 do Brasil, 16 da Argentina, 05 do Paraguai e 09 do Uruguai.

EUROSocial www.programaeurosocial.eu

EUROsocial é um programa de cooperação técnica da União Européia que visa a contribuir na promoção da coesão social na América Latina através do fortalecimento de políticas públicas e de capacidades institucionais de gestão. Seu método principal de trabalho é o intercâmbio de experiências, conhecimentos e boas práticas entre administrações públicas européias e latino-americanas, em cinco sectores prioritários: justiça, educação, saúde, receita e emprego. As atividades nos quatro primeiros setores são coordenadas e executadas por consórcios de organizações públicas européias e latino-americanas, enquanto o setor emprego é coordenado pela Organização Internacional do Trabalho (OIT). Ministérios do Brasil participam em todos estes setores. O Programa EuroSocial foi lançado em 2004 pela União Européia. Trata-se de um programa regional para a coesão social na América Latina, que mobiliza cerca de 36 milhões de euros - dos quais oito milhões para financiamentos em 48 meses na área de saúde. O programa nasceu da Declaração de Guadalajara, firmada por chefes de Estado e de Governo da Europa e da América Latina, envolvendo temas da saúde e educação como elementos vitais para aumentar a coesão social na América Latina. Um de seus objetivos é estimular intercâmbios multilaterais de experiências capazes de originar modelos de conhecimentos e boas práticas nas áreas da saúde, educação, justiça, controladoria e emprego.

Eurosocial Salud - Atualmente participam do Eurosocial Salud representantes de ministérios da saúde e proteção social de quase todos os países da América Latina e as reuniões internacionais têm sido muito ricas no intercâmbio de experiências entre países e principalmente em propiciar cooperação, contatos e estreitar laços, contribuindo para uma maior integração regional. O Eurosocial Salud promove intercâmbios em cinco grandes temas: Componente 1. Desarrollo de la Protección Social en Salud; Componente 2. Buena Gobernanza en Sistemas, Hospitales y Servicios de Salud; Componente 3. Servicios de Salud basados en la Atención Primaria de Salud, de calidad, y con acceso eficiente y equitativo a los medicamentos; 4. Políticas Especiales de Salud Pública: control de riesgos en la transfusión de sangre y para usuarios de drogas; Componente 5. Promoción de políticas saludables en la comunidad para los sectores más vulnerables y excluidos.

ePORTUGUÊSe www.who.int/eportuguese/en

ePORTUGUÊSe é uma rede de informações em saúde. Sua missão é estabelecer e manter uma aliança entre instituições de saúde nos países-membros da OMS de língua portuguesa, para promover, apoiar, gerar, administrar, compartilhar e usar o conhecimento através de todos os meios de informação necessários para fortalecer os sistemas de saúde nestes países. Os objetivos são: 1. melhorar o acesso às informações em saúde disponíveis em português; 2. promover a transformação da informação em saúde em conhecimento e traduzir este conhecimento em ações que fortaleçam os sistemas locais de saúde e melhorem o desempenho dos países através do desenvolvimento de bibliotecas virtuais em saúde; uso do portal Hinari; biliotecas azuis, capacitação e treinamento de recursos humanos, ensino à distância, entre outros; 3. criar uma comunidade de saúde forte, no idioma português, que possibilite o intercâmbio da informação e o fomento à discussão assim como facilite a criação, disseminação, aplicação, avaliação e melhoramento de novos conhecimentos; 4. contribuir com os esforços da OMS para promover o multilinguismo entre os Estados Membros; 5. fortalecer e divulgar a produção de conhecimento em português. Esta é uma iniciativa desenhada para os oito países de língua portuguesa: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. São dois os principais resultados esperados: melhorar o acesso, intercâmbio e a utilização da informação e do conhecimento em português; e desenvolver a Biblioteca Virtual em Saúde/BVS em cada um destes países.

NAF http://www.ensp.fiocruz.br/nucleos/index.cfm?dep=199

O Núcleo de Assistência Farmacêutica - NAF é um Centro Colaborador da OMS. Sua proposta é desenvolver projetos técnicos e científicos na área da política de medicamentos e da assistência farmacêutica. São incluídas entre as suas atividades: a docência, a pesquisa e a cooperação multilateral, visando uma assistência farmacêutica universal e promoção do uso racional dos medicamentos. Com a Rockfeller Foundation e Health Action Internacional tem estudo e definição de metodologia para monitoramento de preços de medicamentos em países em desenvolvimento. Com organização e participação dos Centros Colaboradores da OMS, se propõe ao monitoramento do Acordo TRIPS (OMC). Através da UNAIDS/Genebra, atua com o Ministério das Relações Exteriores da França na Rede de Financiamento da Atenção à Saúde de Pessoas vivendo com HIV/AIDS.

CVSP www.campusvirtualsp.org e http://brasil.campusvirtualsp.org/node/3

O Campus Virtual de Saúde Pública é uma rede de pessoas e instituições que compartilham o propósito de facilitar a gestão da informação e comunicação para desenvolver competências individuais e capacidades institucionais em saúde pública. O CVSP é um espaço para desenvolver cooperação interdisciplinar no campo da formação. Um espaço comunicacional e de aprendizagem, resultado de uma parceria entre a OPAS e os países da região, que permite: administrar o conhecimento atual disponível para incorporar e manter atualizado os programas de educação permanente em saúde; trocar informação sobre princípios, métodos, esquemas operacionais e lições aprendidas nas experiências regionais, sub-regionais, nacionais e institucionais; promover e apoiar estratégias alternativas de cooperação em rede, regionais, sub-regionais, nacionais e institucionais; validar/adquirir experiência em iniciativas de ensino, serviços e pesquisa que estão sendo construídas em diferentes níveis; identificar novos recursos e espaços internacionais/nacionais de cooperação técnica.

Sua missão é desenvolver por meio de cooperação e aprendizagem em rede as capacidades institucionais e competências individuais para a melhoria contínua no desempenho de práticas de saúde pública, mediante um modelo de gestão que opera na forma cooperativa e descentralizada, com a participação de instituições de ensino, instituições de serviços, e as associações de técnicos e profissionais que integram a força de trabalho em saúde pública dos países da região das Américas. Com a propriedade de constituir um espaço virtual privilegiado, potencializa a gestão do conhecimento e dos programas de educação permanente para o desenvolvimento dos recursos humanos em saúde pública, e tem contribuído ativamente na "Iniciativa La Salud Pública en las Américas", através da melhoraria das funções essenciais e as práticas de Saúde Pública, de acordo com os compromissos de Saúde especificados nos "Objetivos deDesenvolvimento do Milênio".

RLEPS http://www.bvsde.paho.org/bvsdeescuelas/escuelasred.html

Red Latinoamericana de Escuelas Promotoras de la Salud é uma iniciativa, na qual o Brasil faz parte, que visa a fortalecer a promoção e educação em todos os níveis, nos espaços onde os jovens, os professores, os tutores e outros membros da comunidade educativa aprendem, trabalham, jogam e convivem. Sua missão é cooperar tecnicamente com os países membros e estimular a cooperação entre eles, construindo consenso entre o setor educativo e o setor saúde, formando alianças com outros setores para manter ambientes físicos e psicossociais saudáveis e desenvolver habilidades para lograr estilos de vida saudáveis com os estudantes, professores e pais de família.

ALAESP Asociación Latinoamericana y del Caribe de Educación em Salud Pública http://www.alaesp.sld.cu/html/estatutos.htm

Associação Latino Americana de Escolas de Saúde Pública é uma rede que incorpora os programas de pós-graduação acadêmico. Esta associação introduziu um importante estímulo para um esforço de investigação na oferta de mestrados e doutorados em Saúde Pública. É uma organização de caráter civil que agrupa instituições acadêmicas dedicadas à formação no campo da Saúde Pública. Tem por objetivo o aperfeiçoamento dos campos de ação das instituições de formação em saúde Pública, incluindo o ensino, a pesquisa, a ação coomunitária, a cooperação técnica e a promoção de liderança e articulação de políticas de saúde. Podem ser membros da ALAESP, as instituições da América Latina, Caribe e Pnínsula Ibérica que executam programas de formação e desenvolvimento de recursos humanos em qualquer campo da saúde pública.

EULABOR http://www.fundacion-epson.es/eulabor/esp/index.htm

Sistemas de Regulación Ética de la Investigación Biomédica de Latinoamérica y Europa: Análisis comparativo de su Pertinencia y Aplicación para la Protección de Seres Humanos es la primera red en este dominio entre Europa y Latinoamérica es un proyecto que recibe el apoyo de European Commission in FP6-2004-Science-and Society-9. Está coordinado por la Dra. Eugenia Lamas, Directora de la Misión Etica Internacional del Inserm.

início da página

 
Terça, 25 de Novembro de 2014

ENSP NA WEB

facebook twitter Instagram youtube
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons