1. Cetab/ENSP comemora conquistas no Dia Nacional de Combate ao Fumo

    Celebrado em 29 de agosto, o Dia Nacional de Combate ao Fumo foi criado em 1986 para conscientizar e mobilizar a população sobre os riscos decorrentes do uso do cigarro. Trinta anos após a instituição da data, muitos progressos foram alcançados, no âmbito da implementação de políticas para controle do tabaco, com o objetivo de reduzir o sofrimento e mortes em decorrência de seu uso. No entanto, ainda há muito a ser feito para impedir a propagação do produto, que é a principal causa de óbito evitável no planeta. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 200 mil pessoas morrem todos os anos no Brasil em decorrência do fumo, e esse valor saltará para cerca de 4,9 milhões em perspectiva mundial. Segundo os pesquisadores do Centro de Estudos sobre Tabaco e Saúde (Cetab/ENSP), ao longo desses anos, medidas como aumento de preços, proibição da propaganda e do consumo de tabaco foram fundamentais para diminuição do impacto do tabaco na vida das pessoas. "Estamos celebrando também 10 anos de ratificação da Convenção Quadro para o Controle do Tabaco no Brasil (CQCT). Muito já foi conquistado, mas é preciso seguir em frente e avançar ainda mais", reforçaram.

  2. Residência Multiprofissional em Saúde da Família segue com inscrições abertas

    A Residência Multiprofissional em Saúde da Família da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) está com inscrições abertas até 1º de setembro de 2016. Neste ano, serão destinadas 35 vagas a odontólogos, educadores físicos, enfermeiros, farmacêuticos, nutricionistas, assistentes sociais e psicólogos que tenham por objetivo atuar nas Equipes de Saúde da Família e nos Núcleos de Apoio a Saúde da Família (NASF) visando a melhoria da saúde e o bem estar dos indivíduos, suas famílias e da comunidade. Para se inscrever, o candidato deverá conferir o edital disponível na Plataforma Siga LS.

  1. + MAIS NOTÍCIAS

entrevistas

Vírus emergentes: uma fronteira para a Saúde

Marília Sá Carvalho, pesquisadora do Departamento de Epidemiologia e Métodos Quantitativos da ENSP, fala sobre vírus emergentes e a fronteira que ele representa para a saúde. 

MAIS ENTREVISTAS

  1. Avaliação da Pós-Graduação: É preciso pensar em mudanças a curto, médio e longo prazos, apontam pesquisadores
  2. Serviço de urgência pré-hospitalar requer investimentos na atenção primária e atenção hospitalar
  3. Ladep: aprimoramento do diagnóstico na tentativa de diminuir o risco de transmissão da tuberculose
  4. ENSP e Instituto cubano fortalecem acordos e desenvolvem projetos
  5. ENSP apresenta resultados do projeto QualiSUS-Rede
  6. Parceria que dá certo: academia e movimentos sociais se unem para formação em Saúde Pública voltada para o meio ambiente
  1. Vítimas das obras dos Jogos Olímpicos Rio 2016 recebem homenagens da Fiocruz
  2. Centro de Estudos da ENSP sobre saúde nas prisões está disponível em vídeo
  3. Entrevista: diretor da ENSP fala sobre atual conjuntura política do país
  4. Resistência microbiana apresenta elevados índices em todo o mundo
  5. Apresentações do Ceensp sobre resíduos de agrotóxicos nos alimentos e doenças crônicas disponíveis no Youtube da ENSP
  6. Acompanhe o dia a dia da ENSP no Instagram da instituição

mais buscadas

abrasco   aids   arouca   besserman   biblioteca   ceensp   cesteh   claves   concurso   csegsf   cursos   daps   demqs   dengue   densp   educação a distancia   endemias   ensp   epidemiologia   epsjv   especialização em saúde pública   especialização   faperj   fiocruz   funasa   giovanella   manguinhos   mestrado profissional   mestrado   opas   plataforma siga   radis   residência   saude do trabalhador   saúde mental   saúde   siga   sinval   terrapia   tuberculose