1. Pesquisa analisa área internacional do MS

    Um estudo que tem como objeto o profissional que atua na área internacional do Ministério da Saúde (MS) foi desenvolvido pelo aluno do mestrado profissionalizante em Saúde Pública Sérgio Alexandre Gaudêncio, com o objetivo de mapear e analisar os contextos de ação desse profissional, a partir da definição de competências profissionais, a fim de apresentar norteadores para definição dessas competências. Sua pesquisa considera que o tema saúde tem ampliado seu escopo de influência tanto em âmbito nacional quanto internacional. "Neste, principalmente nas últimas décadas, há uma crescente inter-relação temática da saúde que perpassa áreas de atuação como comércio, propriedade intelectual, finanças, biossegurança, entre outros. Toda a complexidade do tema saúde em âmbito nacional reverbera em escala global, impondo a necessidade de ações coordenadas, articuladas e negociadas nessa esfera de atuação", destacou.

  2. Revista Radis de setembro está no ar

    "Na legislação do SUS, o controle social é obrigatório: estados e municípios não podem receber os repasses orçamentários se não tiverem conselhos de Saúde em funcionamento com 50% de representantes de usuários, 25% de trabalhadores e 25% de gestores dos serviços de saúde.' Essa é a tônica da matéria de capa da edição 144 de setembro de 2014 da Revista Radis, que está on-line.  A reportagem intitulada Na Saúde, momento de repensar a participação discute a importância de políticas que ampliem o exercício da cidadania na construção das políticas públicas, em contraponto ao enorme peso que interesses de mercado têm em detrimento das necessidades e anseios da população. Segun o texto, da participação social resultaram, segundo o Instituto de Política Econômica Aplicada, dezenas de políticas públicas ambientais, de segurança alimentar, de proteção à criança e ao adolescente, e leis como o Estatuto do Idoso e a Lei Maria da Penha.

  1. + MAIS NOTÍCIAS

entrevistas

Estudo analisa produção científica em Saúde do Trabalhador

Maria Cristina Strauz, pesquisadora do Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP) fala sobre a produção do conhecimento no campo da Saúde do Trabalhador e os desafios dessa temática.

MAIS ENTREVISTAS

  1. Instituições se unem em prol de territórios sustentáveis
  2. Muito além dos 'novos' mantras
  3. Atividades agitam semana comemorativa aos 60 anos ENSP
  4. Empoderamento comunitário pode reduzir injustiças
  5. ENSP debate a crise do capitalismo sobre o SUS
  6. Ex-diretores e alunos: experiências que renovam a ENSP
  1. Entrevista: Direção da ENSP fala sobre orçamento 2014
  2. Centro de Estudos debate aspectos da vacina contra HPV
  3. Centro de Estudos ganha nome de pesquisador da ENSP
  4. Centro de Estudos ganha nome de pesquisador da ENSP
  5. Vídeos sobre debate da assistência farmacêutica no RJ disponíveis
  6. Vídeos sobre debate da assistência farmacêutica no RJ disponíveis

mais buscadas

abrasco   aids   arouca   besserman   biblioteca   ceensp   cesteh   claves   concurso   csegsf   cursos   daps   demqs   dengue   densp   educação a distancia   endemias   ensp   epidemiologia   epsjv   especialização em saúde pública   especialização   faperj   fiocruz   funasa   giovanella   manguinhos   mestrado profissional   mestrado   opas   plataforma siga   radis   residência   saude do trabalhador   saúde mental   saúde   siga   sinval   terrapia   tuberculose