link para a página principal do portal
Tamanho da Letra   menor ou maior
formulário de busca
Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico

Atualmente, existem 64 grupos de pesquisa cadastrados no CNPq. São 37 linhas de pesquisa com mais de 200 projetos em áreas estratégicas da Saúde Pública.

O investimento em programas que visam à pesquisa e à inovação faz da ENSP uma referência nacional e internacional neste seguimento.
| saiba mais |

Formulário de busca de projeto
Buscar projeto por:
Situação:

Notícias

Centro de Estudos Miguel Murat debate fatores associados ao absenteísmo

Absenteísmo é a ausência do funcionário no ambiente de trabalho, sejam por atrasos ou faltas constantes, muitas vezes associadas a problemas de saúde. É com este foco que a ENSP promove a quarta atividade de 2015 do Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcellos. Para abordar o tema Fatores associados ao absenteísmo e possíveis intervenções foram convidadas a professora da Faculdade de Saúde Pública da USP Frida Marina Fischer e a coordenadora do Laboratório de Educação em Ambiente e Saúde do IOC/Fiocruz, Lúcia Rotenberg. O Ceensp está marcado para o dia 13 de maio, a partir das 14 horas, no salão internacional da Escola e é aberto a todos os interessados.

Oficina apresenta resultados de pesquisas realizadas em Manguinhos

Após dois anos de atividades, serão apresentados, na ENSP, os resultados obtidos pelos 16 projetos de pesquisa voltados exclusivamente no território de Manguinhos e que tiveram aplicação direta na atenção básica local. O edital Projeto Teias foi coordenado pela Vice-Direção de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico da ENSP. A oficina ocorrerá nos dias 7 e 8 de maio, durante todo o dia, no salão internacional da Escola. O evento contará com a participação de representantes da ENSP, da SMS-RJ, do Ministério da Saúde e da comunidade. Segundo a vice-diretora Sheila Mendonça, o processo de seleção do edital foi bem intimista e os trabalhos apresentados foram muito bem-sucedidos, sempre associando a pesquisa científica a um produto aplicável à região.

Ceensp debate acesso a medicamentos para doenças raras

Números, equações, fórmulas: basta olhar um prédio bem construído, uma ponte, uma ferrovia, para nos darmos conta da inegável contribuição da matemática em nosso dia a dia. Mas ainda que ela dê conta de boa parte das atividades humanas, a vida se espalha por pontos cegos, buracos negros, regiões fronteiriças em que a lógica tradicional não penetra. Um desses casos é o tratamento medicamentoso para pacientes com doenças raras. Pelo fato delas atingirem, como o próprio nome sugere, um número pequeno de pessoas, os cálculos para que o fornecimento remédios seja incluído no Sistema Único de Saúde não podem seguir os mesmos modelos de outras doenças. Possíveis soluções, avanços legais e científicos, entre outras variáveis desse tema complexo, foram discutidos durante o segundo Ceensp de 2015, no dia 25 de março, que teve por título Medicamentos para doenças raras: eficiência econômica versus equidade social.

Ceensp debaterá índigenas nas estatísticas de saúde brasileira

Apesar de contar com uma população muito diversificada e com um crescimento importante nos últimos anos, segundos dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os indígenas no Brasil ainda sofrem com desigualdades sociais que acabam afetando a saúde dessa sociedade. É com este foco que a ENSP promoverá a terceira atividade do Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcellos, no dia 8 de abril, com o tema Indígenas nas estatísticas nacionais de saúde. Para debater a questão foram convidados os pesquisadores da Escola Andrey Moreira Cardoso e Carlos Coimbra Jr. e a pesquisadora do IBGE Nilza Pereira. O encontro está marcado para 13h30, no salão internacional da ENSP e é aberto a todos os interessados.

 
Quarta, 27 de Maio de 2015

ENSP NA WEB

facebook twitter Instagram youtube

Este portal é regido pela Política de Acesso Aberto ao Conhecimento,
que busca garantir à sociedade o acesso gratuito, público e aberto ao conteúdo integral de toda obra intelectual produzida pela Fiocruz.


Creative Commons License

O conteúdo deste portal pode ser utilizado para todos os fins não comerciais, respeitados e reservados os direitos morais dos autores.