link para a página principal do portal
Tamanho da Letra   menor ou maior
formulário de busca
  • página inicial

Pesquisa aborda a saúde na agenda da política externa

Por que os governos dos presidentes Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva consideraram importante formalizar o tratamento do tema da saúde na agenda da política externa brasileira? Essa questão conduziu a pesquisa da aluna de mestrado profissional em Saúde Pública da ENSP Tayná Marques Torres Barboza. De acordo com os dados do estudo, o país, nesse espaço, apresentou sua experiência no tratamento do HIV/Aids, contribuiu para a regulação internacional do tabaco, defendeu o acesso a medicamentos, apoiou melhorias nos sistemas de saúde dos países em desenvolvimento e confirmou os esforços referentes aos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, aumentando sua influência no cenário internacional. "Na busca estratégica por credibilidade e autonomia, o país assumiria uma espécie de 'dever global', que seria realizado por meio de diversas parcerias internacionais e pela participação nas instituições globais", afirmou a aluna.

Informe ENSP começa a circular com layout reformulado

Os assinantes do boletim Informe ENSP recebem, nesta quarta-feira (1/10), a oitava versão do informativo, que conta com uma reorganização das informações e apresenta um layout mais arejado. As seções não foram alteradas, mas as notícias passam a privilegiar, ainda mais, o ensino, a pesquisa e as atividades de cooperação nacional e internacional, áreas de atuação da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. A alteração foi necessária para que o novo informativo acompanhe o crescimento da ENSP, ampliando sua integração com as redes sociais, como Facebook e Twitter, e o canal de vídeos da instituição no YouTube.

Entrevistas

Isabela Santos, pesquisadora do Departamento de Administração e Planejamento em Saúde (Daps/ENSP), coordenadora do Programa de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica em Saúde Pública (PDTSP/VPPLR/Fiocruz) e vice-presidente do Centro Brasileiro de Estudos de Saúde, fala do debate eleitoral com relação ao campo da saúde brasileira.


Pós-Graduação

Por meio de seu corpo docente, com mais de 150 doutores – um dos maiores e mais qualificados do país – oferece à sociedade uma produção científica diversificada e uma ampla oferta de disciplinas e cursos em seus três programas.


Aqui você encontrará informações sobre os Programas, disciplinas, editais e do corpo docente. | + |

Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico

A pesquisa na ENSP conta com 37 linhas de pesquisa com mais de 200 projetos vinculados, distribuídos por grandes áreas temáticas. Atualmente a Escola conta com 64 Grupos de pesquisa cadastrados no CNPq.


Conheça aqui as linhas, os projetos e os pesquisadores da ENSP. | + |

Escola de Governo em Saúde

A Escola de Governo propõe-se a estruturar a formação e a educação permanente de gestores e profissionais de saúde, incorporando as características da moderna gestão de sistemas, serviços, organizações e programas, a construção de processos de educação permanente, a aliança entre trabalho e formação e a consolidação de redes de cooperação.


Acesse as páginas dos cursos, seus editais e programas. Faça parte desta rede! | + |

Cooperação Internacional

As atividades de cooperação internacional estão voltadas para apoiar países da América Latina, do Caribe e da África, e também para a realização de projetos com países mais desenvolvidos. O objetivo é contribuir para a consolidação do papel do Brasil no cenário internacional da Saúde Pública.

Visite a página de cooperação internacional e conheça os atos internacionais e a legislação brasileira para o setor. | + |

Informe ENSP

O Informe ENSP é um informativo institucional diário da Escola que traz, em seu conteúdo, notícias de interesse geral da área de Saúde Pública: divulgação de congressos, cursos, bolsas, empregos e eventos.

 
Quinta, 2 de Outubro de 2014

ENSP NA WEB

facebook twitter orkut youtube
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons