link para a página principal do portal
Tamanho da Letra   menor ou maior
formulário de busca
Projeto de Prevenção do HIV, da Aids, de outras DST e do uso indevido de drogas para a melhoria das ações e da resposta do Departamento de DST/Aids e HV

Departamento: DENSP - DEPARTAMENTO DE ENDEMIAS SAMUEL PESSOA

Programa de pós-graduação: SAÚDE PÚBLICA

Linha: AVALIAÇÃO DE POLÍTICAS, SISTEMAS E PROGRAMAS DE SAÚDE

Grupo: AVALIAÇÃO DE PROGRAMAS DE CONTROLE E PROCESSOS ENDÊMICOS

Subárea de Conhecimento: 4.00.00.00-1

Descrição do projeto:
O Projeto AD/BRA/03/H34 Prevenção do HIV, da aids, de outras Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) e do Uso Indevido de Drogas, que é parte do Departamento de DST, aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, visava apoiar o Depto no cumprimento de sua missão e consistia em uma resposta atualizada às alterações ocorridas no perfil da epidemia e nas políticas de governo e no Marco Estratégico para o Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime (UNODC) no Brasil. A avaliação deste projeto teve por objetivo avaliar a efetividade do mesmo em relação aos objetivos estabelecidos, que compreenderam: verificar se o projeto alcançou os resultados esperados nos quatro objetivos imediatos previstos; apresentar as boas práticas acumuladas ao longo dos sete anos de execução do projeto; analisar comparativamente o desempenho por ano de implementação; explicar como os contextos externos e político-organizacional influenciaram no desempenho do programa.

Natureza:

  • Pesquisa

Ano do início do projeto: 2004

Ano do fim do projeto: 2012

Coordenador: MARLY MARQUES DA CRUZ

Participante Externo:

 
Quinta, 20 de Junho de 2019

ENSP NA WEB

facebook twitter Instagram youtube Soundcloud

BAIXE O APP DA ENSP

Google Play Store Apple App Store

Este portal é regido pela Política de Acesso Aberto ao Conhecimento,
que busca garantir à sociedade o acesso gratuito, público e aberto ao conteúdo integral de toda obra intelectual produzida pela Fiocruz.


Creative Commons License

O conteúdo deste portal pode ser utilizado para todos os fins não comerciais, respeitados e reservados os direitos morais dos autores.