Escutar, discordar e dialogar - Participe do Dia pela Democracia

Publicada em
 
 
 

Em 15 de setembro comemora-se o Dia Internacional da Democracia, proclamado pela organização das Nações Unidas (ONU) há mais de dez anos. Além de celebrar a democracia como ideal, a criação da data é um convite a voltarmos nossa atenção à qualidade das construções democráticas ao redor do mundo. A ENSP, que corrobora com tal ideia e faz da democracia um compromisso institucional, reforça o convite para a conversa sobre política que acontecerá no próximo domingo, 15/9, na Avenida Paulista, em São Paulo, em frente ao Masp, a partir das 13h. Participe! 
 
A academia, a sociedade civil e a imprensa têm cumprido seu papel. Artigos, pesquisas e palestras têm tratado da saúde da democracia e da ameaça autoritária que emerge no Brasil e no mundo revelando os riscos que essa escalada impõe nos níveis da ética, das liberdades, do meio ambiente, da ciência e tantos mais. 
 
No entanto, esse debate precisa estar em nosso cotidiano. O Dia pela Democracia é um convite para irmos à rua conversar diretamente com as pessoas, ultrapassando as barreiras ideológicas das mídia sociais, sobre a qualidade da democracia brasileira e seus múltiplos desafios e riscos atuais. É um ato no chão, distribuído, propondo o diálogo entre diferentes e o compromisso com a convivência democrática e o Estado de Direito. Compareça e compartilhe.
 
O encontro é organizado pelo Pacto pela Democracia, uma iniciativa da sociedade civil brasileira voltada à defesa e ao aprimoramento da vida política e democrática no Brasil. Trata-se de um espaço plural, apartidário e aberto a cidadãos, organizações e também atores políticos que compartilhem do compromisso de resgatar e aprofundar práticas e valores democráticos diante dos inúmeros desafios que temos enfrentado ao longo dos últimos anos no país.
 
Leia o manifesto Pela Democracia, pelo Brasil
 
Pela Democracia, pelo Brasil
 
O Brasil precisa preservar a si mesmo.
 
Aquele país livre, diverso, plural, orgulhoso de sua natureza e cultura, em que fomos criados e vivemos, começa a desaparecer em um campo de batalhas onde ódio, intolerância e obscurantismo tomam conta do nosso dia a dia.
 
Os nossos objetivos coletivos, de construção de uma sociedade ética, democrática, justa, unida e pacífica, capaz de prover dignidade e oportunidades à sua gente, produzindo um desenvolvimento inclusivo e dinâmico para as gerações de hoje e de amanhã, estão agora ameaçados pela afirmação da discriminação, da predação do meio-ambiente e da perseguição à diferença a cada momento.
 
É preciso dizer com firmeza: podemos ser mais e melhores que isso. Reafirmar o sentido de coexistência, com solidariedade, respeito mútuo e convívio saudável na diferença. Lembrar que dá para acreditar em diferentes caminhos para a vida coletiva sem tornar o outro um inimigo. Defender para além de opiniões e preferências políticas o compromisso universal com a liberdade, o debate democrático e a guia da civilidade, da lei e da Constituição para a condução da vida pública.
 
Para tirar isso do papel, não nos faltam desafios. É preciso trabalhar pelo aprimoramento das instituições, respondendo às demandas ampliadas por ética, transparência, participação e eficiência. Garantir que elas sejam mais abertas, diversas e representativas da sociedade. Acolher novos anseios e atores na cena pública, com toda a sua pluralidade. Mas sabendo que somente a prática democrática e republicana poderá nos levar a isso, superando a trilha do ódio, da fragmentação e da destruição crescente de tudo que acumulamos e temos de melhor como povo e nação.
 
A democracia deve ser valor e condição para o avanço comum. Quem acredita nisso precisa estar junto nesse momento do país, priorizando esse valor antes daquilo que nos difere. Temos a tarefa de defender e recuperar os mínimos da convivência democrática, criando condições para que a soma das ideias, conhecimentos e convicções possa ajudar a criar soluções reais para problemas e aspirações de diversos setores da nossa sociedade. E assim retomar o importante caminho da construção de um país de cidadãos e cidadãs livres e iguais, movido pela força e riqueza de sua cultura, ambiente, ciência, iniciativa e vitalidade.
 
Estamos unidos e firmes nessa missão. Haveremos de saber seguir firmes nele, à altura do compromisso histórico com sua realização e da construção do país que precisamos e podemos ser.
 
#DemocraciaSim #CulturaSim #LiberdadeSim #NaturezaSim #CiênciaSim #BrasilSim

Nenhum comentário para "Escutar, discordar e dialogar - Participe do Dia pela Democracia"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.