1. Planejamento participativo na gestão pública foi tema de debate nos 65 anos da ENSP

    No âmbito do projeto da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca Diálogos de Gestão, o Serviço de Recursos Humanos e de Gestão de Compras da ENSP realizaram a palestra Desafios do Planejamento participativo na gestão pública contemporânea durante as comemorações do aniversário de 65 anos da Escola. Confira a apresentação na íntegra, disponível em vídeo, no canal da ENSP no youtube. 

  2. Victor Valla: O legado de um professor nos 65 anos da ENSP

    Com muita emoção e aprendizado demostrados pelos presentes, a atividade em homenagem ao professor Victor Valla fez parte do segundo dia de comemorações dos 65 anos da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/Fiocruz). O salão internacional estava repleto de amigos, ex-alunos, orientandos e curiosos ouvindo as histórias e os ideais do professor, que completa nove anos de falecimento em 2019.

  3. Igualdade na diversidade: a construção da linguagem comum

    “E a cidade, que tem braços abertos num cartão postal, com os punhos fechados da vida real, lhes nega oportunidades, mostra a face dura do mal...”, com a música Alagados, de Os Paralamas do Sucesso – um relato da cruel realidade da vida nas comunidades brasileiras -, teve início uma emocionante homenagem à Consuelo Nascimento (in memorian) no âmbito da mesa No meio do fervo: pesquisadores e moradores de favela aprendendo uma linguagem comum. O circuito dialógico – sem composição de mesa formal - seguiu sua proposta deixando pesquisadores, moradores de favela, dirigentes da Fundação e convidados com o mesmo tempo e possibilidade de fala. 

  4. Chico Alencar fala nos 65 anos da ENSP sobre a crise na Educação brasileira

    O professor, escritor e ex-parlamentar Chico Alencar foi o convidado da semana de aniversário da ENSP para falar sobre a crise na Educação. Ele iniciou sua palestra lembrando do patrono da educação brasileira. “Impossível falar em Educação sem citar Paulo Freire num momento de desconstrução da sua obra.” A coordenação da mesa foi da vice-diretora de Ensino da ENSP, Lucia Dupret.
     

  5. ENSP homenageia criação da Fiocruz Amazônia

    Reconhecida como uma segunda mãe, a madrinha acompanha o nascimento da criança dando suporte à sua criação e desenvolvimento. Na composição de uma instituição, não é diferente. Ao intitular a ENSP como madrinha da sua unidade, o Instituto Leônidas e Maria Deane, o atual diretor, Sergio Luz, dimensionou o vínculo estabelecido há 25 anos, quando a Escola, por intermédio do pesquisador Luciano Toledo, participou da criação da Fiocruz Amazônia. O tema fez parte das comemorações de 65 anos da ENSP, na quinta-feira, dia 5/9.

  6. 'Suicídio é o fato violento que mais mata no mundo', aponta Cecília Minayo

    Durante as comemorações dos 65 anos da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), realizado de 3 a 6 de setembro, uma dos temas em debate foi o suicídio, fato violento que mais mata no mundo, segundo a pesquisadora do Claves/ENSP, Cecilia Minayo. A mesa intitulada Falar é a melhor solução: Setembro Amarelo, contou com participação de pesquisadores do tema que abordaram diferentes aspectos sobre o suicídio, como suicídio de idosos, comportamento suicida na infância e adolescência, comportamento suicida na formação médica pediátrica, além da crise do suicídio indígena no Brasil. 

  7. Aposentadoria e formação de quadros foram debatidos nos 65 anos da ENSP

    O clima era de comemoração pelos 65 anos da ENSP, mas as informações trazidas pela mesa Aposentadorias e o desafio na formação de quadros são preocupantes. Na tarde de 3/9, as vice- diretoras da ENSP, Lucia Dupret (Ensino) e Sheila Mendonça (Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico) anunciaram que, em 2024, o corpo de servidores da ENSP ficará reduzido a menos de 50% do atual, caso se aposentem de fato. Para elas, é preciso pensar estrategicamente em ações para minimizar os impactos determinados pela conjuntura.
     

  8. Chico Alencar fala nos 65 anos da ENSP sobre a crise na Educação brasileira

    O professor, escritor e ex-parlamentar Chico Alencar foi o convidado da semana de aniversário da ENSP para falar sobre a crise na Educação. Ele iniciou sua palestra lembrando do patrono da educação brasileira. “Impossível falar em Educação sem citar Paulo Freire num momento de desconstrução da sua obra.” A coordenação da mesa foi da vice-diretora de Ensino da ENSP, Lucia Dupret.
     

  9. Aposentadoria e formação de quadros foram debatidos nos 65 anos da ENSP

    O clima era de comemoração pelos 65 anos da ENSP, mas as informações trazidas pela mesa Aposentadorias e o desafio na formação de quadros são preocupantes. Na tarde de 3/9, as vice- diretoras da ENSP, Lucia Dupret (Ensino) e Sheila Mendonça (Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico) anunciaram que, em 2024, o corpo de servidores da ENSP ficará reduzido a menos de 50% do atual, caso se aposentem de fato. Para elas, é preciso pensar estrategicamente em ações para minimizar os impactos determinados pela conjuntura.