Feira Agroecológica Josué de Castro homenageou Marielle na ENSP

Publicada em
 
 
 

Por Joyce Enzler 
 
Em 14 de março, dia em que se completou um ano do assassinato da vereadora Marielle Franco, a Feira Agroecológica Josué de Castro promoveu atividades no pátio da ENSP/Fiocruz. Além da tradicional feira com produtos sem agrotóxicos, aconteceram a exposição temática Violência contra a Mulher e a apresentação cultural dos Coletivos Negrxs, LGBTQ+ e Feminista de estudantes da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV/Fiocruz).
 
O evento contou com a presença do diretor da ENSP, Hermano Castro, que prestigiou o jogral realizado pelas alunas da EPSJV/Fiocruz. Segundo a estudante e coordenadora do Coletivo Negrxs, Joyce Rodrigues, a intervenção das alunas, ocorrida no mês de março, foi importante para instigar as discussões remetentes ao papel da mulher na sociedade, bem como não deixar que esqueçam nem do assassinato de Marielle nem de suas bandeiras, pois “Marielle foi uma grande mulher negra, que lutava pelos pobres, negros e favelados. Uma referência para nosso ‘Quilombo’, uma ativista que usou sua voz e suas ações para ajudar as minorias.”
 
De acordo com a estudante Lorena Souza, a criação do Coletivo LGBTQ+ ocorreu devido a uma situação homofóbica no interior da Escola. A partir desse acontecimento, o corpo docente decidiu organizar uma manifestação que propiciou o coletivo ativo para discussão de pautas pertinentes ao movimento. “A professora Simone Ribeiro, que possui especialização em Gênero e Sexualidade, nos auxilia teoricamente; porém, os coletivos dos alunos são autônomos.”
 
Para a estudante Luísa Cruzeiro, coordenadora do Coletivo Feminista, espaços como os dos coletivos são necessários a fim de cooperar para a conscientização geral dos alunos, não apenas sobre o feminismo, como também a respeito de assuntos remetentes à comunidade LGBTQ+, questão racial, de saúde mental e religião, mantendo, dessa forma, os estudantes mobilizados. “Nós aproveitamos o tema da violência contra a mulher na primeira Feira Agroecológica Josué de Castro de 2019 e fizemos uma intervenção exaltando a importância de figuras como Marielle: mulheres negras e periféricas atuantes na política do Brasil, que defendem um país mais igualitário.”
 
Na ocasião, também ocorreu uma homenagem às lideranças ambientalistas com a exposição Mulheres da Feira, em que todos puderam conhecer a trajetória das trabalhadoras que participam, quinzenalmente, dessa atividade no campus Fiocruz. Leia,no Informe ENSP, a entrevista com a agricultora e feminista Rita Barbosa, a d. Rita, da Rede Carioca de Agricultura Urbana.

Nenhum comentário para "Feira Agroecológica Josué de Castro homenageou Marielle na ENSP"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.