Reforma Trabalhista traz artigo sobre o desmonte da Fundacentro

Publicada em
 
 
 

“Atacada em fogo cruzado em decorrência de seu papel de instituição de formação e pesquisa no campo da proteção e defesa da saúde e segurança dos trabalhadores, combinando ensino e regulamentação dos direitos no trabalho.” É assim que o auditor fiscal aposentado, Danilo Fernandes Costa, define o desmonte que vem sendo realizado na Fundacentro.
 
Criada em 1966, a Fundacentro tem como objetivo criar estudos e pesquisas acerca das condições dos ambientes de trabalho com a participação de todos os agentes sociais envolvidos na questão, sendo integrada no extinto Ministério do Trabalho, no ano de 1975.
 
Com a política do atual governo de “reformular” as formas de trabalho, a instituição vem sofrendo ataques que prejudicam sua atuação. O Sindicato dos Trabalhadores, no Serviço Público Federal do Estado de São Paulo (Sindsef-SP), em seu manifesto, destacou que “a Fundacentro está passando por um processo de sucateamento sem precedentes, com redução do quadro de servidores e cortes orçamentários que podem inviabilizar a continuidade da instituição”.
 
A Fundacentro teve metade dos seus escritórios fechados, e os que permanecem abertos funcionam de forma precária, já que contratos de limpeza, por exemplo, não foram renovados. Outro dado que causa espanto é a redução de 50% dos servidores da instituição, além da demissão de todos os terceirizados que trabalhavam no apoio administrativo.
 
 
 
 

Nenhum comentário para "Reforma Trabalhista traz artigo sobre o desmonte da Fundacentro"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.