Região das Américas completa 25 anos de eliminação da poliomielite

Publicada em
 
 
 

Em 1994, a Região das Américas foi a primeira no mundo a ser certificada como livre da pólio. Essa conquista dos anos 1990 é relevante neste momento em que há apenas dois países - Paquistão e Afeganistão - onde o poliovírus selvagem ainda circula (66 casos em 2019, a partir de 20 de agosto, segundo a Organização Mundial da Saúde). Hoje, apenas um dos três tipos de poliovírus selvagem permanece ativo e o mundo está pronto para dizer adeus à poliomielite.

Em 24 e 25 de agosto de 1994, os renomados cientistas e especialistas independentes que faziam parte da Comissão Internacional para a Certificação da Erradicação da Poliomielite informaram oficialmente ao então diretor da OPAS, Carlyle Guerra de Macedo - e, por meio dele, aos Estados Membros da Organização - que a transmissão do poliovírus selvagem havia sido interrompida.

O anúncio do comitê independente, presidido por Frederick Robbins, foi resultado dos esforços de centenas de milhares de profissionais de saúde, epidemiologistas e equipes de laboratório. O trabalho árduo da equipe de imunização da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), liderada na época por Ciro de Quadros, bem como a vontade política e os esforços corajosos de cada país envolvido, ajudaram a eliminar essa doença milenar e fizeram com que deixasse de causar luto e incapacidade.

Clique aqui e leia a matéria na íntegra. 

Nenhum comentário para "Região das Américas completa 25 anos de eliminação da poliomielite"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.