ENSP institucionaliza Biblioteca Virtual de Povos Indígenas

Publicada em
 
 
 

A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), o Instituto de Informação e Comunicação em Saúde (Icict/Fiocruz) e a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) institucionalizaram a Biblioteca Virtual de Saúde dos Povos Indígenas. O espaço virtual organiza o acúmulo de experiências do campo, apresentando, de forma clara e objetiva, informações para diferentes públicos, entre eles gestores, profissionais de saúde, estudantes e lideranças indígenas.

Segundo a organizadora do projeto, a pesquisadora do Departamento de Endemias da ENSP, Ana Lucia Pontes, a ideia da Biblioteca Virtual de Saúde dos Povos Indígenas surgiu diante do acúmulo de conhecimento do Grupo de Pesquisa em Saúde, Epidemiologia e Antropologia do Povos Indígenas nos mais de 20 anos de pesquisa, e foi desenvolvido em parceria com a Seção de Informação do Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação em Saúde do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (CTIC/Icict/Fiocruz).

Ana Lucia Pontes fez uma apresentação geral sobre a BVS Povos Indígenas. O projeto teve início em 2016, com o objetivo de dar visibilidade e facilitar o acesso a produções acadêmicas, técnicas, didáticas e audiovisuais da área de saúde dos povos indígena. A metodologia utilizada foi articulação entre pesquisadores do GT de Saúde Indígena da Abrasco para constituição do acervo, além de pesquisa bibliográfica de documentos disponíveis on-line em acervos acadêmicos, indigenistas, instituições governamentais, Câmara Federal entre outros; digitalização de documentos e bibliografias levantadas por projetos e acervos de pesquisas do grupo da ENSP; gerenciamento bibliográfico com software Zotero; revisão da indexação de todos documentos visando melhorar as estratégias de busca dos mesmos; e construção da plataforma específica da BVS para o processo de busca e recuperação dos itens bibliográficos.

Entre os temas disponíveis na base da biblioteca virtual estão: Epidemiologia; Alimentação e Nutrição; Políticas e serviços de saúde indígena; Doenças Infecto-parasitárias; Doenças e agravos não transmissíveis; Atenção à saúde; Antropologia da Saúde e medicinas tradicionais; Demografia e condições de saúde; Genética Humana; e Temas relacionados. Ao todo são 3.384 itens disponíveis, das cinco regiões do país e mais de 200 etnias identificadas. Para Ana Lucia, o maior desfaio foi construir uma plataforma numa linguagem simples e que expresse a diversidade da produção sobre o tema de saúde dos povos indígenas.

Após a apresentação da organizadora do projeto, a gerente de Serviços de Informação e Produção de Fontes de Informação da BIREME (Opas/OMS), Verônica Abdala, fez apresentação sobre o processo de construção de uma Biblioteca Virtual de Saúde. Ela abordou o Modelo de Gestão da Informação, que tem o objetivo de criar, melhorar e disseminar fontes de informação científica e técnica; promover o controle bibliográfico, divulgação, avaliação e aperfeiçoamento da literatura científica e técnica publicada nos países da região da América Latina e Caribe; além de fortalecer a gestão de conhecimento e informação por meio de cooperação técnica com e entre os países da América Latina e Caribe.

“O Modelo BVS se baseia na consolidação de redes de gestão da informação e no intercâmbio de conhecimento e evidência científica em saúde, por meio da cooperação entre instituições e profissionais na produção, intermediação e uso de fontes de informação em saúde”, explicou Verônica Abdala. Por fim, a representante da BIREME reforçou a importância de criar uma Rede de colaboração e estabelecer parcerias.

Construção coletiva

A atividade contou com a participação da pesquisadora do Densp/ENSP e coordenadora do projeto, Ana Lucia Pontes; da Vice-diretora de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico da ENSP, Sheila Mendonça; da coordenadora da Biblioteca Virtual da Saúde da Fiocruz, Luciana Danielli de Araujo; do diretor do Icict/Fiocruz, Rodrigo Murtinho, da gerente de Serviços de Informação e Produção de Fontes de Informação da BIREME (Opas/OMS), Verônica Abdala; e do secretário Executivo da Abrasco, Thiago Barreto.

Na ocasião, a coordenadora da Biblioteca Virtual da Saúde da Fiocruz, Luciana Danielli, explicou que atualmente a Biblioteca Virtual de Saúde dos Povos Indígenas está em processo de migração dos registros, e o quanto isso é importante para que não ocorra invisibilidade dos mesmos. A Vice-diretora de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico da ENSP, Sheila Mendonça parabenizou o grupo pela iniciativa e ressaltou que a área de saúde dos povos indígenas, também ligada a outras áreas de pesquisa, faz parte da origem do Departamento de Endemias da ENSP.

O diretor do Icict, Rodrigo Murtinho, destacou que a BVS só é possível se existir uma rede de colaboração, além de ressaltar a importância do profissional de informação como grande aliado do pesquisador. O secretário executivo da Abrasco, Thiago Barreto, lamentou o atual contexto político e os inúmeros ataques aos direitos indígenas e destacou a importância de iniciativas como a criação da BVS Povos Indígenas, para seguir em frente e contra os retrocessos. Ele lembrou ainda que a Biblioteca Virtual de Saúde dos Povos Indígenas será efetivamente lançada durante o 8º Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde, que acontecerá de 26 a 30 de setembro, em João Pessoa, Paraíba.

+ Acesse aqui o site do 8º CSHS

Durante a apresentação também esteve presente o assessor jurídico da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), Luiz Henrique Eloy Terena. Terena parabenizou a instituição pela iniciativa e destacou, com entusiasmo, a importância do acesso dos jovens indígenas ao ensino superior. Citou, ainda, que é fundamental alcançar quem compõe o controle social da saúde indígena, para subsidiar as lideranças indígenas. Por fim, Terena ressaltou o aspecto político da iniciativa, e conclui afirmando que ter aonde encontrar informações de qualidade é de interesse geral.

Nenhum comentário para "ENSP institucionaliza Biblioteca Virtual de Povos Indígenas"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.