Portal ENSP - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca Portal FIOCRUZ - Fundação Oswaldo Cruz

Centro de Estudos da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca

Rio, 28/02/2017

Próximo CEENSP

Notícias

ENSP debate Complexo Industrial da Saúde e seus desafios

O Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcellos da ENSP, em sua penúltima edição de 2016, debateu os desafios do Complexo Industrial da Saúde (CIS). Com a participação do vice-presidente de Produção e Inovação em Saúde da Fiocruz, Jorge Bermudez, do vice-presidente da Associação Brasileira da Indústria de Química Fina, Biotecnologia e suas Especialidades (Abifina), Reinaldo Guimarães, do presidente do Instituto Pereira Passos, Mauro Osorio, e da representante do grupo de pesquisa Saúde, Estado e Sociedade do Instituto de Medicina Social da Uerj, Catalina Kiss, durante o Ceensp, foi lançada a publicação Desafios de operação e desenvolvimento do Complexo Industrial da Saúde, organizada pelo Departamento de Políticas de Medicamentos e Assistência Farmacêutica (NAF/ENSP), em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Exibição de documentário, ação do LM e lançamento do Selo Sergio Arouca quarta-feira (14/12) na ENSP

Na quarta-feira, 14 de dezembro, dando continuidade às atividades de encerramento do ano letivo da Escola Nacional de Saúde Pública, a partir das 8 horas, começa a ação de Natal do Projeto Livro em Movimento. Às 11 horas, haverá a exibição do documentário Catastroika, seguida da sessão especial do Centro de Estudos da ENSP com o lançamento do Selo Sergio Arouca de Qualidade da Informação em Saúde na Internet, no blog Tuberculose: circulando a informação, a partir das 14 horas. Participe!

Prematuridade provocada por intervenção médica chega a 40% no Brasil

O excesso de intervenções obstétricas e o baixo uso de boas práticas na atenção ao parto permanecem no Brasil. Os novos dados da pesquisa Nascer no Brasil: inquérito nacional sobre parto e nascimento foram divulgados na quinta-feira (1/12), na Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz), e revelam que a taxa de prematuridade brasileira (11,5%) é quase duas vezes superior à observada nos países europeus, sendo 74% desses prematuros tardios (34 a 36 semanas gestacionais). Muitos casos podem decorrer de uma prematuridade iatrogênica, ou seja, retirados sem indicação, em mulheres com cesarianas agendadas ou avaliação incorreta da idade gestacional. O Nascer no Brasil é um inquérito nacional de base hospitalar, realizado em 191 municípios, com 23.894 mulheres entrevistadas.

 

Centro de Estudos da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca – CEENSP
Rua Leopoldo Bulhões, 1480 4° andar – Tel.:(21)2598-4444 – e-mail: comunicacao@ensp.fiocruz.br