Ministério da Saúde

Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca

Pós-Graduação em saúde pública

Notícias

Sessão na ENSP abordará a introdução às práticas docentes em saúde coletiva

Na próxima quarta-feira (13/4), na ENSP, haverá a aula de abertura Introdução às práticas docentes em saúde coletiva, disciplina do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Saúde Pública, tendo como professor convidado Carlos Rodrigues Brandão, psicólogo e doutor em Ciências Sociais. A atividade, aberta a todos os interessados, está marcada para 14 horas, na sala 410 da Escola. Não é necessária inscrição prévia.

Pesquisa analisa desigualdades no acesso aos transplantes

O Brasil tem, atualmente, o maior programa público de transplantes do mundo, com financiamento gratuito de 95% de suas atividades transplantadoras pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Os outros 5% da atividade de transplantes são financiados pelos planos de saúde privados ou pelo paciente, o que é mais raro. Esse quadro se deve à evolução do Sistema Nacional de Transplantes (SNT/MS) nesses últimos anos, aponta Sonia Maria Marinho de Souza, aluna do doutorado em Bioética, Ética Aplicada e Saúde Coletiva da ENSP, cuja tese foi orientada pelo pesquisador Fermin Roland Schramm. O estudo foi desenhado para testar a hipótese de que há desigualdades na alocação de um rim para transplante, de acordo com a posse ou não de um plano de saúde privado. O acesso a um órgão para transplante é um direito de todos que sofrem de Insuficiência Renal Crônica Terminal (IRCT), sendo todos os procedimentos custeados pelo SUS, como previstos nos princípios da universalidade e a integralidade dos cuidados em saúde. "Se os candidatos a transplante, por um lado, são iguais na necessidade de obter um rim para transplante, pois seus rins já não funcionam mais, por outro lado, são completamente desiguais, pois suas formas de inserção na sociedade são diferentes". As desigualdades regionais, de gênero, de raça/etnia e, sobretudo, desigualdades socioeconômicas são os motivos, apontados pelos especialistas, que impedem a igualdade de oportunidade no acesso a esse tratamento.

Mestrado analisa condições de trabalho e saúde dos profissionais que atuam no Comperj

No dia 11 de abril, apresentação da dissertação de mestrado acadêmico em Saúde Pública Ações coletivas e sindicais na luta por melhores condições de trabalho e saúde - Um estudo com os trabalhadores do COMPERJ, por Hugo Pinto de Almeida, na sala 404 da ENSP, a partir das 13h30.

Regulação da maconha medicinal nos Estados Unidos é tema de mestrado na ENSP

No dia 5 de abril, apresentação da dissertação de mestrado acadêmico em Saúde Pública Cuidados de compaixão: regulação da maconha medicinal nos Estados Unidos da América, por André de Oliveira Kiepper, na sala 2 do salão internacional da ENSP, a partir das 14 horas.

Mestrado traz visão dos professores do município do Rio de Janeiro sobre trabalho, saúde e ação sindical

No dia 4 de abril, apresentação da dissertação de mestrado acadêmico em Saúde Pública Quantos gritos cabem em um silêncio?' a visão dos professores da Rede de Educação do município do Rio de Janeiro sobre trabalho, saúde e ação sindical, por Lais Oliveira de Souza, na sala 408 da ENSP, a partir das 14 horas.

Saúde Pública ENSP: dissertações de mestrado serão apresentadas na sexta (1/4)

No dia 1/4, duas dissertações de mestrado acadêmico do programa de Pós-graduação em Saúde Pública serão apresentadas na ENSP. Confira os temas, alunos e orientadores.

Fórum de Estudantes ENSP se posiciona contra o atraso nas bolsas Faperj

A irregularidade e os atrasos no pagamento aos bolsistas da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) motivou o Fórum de Estudantes da ENSP a redigir uma carta aberta destacando o descompromisso com a ciência em nosso estado. A instituição não efetiva os pagamentos desde o mês de janeiro - quitados somente no final de março. Já as bolsas de fevereiro estão em aberto. A previsão é que ocorra a mesma situação em março, com pagamento no mês de abril. Segundo o Fórum, como um dos requisitos para o recebimento da bolsa é a dedicação exclusiva, o não pagamento implica, em muitos casos, problemas relacionados ao custeio de pesquisas dos estudantes. Confira, em anexo, a íntegra da carta aberta.

Cursos de Saúde Pública e Vigilância Sanitária promovem aula inaugural dia 4 de abril

No dia 4 de abril, o curso de Especialização em Saúde Pública - o mais tradicional da ENSP - e o curso de Especialização em Vigilância Sanitária promovem em conjunto a aula inaugural Da saúde pública à saúde coletiva: desafios para a construção de um sistema de saúde público, universal e integral, a ser ministrada pela  Vice-Diretora de Ensino da ENSP, Tatiana Wargas. A atividade de abertura dos cursos será no salão internacional, às 13h30. 

Copyright 2006 ENSP/FIOCRUZ. Todos os direitos reservados.