Ministério da Saúde

Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca

Pós-Graduação em saúde pública

Notícias

ENSP fortalece parceria institucional com visita à Escola Nacional Florestan Fernandes

A Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/Fiocruz) e a Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF) estabeleceram, em 2012, uma parceria institucional por meio da criação do Mestrado Profissional em Trabalho, Saúde, Ambiente e Movimentos Sociais. Desde então, as Escolas seguem unidas para a formação dos alunos. A parceria exitosa rendeu belos frutos: 100% de aprovação nas 27 dissertações de mestrado apresentadas pela turma Primavera de Luta. No intuito de estreitar ainda mais essa relação, a ENSP fará uma visita à ENFF no dia 20 de agosto. Para o coordenador do mestrado, Ary Miranda, as Escolas compartilham da mesma visão do conceito inclusivo de saúde, totalmente relacionado às condições de vida, trabalho, moradia e distribuição de riqueza. "A ENFF tem como razão da sua existência o fortalecimento da luta dos trabalhadores pela situação da exploração, pela reafirmação democrática e, consequentemente, pela saúde. Justo por isso, nossa parceria inaugurada com o mestrado foi extremamente exitosa, e buscamos com essa visita a reafirmação desse relacionamento", destacou.

Avaliação da Pós-Graduação: É preciso pensar em mudanças a curto, médio e longo prazos, apontam pesquisadores

A necessidade premente de mudanças no sistema de avaliação que rege os programas de pós-graduação do país foi a questão central abordada pelos palestrantes Maurício Barreto e Guilherme Werneck durante a mesa-redonda O Sistema de Avaliação da Pós-Graduação no Brasil: avanços, limites e possibilidades. Tanto um como o outro defenderam, de forma consensual, a primordialidade de alterações no sistema. O encontro foi proposto pela coordenadora do Programa de Pós-graduação em Saúde Pública da ENSP, Cristiani Vieira Machado, e teve como objetivo refletir a respeito das características e desafios do sistema atual de avaliação do país, que influenciam de forma contundente no trabalho das organizações, com os docentes e alunos da Escola. Os vídeos das palestras estão disponíveis, na íntegra, no Canal da ENSP no Youtube. Confira!

Pesquisa analisa medicalização, diagnósticos e prescrição de psicotrópicos para crianças

A defesa de doutorado em Saúde Pública Medicalização, diagnósticos e prescrição de psicotrópicos para crianças em idade pré-escolar: práticas discursivas de médicos que trabalham com crianças, que seria defendida nesta segunda-feira (15/8), por Mariana Nogueira Rangel Pande, foi cancelada. Uma nova data será remarcada pela Secretaria de Gestão Acadêmica.

Apresentações de dissertações de mestrado na ENSP na sexta-feira (29/7)

Na sexta-feira, 29 de julho, duas dissertações de Mestrado profissional em Trabalho, Saúde e Ambiente e Movimentos Sociais serão apresentadas na ENSP. Confira!

Apresentações de dissertações de mestrado na ENSP na sexta-feira (29/7)

Na sexta-feira, 29 de julho, duas dissertações de Mestrado profissional em Trabalho, Saúde e Ambiente e Movimentos Sociais serão apresentadas na ENSP. Confira!

Mestrado e doutorado 2017: inscrições a partir de 31/8

A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca informa que o período de inscrição para os Cursos de Mestrado e Doutorado (Seleção 2017) dos programas de Saúde Pública, Saúde Pública e Meio Ambiente e Epidemiologia em Saúde Pública estará aberto de 31 de agosto a 27 de setembro de 2016. A chamada pública será divulgada em breve na Plataforma Sigass Fiocruz.

Consumo de crack por mulheres é tema de pesquisa da ENSP

Analisar os significados desenvolvidos por profissionais de Consultórios na Rua da Cidade do Rio de Janeiro sobre o consumo de crack por mulheres foi o objetivo da dissertação do aluno de mestrado em Saúde Pública da ENSP, Gilney Costa Santos. Ele explicou que, para os profissionais das equipes de Consultórios na Rua sobre o crack, essas definições são atravessadas por mitos, crenças e estereótipos, por vezes, ancorados na percepção empírica. ?O uso de crack mobiliza o imaginário social e, em torno dele, discursos, práticas e políticas são socialmente produzidos e compartilhados. Embora, nem sempre consensuais, tais produções conformam identidades e lugares sociais aos sujeitos.? Em relação à rede de atenção psicossocial, a pesquisa aponta que os serviços mostram-se insuficientes frente à complexidade que demanda o cuidado à saúde de usuários de álcool e outras drogas. No caso das mulheres que consomem o crack, quando não ficam invisíveis diante das políticas públicas de enfrentamento ao uso de crack, são reduzidas à esfera reprodutiva.

Stédile encerra mestrado com foco nos movimentos sociais

Na quinta-feira, 14 de julho, mais um ciclo se fecha na Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Trata-se do encerramento da turma Primavera da Luta, do curso de Mestrado Profissional em Trabalho, Saúde, Ambiente e Movimentos Sociais, organizado pela ENSP, que faz parte da estratégia de implementação da Política Nacional de Saúde Integral das Populações do Campo e da Floresta (PNSIPCF), com ativa participação dos movimentos sociais. Para encerrar o ciclo, a Escola receberá o membro da Coordenação Nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), João Pedro Stédile, que proferirá a palestra Educação, Ciência e Lutas Sociais: os desafios da atual conjuntura. Na ocasião, a turma participará da tradicional Feira Agroecológica Josué de Castro, com a exposição de produtos da Reforma Agrária e, também, das fotográfias Nos caminhos dos movimentos sociais - trabalho, saúde e ambiente. A atividade, marcada para as 9h30 no salão internacional da ENSP, será aberta aos interessados e não necessita de inscrição prévia.

Copyright 2006 ENSP/FIOCRUZ. Todos os direitos reservados.