Ministério da Saúde

Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca

Pós-Graduação em epidemiologia em saúde pública

Notícias

Pesquisa analisa infestação por Aedes Aegypti no Rio de Janeiro

No dia 26 de setembro, apresentação de dissertação de mestrado em Epidemiologia em Saúde Púbica Análise espacial e temporal da infestação por Aedes Aegypti mensurada por ovitrampas para geração de alerta precoce de dengue no município do Rio de Janeiro, por Sara de Souza Oliveira, a partir das 14 horas, na sala 405 do prédio da ENSP. 

Mestrado e doutorado ENSP 2017 segue com inscrições abertas até 27/9

A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) está com inscrições abertas para os cursos de mestrado e doutorado 2017. As chamadas públicas para os Programas de Saúde Pública, Saúde Pública e Meio Ambiente e Epidemiologia em Saúde Pública da ENSP estarão disponíveis até o dia 27 de setembro de 2016, e as inscrições devem ser feitas na Plataforma Siga Fiocruz. Candidatos residentes no município do Rio de Janeiro deverão, obrigatoriamente, entregar o formulário de inscrição, com a documentação exigida, no Serviço de Gestão Acadêmica (Seca), localizado no prédio da ENSP. Aqueles que residem em outros municípios do Estado do Rio de Janeiro ou em outros estados do país poderão entregar pessoalmente a documentação impressa no Seca (de acordo com o exigido para os candidatos residentes no município do Rio de Janeiro) ou enviá-la por correio eletrônico. Confira os editais.

Três décadas da 8ª CNS: 62 anos da ENSP resgata a essência da reforma sanitária

Na semana de 12 a 16 de setembro, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) celebrará seu aniversário de 62 anos relembrando um dos principais momentos de luta pela universalização da saúde no Brasil, a 8ª Conferência Nacional de Saúde. Com o tema, Saúde é nossa conquista e nosso direito: 30 anos da 8ª Conferência Nacional de Saúde, a ENSP, além de resgatar a importância histórica do evento, pretende alertar para os diversos ataques à democracia e ao Sistema Único de Saúde da atual conjuntura. A conferência de abertura, cujo tema é A importância histórica da 8ª Conferência Nacional de Saúde, será proferida pelo ex-presidente da Fiocruz, Paulo Buss, e homenageará o professor Hésio Cordeiro e os membros do comitê assessor da 8ªCNS. A semana de aniversário da ENSP reunirá atividades acadêmicas, científicas e culturais, sendo destinada a alunos, professores, pesquisadores, profissionais de saúde e toda a comunidade Fiocruz.

Estudo explora como a incidência de dengue varia em função da idade e difere nas capitais brasileiras

Com o propósito de caracterizar o padrão de incidência de dengue ao longo do tempo, segundo a faixa etária, no período de 2007 a 2012 nas capitais estaduais brasileiras, a aluna do mestrado em Epidemiologia em Saúde Pública da ENSP, Rayane Cupolillo Ferreira desenvolveu sua dissertação sob a orientação das pesquisadoras Paula Mendes Luz e Cláudia Torres Codeço. As capitais selecionadas, segundo a maior taxa de incidência entre as séries de dengue e dengue grave por faixa etária, em cada região do país para modelagem estatística, foram: Rio Branco, Aracaju, Cuiabá, e Vitória. As capitais pertencentes à região sul do país mantiveram suas curvas de incidência próximas de zero, tendo sido excluídas desta etapa da análise. De acordo com a pesquisa, há maior ocorrência de dengue entre os indivíduos com 15 anos ou mais quando comparados com o grupo de idade inferior, em 3 das 4 capitais (Rio Branco, Aracaju e Vitória). Adicionalmente, como a presença do termo de interação dos grupos etários ao longo do tempo foi significativa para as capitais estudadas, o estudo sugere que, há possibilidade de um deslocamento do padrão etário nas taxas de incidência de dengue no período observado. Além disso, não há diferenças significativas entre as curvas de incidência de dengue grave em Rio Branco, Cuiabá e Vitória para as diferentes faixas etárias no período observado, com exceção de Aracaju, cujas curvas de incidência foram significativamente diferentes para os grupos etários em questão com maior expressão de dengue grave entre os menores de 15 anos.

Avaliação da Pós-Graduação: É preciso pensar em mudanças a curto, médio e longo prazos, apontam pesquisadores

A necessidade premente de mudanças no sistema de avaliação que rege os programas de pós-graduação do país foi a questão central abordada pelos palestrantes Maurício Barreto e Guilherme Werneck durante a mesa-redonda O Sistema de Avaliação da Pós-Graduação no Brasil: avanços, limites e possibilidades. Tanto um como o outro defenderam, de forma consensual, a primordialidade de alterações no sistema. O encontro foi proposto pela coordenadora do Programa de Pós-graduação em Saúde Pública da ENSP, Cristiani Vieira Machado, e teve como objetivo refletir a respeito das características e desafios do sistema atual de avaliação do país, que influenciam de forma contundente no trabalho das organizações, com os docentes e alunos da Escola. Os vídeos das palestras estão disponíveis, na íntegra, no Canal da ENSP no Youtube. Confira!

Mestrado e doutorado 2017: inscrições a partir de 31/8

A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca informa que o período de inscrição para os Cursos de Mestrado e Doutorado (Seleção 2017) dos programas de Saúde Pública, Saúde Pública e Meio Ambiente e Epidemiologia em Saúde Pública estará aberto de 31 de agosto a 27 de setembro de 2016. A chamada pública será divulgada em breve na Plataforma Sigass Fiocruz.

Pesquisa observa redução de imunidade pós-vacinação contra febre amarela em crianças

Qual a duração da imunidade pós-vacinação contra febre amarela em crianças? Esta foi a questão levantada pela tese da aluna do doutorado em Epidemiologia em Saúde Pública da ENSP, Tatiana Guimarães de Noronha. "Em função dos questionamentos a respeito dos resultados de um estudo de duração da imunidade em adultos realizado no Brasil, identificou-se a necessidade avaliar a duração da imunidade para febre amarela em crianças de 9 meses a 12 anos pimovacinadas nos dois primeiros anos de vida", explicou a aluna. A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, causada por um arbovírus, pertencente ao gênero Flavivirus, e transmitida por artópodes hematófagos, como os mosquitos dos gêneros Haemagogus e Aedes. A pesquisa observou uma redução na proporção de soropositividade (SP), com destaque para a queda mais acentuada a partir dos 31 meses pós-vacinação. Na categoria de 31 a 72 meses pós-vacinação (mediana de 51 meses ou 4,25 anos), a proporção de SP foi de 59%.

Avaliação da Capes: Pós-Graduação da ENSP apresenta reivindicações e debate mudanças para próximo quadriênio

Tatiana Wargas, vice-diretora de Ensino, e coordenadores dos programas de Pós da ENSP comentam documento e apontam necessidade de mudança no sistema de avaliação da Capes. 

Apresentações de dissertações de mestrado na ENSP na quinta-feira (30/6)

Na quinta-feira, 30 de junho, duas dissertações de mestrado serão apresentadas na ENSP. Uma no programa de Epidemiologia em Saúde Pública e outra no programa de Saúde Pública e Meio Ambiente. Confira.

Nova plataforma reúne dados da Capes e da pós-graduação brasileira

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançou, no ínicio do mês, o novo Sistema de Disseminação de Informações (SDI), ferramenta que compila dados da agência e da pós-graduação brasileira. Entre as novidades oferecidas pelo sistema está a possibilidade de consultar todos os bolsistas da agência por meio de diferentes indicadores. Um dos principais módulos do SDI é o novo portal Transparência Capes, no qual é possível pesquisar os bolsistas da Capes por nome, CPF, instituição de ensino ou por programa da agência. Os dados são classificados por nível de ensino e programa de pagamento de bolsas e auxílios da Capes, extraídos dos sistemas de pagamento de bolsas no país, bolsas no exterior e auxílio à pesquisa.

Copyright 2006 ENSP/FIOCRUZ. Todos os direitos reservados.