Ministério da Saúde

Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca

Pós-Graduação em epidemiologia em saúde pública

Notícias

Pesquisadores debatem formas de aprimorar a vigilância do óbito materno, infantil e fetal

A Escola Nacional de Saúde Pública, em mais uma edição do Centro de Estudos Miguel Murat Vasconcelos, abordou um tema desafiante para os serviços de saúde e a sociedade civil do país como um todo: a redução da mortalidade materna, infantil e fetal. A necessidade de melhorar a informação sobre tais mortes, identificar a magnitude, as causas e os fatores que as determinam foram discutidos pelas pesquisadoras Célia Landmann Szwarcwald, do Icict/Fiocruz, Sônia Lansky, do Comitê de Prevenção do Óbito Materno, Fetal e Infantil da Secretaria Municipal de BH, e Sonia Duarte de Azevedo Bittencourt, da ENSP. "A mortalidade por complicações da gravidez, parto ou puerpério é considerada como uma causa de morte altamente evitável e tem sido foco de esforços nacionais e internacionais dirigidos à sua redução. Entretanto, o monitoramento dos avanços alcançados nessa redução da mortalidade materna tem sido problemático no país", avaliou a pesquisadora do Icict durante sua apresentação.

Estudo analisa mortalidade por câncer de útero no Piauí

No dia 3 de julho, apresentação da dissertação de mestrado profissional em Epidemiologia em Saúde Pública Mortalidade por câncer de útero e rastreamento das alterações cervicais no Piauí, por Andressa Moura Damacena, no Auditório de Pós-Graduação de Enfermagem (UFPI), a partir das 8 horas.

O cenário dos mestrados profissionais no país e o caso da ENSP

Os mestrados profissionais, modalidade de pós-graduação stricto sensu voltada para a capacitação de profissionais mediante o estudo de técnicas, processos, ou temáticas que atendam a alguma demanda do mercado de trabalho, vêm ganhando cada vez mais força no cenário educacional brasileiro. Atualmente na Fiocruz, um terço dos programas de pós são oferecidos neste formato, de acordo com a coordenadora geral de Pós-Graduação da instituição, Cristina Guilam. Com objetivo refletir sobre os avanços, desafios e perspectivas dos MPs, a Escola Nacional de Saúde Pública realizou, no dia 17 de junho, o seminário Mestrados Profissionais da Pós-Graduação ENSP/Fiocruz: avanços e perspectivas. A atividade teve a participação das pesquisadoras da ENSP Marly Marques da Cruz, Inês Mattos, e Virgínia Hortale, além da coordenadora adjunta da Área da Saúde Coletiva da Coordenac?a?o de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e pesquisadora do Centro de Pesquisa Aggeu Magalhaes (CPqAM), Eduarda Cesse.

Cursos de Inverno ENSP: confira lista dos candidatos selecionados

Os programas de Pós-Graduação em Saúde Pública, Saúde Pública e Meio Ambiente e Epidemiologia em Saúde Pública, da ENSP, divulgam o resultado final da seleção para os Cursos de Inverno 2015. Os procedimentos e a documentação necessária para matrícula, que vai até o dia 23 de junho, devem ser acessados na Plataforma Sigass Fiocruz. Para esta edição dos Cursos de Inverno, Escola Nacional de Saúde Pública admitiu 592 alunos. Confira o resultado.

Entrevista: Protagonismo da ENSP no mestrado profissional é exemplo para o país

Eduarda Cesse, coordenadora adjunta da Área da Saúde Coletiva para mestrados profissionais da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), fala sobre o protagonismo da ENSP na oferta de cursos de MP e sobre como fortalecer e dar autonomia à modalidade. 

Ceensp debaterá vigilância do óbito materno, infantil e fetal

A redução da mortalidade materna, infantil e fetal no Brasil é ainda um desafio para os serviços de saúde e a sociedade civil como um todo. Uma das estratégias importantes para combater esse problema é a atuação conjunta de profissionais de saúde qualificados para desenvolver a vigilância de óbitos e de outros atores para exercer o controle social por meio dos comitês de mortalidade. Com esta premissa, o Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcellos da ENSP debaterá, no dia 17 de junho, a Vigilância do óbito materno, infantil e fetal e atuação em Comitês de Mortalidade. O encontro, marcado para 13h30, no salão internacional da Escola, receberá como expositores Célia Landmann Szwarcwald (pesquisadora do Icict/Fiocruz), Sônia Lansky (representante do Comitê de Prevenção do Óbito Materno, Fetal e Infantil da Secretaria Municipal de BH), Maria Esther Albuquerque Vilela (representante da coordenação-geral da Saúde das Mulheres do Ministério da Saúde) e Sonia Duarte de Azevedo Bittencourt (pesquisadora da ENSP). A atividade é aberta a todos os interessados e não é necessária inscrição prévia.

Inscrições abertas para candidatos estrangeiros na pós-graduação

A Escola Nacional de Saúde Pública está com inscrições abertas para candidatos estrangeiros interessados nos cursos de mestrado e doutorado dos programas de Saúde Pública e Epidemiologia em Saúde Pública - 2016. Os editais são direcionados aos candidatos dos países membros da União das Nações Sul-Americanas (Unasul), da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) e para os candidatos estrangeiros residentes no Brasil com visto temporário e não-oriundos destes dois acordos (Unasul e CPLP). Os editais para cada perfil podem ser acessados na Plataforma Siga Fiocruz. As inscrições podem ser feitas até o dia 17 de julho.

Mestrados ENSP: programas terão trabalhos apresentados em 3 de junho

No dia 3 de junho, três dissertações de mestrado, um acadêmico e dois profissionais, dos programas de Saúde Pública e Epidemiologia em Saúde Pública, serão apresentadas na ENSP. Confira os temas, alunos e orientadores.

Dengue: estudo da ENSP identifica problemas na APS do RJ

A dengue é considerada uma das doenças de maior incidência nas regiões intertropicais ao redor do planeta, um importante problema de saúde pública. A porta de entrada preferencial para atendimento da pessoa com suspeita de dengue é a Atenção Primária. Para analisar a adequação desses serviços localizados nos bairros da Área de Planejamento 33/RJ (bairros limites são Vila da Penha, Vicente de Carvalho, Cascadura, Pavuna, Campinho, Guadalupe), foi desenvolvida uma dissertação de mestrado de Epidemiologia em Saúde Pública pela aluna Danielle Amaral de Freitas com orientação do pesquisador Reinaldo Souza dos Santos. No período estudado pela aluna (2011 a 2012), ocorreram 896 internações entre residentes da AP 33, ou seja, quase 2% dos pacientes notificados foram hospitalizados. "A maioria dos residentes da área foi notificada antes do 4° dia do início dos sintomas, sugerindo que essas pessoas com suspeita de dengue estão sendo acolhidas nos serviços de saúde em tempo oportuno, e poderiam receber orientações sobre sinais de alarme e riscos de agravamento do quadro antes do período crítico." O estudo aponta que a maioria não possui cobertura de Estratégia de Saúde da Família, o que permitiria melhor acesso aos serviços de saúde, bem como mais ações intersetoriais.

Mestrado e doutorado ENSP: quatro trabalhos serão apresentados no dia 27 de maio

No dia 27/5, duas dissertações de mestrado e uma tese de doutorado, ambas do programa de Saúde Pública, e um mestrado acadêmico do programa de Epidemiologia em Saúde Pública, serão apresentadas na ENSP. Confira os temas, alunos e orientadores.

Copyright 2006 ENSP/FIOCRUZ. Todos os direitos reservados.