Ministério da Saúde

Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca

Pós-Graduação em saúde pública e meio ambiente

Notícias

Estudo analisa mortalidade por câncer hematopoiético na Colômbia

No dia 7 de julho, apresentação da dissertação de mestrado acadêmico em Saúde Pública e Meio Ambiente Mortalidade por câncer hematopoiético na Colômbia: um estudo ecológico, 1985-2012, por Astrid Catalina Flórez Buitrago, na sala 406 da ENSP, a partir das 13 horas.

Pesquisadores debatem formas de aprimorar a vigilância do óbito materno, infantil e fetal

A Escola Nacional de Saúde Pública, em mais uma edição do Centro de Estudos Miguel Murat Vasconcelos, abordou um tema desafiante para os serviços de saúde e a sociedade civil do país como um todo: a redução da mortalidade materna, infantil e fetal. A necessidade de melhorar a informação sobre tais mortes, identificar a magnitude, as causas e os fatores que as determinam foram discutidos pelas pesquisadoras Célia Landmann Szwarcwald, do Icict/Fiocruz, Sônia Lansky, do Comitê de Prevenção do Óbito Materno, Fetal e Infantil da Secretaria Municipal de BH, e Sonia Duarte de Azevedo Bittencourt, da ENSP. "A mortalidade por complicações da gravidez, parto ou puerpério é considerada como uma causa de morte altamente evitável e tem sido foco de esforços nacionais e internacionais dirigidos à sua redução. Entretanto, o monitoramento dos avanços alcançados nessa redução da mortalidade materna tem sido problemático no país", avaliou a pesquisadora do Icict durante sua apresentação.

Cursos de Inverno ENSP: confira lista dos candidatos selecionados

Os programas de Pós-Graduação em Saúde Pública, Saúde Pública e Meio Ambiente e Epidemiologia em Saúde Pública, da ENSP, divulgam o resultado final da seleção para os Cursos de Inverno 2015. Os procedimentos e a documentação necessária para matrícula, que vai até o dia 23 de junho, devem ser acessados na Plataforma Sigass Fiocruz. Para esta edição dos Cursos de Inverno, Escola Nacional de Saúde Pública admitiu 592 alunos. Confira o resultado.

Ceensp debaterá vigilância do óbito materno, infantil e fetal

A redução da mortalidade materna, infantil e fetal no Brasil é ainda um desafio para os serviços de saúde e a sociedade civil como um todo. Uma das estratégias importantes para combater esse problema é a atuação conjunta de profissionais de saúde qualificados para desenvolver a vigilância de óbitos e de outros atores para exercer o controle social por meio dos comitês de mortalidade. Com esta premissa, o Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcellos da ENSP debaterá, no dia 17 de junho, a Vigilância do óbito materno, infantil e fetal e atuação em Comitês de Mortalidade. O encontro, marcado para 13h30, no salão internacional da Escola, receberá como expositores Célia Landmann Szwarcwald (pesquisadora do Icict/Fiocruz), Sônia Lansky (representante do Comitê de Prevenção do Óbito Materno, Fetal e Infantil da Secretaria Municipal de BH), Maria Esther Albuquerque Vilela (representante da coordenação-geral da Saúde das Mulheres do Ministério da Saúde) e Sonia Duarte de Azevedo Bittencourt (pesquisadora da ENSP). A atividade é aberta a todos os interessados e não é necessária inscrição prévia.

Pós 2015: inscrições abertas para candidatos externos interessados nas disciplinas da ENSP

Os Programas de Pós-Graduação em Saúde Pública, Saúde Pública e Meio Ambiente e Epidemiologia em Saúde Pública da ENSP estão com inscrições abertas para os candidatos externos interessados nas disciplinas oferecidas para o segundo semestre de 2015. O procedimento de inscrição, realizado de forma simultânea para os alunos regularmente matriculados nos três programas de pós, estará aberto até 19 de junho. A relação das disciplinas com vagas disponíveis será divulgada dia 26 de junho, na Plataforma Siga. A Vice-Direção de Pós-Graduação e o Serviço de Gestão Acadêmica informam que as vagas são prioritárias para os alunos dos programas de pós-graduação da ENSP e da Fiocruz. 

Ribeirinhos de Rio Madeira (RO) estão sob maior risco de exposição ao mercúrio

O organismo humano conta com um sistema capaz de proteger nosso corpo da ação de radicais livres, que são moléculas produzidas durante o processo de respiração aeróbica, ou no metabolismo de substâncias químicas, e que podem causar danos celulares. O excesso de produção dessas moléculas causa o estresse oxidativo: um desequilíbrio estre espécies oxidantes e antioxidantes. As consequências desse desequilíbrio têm diversos efeitos, desde o envelhecimento precoce até a manifestação de certos tipos de câncer. Uma pesquisa da ENSP sobre a exposição humana ao mercúrio apontou que populações ribeirinhas com dietas ricas em peixe estão sob maior risco de exposição à essa substância química tóxica, que está associada ao processo de estresse oxidativo. O estudo analisou crianças e adolescentes em três comunidades de Rondônia, na área de influência do rio Madeira. Os biomarcadores de exposição em ribeirinhos se mostraram elevados, o que representa maior risco de alterações no desenvolvimento cognitivos dessas crianças e adolescentes.

Trabalho de mestrado estuda dano oxidativo em carcinoma mamário

No dia 15 de maio, apresentação da dissertação de mestrado acadêmico em Saúde Pública e Meio Ambiente Caracterização do perfil de dano oxidativo em carcinoma mamário e avaliação de associação com parâmetros histopatológicos, por Thales Nascimento e Castro, na sala 406 da ENSP, a partir das13h30.

Centro de Estudos Miguel Murat debate fatores associados ao absenteísmo

Absenteísmo é a ausência do funcionário no ambiente de trabalho, sejam por atrasos ou faltas constantes, muitas vezes associadas a problemas de saúde. É com este foco que a ENSP promove a quarta atividade de 2015 do Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcellos. Para abordar o tema Fatores associados ao absenteísmo e possíveis intervenções foram convidadas a professora da Faculdade de Saúde Pública da USP Frida Marina Fischer e a coordenadora do Laboratório de Educação em Ambiente e Saúde do IOC/Fiocruz, Lúcia Rotenberg. O Ceensp está marcado para o dia 13 de maio, a partir das 14 horas, no salão internacional da Escola e é aberto a todos os interessados.

Segunda entrada para doutorados ENSP 2015: inscrições terminam na terça-feira (12/5)

Terminam, na terça-feira (12/5), as inscrições ao processo seletivo para 2ª entrada dos candidatos ao Doutorado dos Programas de Pós-Graduação em Saúde PúblicaSaúde Pública e Meio Ambiente e Epidemiologia em Saúde Pública (Seleção 2015) da ENSP. Os interessados deverão, obrigatoriamente, indicar o nome do orientador pretendido e encaminhar, via Correios (exclusivamente por meio de Sedex), os documentos exigidos para o Serviço de Gestão Acadêmica da ENSP. As inscrições para a 2ª entrada no doutorado devem ser feitas na Plataforma Siga Stricto Sensu Fiocruz.

Dissertações de mestrado serão apresentadas na ENSP em 28 de abril

No dia 28 de abril, duas dissertações de mestrado, uma acadêmica no programa de Saúde Pública e Meio Ambiente e outra profissional, no programa de Saúde Pública, serão apresentadas na ENSP. Confira os temas, alunos e orientadores.

Copyright 2006 ENSP/FIOCRUZ. Todos os direitos reservados.