Ministério da Saúde

Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca

Pós-Graduação em saúde pública e meio ambiente

Apresentação

O Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública e Meio Ambiente tem como objetivo a capacitação de docentes, pesquisadores e gestores em saúde e ambiente, numa perspectiva interdisciplinar, multiprofissional e interinstitucional, voltada para a análise e a proposição de soluções sobre os efeitos decorrentes das exposições ambientais na saúde humana.
A demanda a ser atendida pelo Programa consiste em profissionais e pesquisadores das áreas de saúde pública e ambiente com formação, em nível de graduação, em diferentes campos do conhecimento voltados para a análise de problemas de saúde e ambiente.
Nas últimas décadas, tem-se observado um aumento da expectativa de vida da população brasileira, assim como modificações ambientais e comportamentais, como a urbanização e a industrialização. Além da exposição a agentes naturais, como aqueles presentes no ar, na água e no solo, e às radiações solares, o ser humano está submetido à exposição provocada, e quase universal, a outros agentes, como os aditivos alimentares, os pesticidas e os dejetos industriais, bem como a outros agentes incorporados ao hábito de vida (fumo, bebidas e outros), com repercussões inevitáveis sobre a saúde. Essas modificações têm acarretado uma mudança no foco nas diferentes disciplinas da área de saúde coletiva, que se voltam cada vez mais para o estudo das doenças crônico-degenerativas, dos riscos ambientais ocasionados por agentes físicos e químicos e das repercussões dessas questões na ecologia e nas condições de vida e saúde das populações humanas e de vida selvagem.
Uma abordagem integrada dos problemas ambientais exige, além de estudos epidemiológicos, ecológicos e toxicológicos que propiciem a análise dos efeitos à saúde das populações nas localidades onde os riscos estejam atuando, ferramentas conceituais e metodológicas voltadas para construir alternativas de soluções e implementar ações de curto, médio e longo prazos. Esta é a perspectiva da gestão de problemas ambientais, que busca avaliar, entre outros, os condicionantes e as características dos modelos de desenvolvimento e formas de exposição no interior dos territórios, incluindo os mecanismos de gestão dos problemas ambientais, as políticas públicas, o arcabouço jurídico-institucional existente, os processos decisórios e as formas como as populações percebem os riscos e se organizam para enfrentá-los.
Nesse contexto amplo e interdisciplinar se insere o Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública e Meio Ambiente, oferecendo os cursos de Doutorado e Mestrado, este último com três subáreas de concentração: Epidemiologia Ambiental; Gestão de Problemas Ambientais e Promoção da Saúde; e Toxicologia Ambiental.
O Programa proporcionará a formação de pesquisadores qualificados, cujo processo de preparação e amadurecimento para a atividade científica ocorrerá num ambiente propício ao debate acadêmico plural, originado pela formação e atuação acadêmica científica diversificada de seu corpo docente.

Telefones: (21) 2598-2557, 2598-2558, 2598-2730 e 08000-230085
e-mail: secaambiente@ensp.fiocruz.br

Copyright 2006 ENSP/FIOCRUZ. Todos os direitos reservados.