Ministério da Saúde

Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca

Pós-Graduação em epidemiologia em saúde pública

O Programa de Epidemilogia iniciou suas atividades em 2007 e tem seus cursos credenciados pela Capes. Saiba mais

Destaque

Mestrado na Argentina: qualificação aprova 100% dos projetos

Os alunos da segunda turma do mestrado em Epidemiologia em Saúde Pública na Argentina, fruto da cooperação entre a Fundação Oswaldo Cruz e a Administración Nacional de Laboratorios e Institutos de Salud da Argentina (Anlis), estiveram no Brasil para uma série de atividades na Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/Fiocruz). Os 16 mestrandos do país vizinho cursaram a disciplina obrigatória do mestrado, a de Tópicos em Saúde Pública, e realizaram o exame de qualificação dos projetos, os quais foram todos aprovados, no início de agosto. As defesas devem acontecer ainda no primeiro semestre de 2015.

Apresentações de mestrado e doutorado na ENSP em 29/8

No dia 29/8, duas apresentações de mestrado profissional em Saúde Pública e duas defesas de doutorado, nos programas de Saúde Pública e de Epidemiologia em Saúde Pública, serão apresentadas na ENSP. Confira abaixo os temas, alunos e orientadores.

ENSP resgata sua trajetória no aniversário de 60 anos

Para celebrar seu aniversário de 60 anos, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca contará a história e os bastidores que marcaram sua origem na década de 1950. O momento de arrancada desenvolvimentista do Brasil, determinado pela criação do BNDE, CNPq, Petrobrás e também do Ministério da Saúde, bem como as tensões políticas e a crise vivida no país - época em que foi assinada a lei que criou a ENSP, logo após o suicídio de Vargas -, pautará as mesas-redondas e palestras que serão realizadas entre os dias 3 e 5 de setembro. Com o tema Saúde, educação, ciência e cidadania: nossa luta de todo dia, a ENSP/Fiocruz convida a todos para relembrar sua trajetória e homenagear aqueles que fazem parte desse caminho.

Pessoas vivendo com Aids no Brasil: desigualdades regionais e entre populações vulneráveis na era pós-terapia antirretroviral tardia

No dia 27/8, defesa da tese de doutorado em Epidemiologia em Saúde Pública Pessoas vivendo com Aids no Brasil: desigualdades regionais e entre populações vulneráveis na era pós-terapia antirretroviral tardia, por Tatiana Rodrigues de Araujo Teixeira, na sala 406 da ENSP, às 13h30.
 

Documentos

Copyright 2006 ENSP/FIOCRUZ. Todos os direitos reservados.