link para a página principal do portal
Tamanho da Letra   menor ou maior
formulário de busca
A importância de drenagem urbana no controle de culicídeos no bairro de Icararí - Município de Niterói/RJ. Projeto de orientação do aluno Adaly da Silva Fortunato.

Departamento: DSSA - DEPARTAMENTO DE SANEAMENTO E SAÚDE AMBIENTAL

Programa de pós-graduação: SAÚDE PÚBLICA

Linha: HABITAÇÃO E SAÚDE

Grupo: DESENVOLVIMENTO LOCAL, DETERMINANTES SOCIAIS DA SAÚDE E DO AMBIENTE E HABITAÇÃO SAUDÁVEL

Subárea de Conhecimento: 4.06.02.00-1

Descrição do projeto:
Autores: Adaly Fortunato da Silva Junior (Fundação Nacional de Saúde) e Márcia Moisés - Departamento de Saneamento e Saúde Ambiental (DSSA) da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (ENSP) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)

Introdução
Este trabalho o resultado da monografia do Curso de Especialização em Engenharia Sanitária e Ambiental realizado no ano de 2007.

Objetivo:
Teve como objetivo, mostrar a influência do sistema de drenagem urbana do bairro de Icaraí no Município de Niterói- Estado do Rio de Janeiro, quanto à proliferação de Culicídeos, em especial o Aedes aegypt .

Metodologia:
Foram realizadas atividades de campo, observando-se as unidades coletoras de águas pluviais, os bueiros, que servem de criadouros e podiam aumentar o número de casos de dengue no bairro. Apesar do bairro de Icaraí, ter um sistema de drenagem estruturado, alguns componentes deste sistema oferecem condições favoráveis ao desenvolvimento de mosquitos, uma vez que apresentam uma boa quantidade de água retida no seu interior, seja por questões de falta de manutenção e conservação ou durante a construção dos mesmos.
No período janeiro a outubro de 2007, o bairro apresentou 574 casos notificados de dengue, com 157 confirmados.
O trabalho de mapeamento dos bueiros foi realizado no período compreendido entre junho e outubro de 2007 e o quarto ciclo entomológico definido entre setembro e outubro de 2007.
A identificação dos bueiros se deu conforme a necessidade de descobrir a possibilidade de formas imaturas de Aedes aegypti presentes nestes locais, devido ao número de casos de dengue registrados no bairro e do baixo número de imóveis com a presença destes mosquitos, segundo dados registrados pelos agentes de controle de vetores que atuam no bairro.
Dos 1.192 bueiros encontrados, 654 estavam secos e podendo estar com ovos em suas paredes no momento da inspeção. Durante este trabalho, o Culex quinquefasciatus mostrou elevada abundância, tendo sua importância por ser vetor primário da filariose bancroftiana no Brasil. Sua presença no bairro é motivo de incômodo para a população, em função da elevada antropofilia que a caracteriza.

Resultados
Quanto à possibilidade dos bueiros contribuírem para o processo do aumento de número de casos da dengue, os resultados apresentados apontam a necessidade de pesquisas mais aprofundados e que se faça uma avaliação do potencial de acúmulo de ovos do vetor em suas paredes. Dos 1.192 bueiros encontrados, 654 estavam secos e podendo estar com ovos em suas paredes no momento da inspeção. Durante este trabalho, Culex quinquefasciatus mostrou elevada abundância, tendo importância por ser vetor primário da filariose bancroftiana no Brasil. Sua presença no bairro é motivo de incômodo para a população, em função da elevada antropofilia que a caracteriza. Embora Aedes aegypti seja registrado com baixa freqüência no local (dos 1.192 bueiros apenas 4 com Aedes aegypti) salienta-se a importância epidemiológica desse culicídeo. Essa espécie é transmissora da Dengue e da Febre Amarela Urbana, ambas as doenças ocorrendo no Brasil, a dengue em vários centros urbanos desde a década de oitenta do século passado.
No entanto, salienta-se a importância epidemiológica desse culicídeo, pois a espécie é transmissora da Dengue e da Febre Amarela Urbana, doenças que vem ocorrendo no Brasil.

Dados dos autores:
Adaly Fortunato da Silva Júnior &8211; FUNASA e-mail:
Márcia Moisés &8211; Pesquisadora do Departamento de Saneamento e Saúde Ambiental (DSSA) da ENSP/FIOCRUZ, doutoranda em Saúde Pública e orientadora da Monografia do aluno Adaly Fortunato da Silva Júnior no Curso de Especialização de Engenharia Sanitária e Ambiental do DSSA.
E-mail:marciamoises@ensp.fiocruz.br
Endereço: Rua Leopoldo Bulhões, 1480, Manguinhos. ENSP/FIOCRUZ - Sala 511.
CEP: 21041-210
Telefone: (21) 25982577

Natureza:

  • Pesquisa

Ano do início do projeto: 2007

Ano do fim do projeto: 2008

Coordenador: MÁRCIA MOISÉS

Participante Interno:

Participante Aluno:

 
Domingo, 21 de Abril de 2019

ENSP NA WEB

facebook twitter Instagram youtube Soundcloud

BAIXE O APP DA ENSP

Google Play Store Apple App Store

Este portal é regido pela Política de Acesso Aberto ao Conhecimento,
que busca garantir à sociedade o acesso gratuito, público e aberto ao conteúdo integral de toda obra intelectual produzida pela Fiocruz.


Creative Commons License

O conteúdo deste portal pode ser utilizado para todos os fins não comerciais, respeitados e reservados os direitos morais dos autores.