link para a página principal do portal
Tamanho da Letra   menor ou maior
formulário de busca
Processos Comunicacionais em Saúde Coletiva e difusão do estilo de vida ativo: ressonâncias, significados e repercussões sócio-culturais

Departamento: não informado

Programa de pós-graduação: SAÚDE PÚBLICA

Linha: ENSINO

Grupo: A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO EPIDEMIOLÓGICO E SUA APLICAÇÃO ÀS PRÁTICAS DE SAÚDE

Subárea de Conhecimento: 4.06.00.00-9 Saúde Coletiva

Descrição do projeto:
Objetivos
Geral: Estudar conteúdos emitidos por meios de comunicação dirigidos à difusão do estilo de vida ativo e combate ao sedentarismo na prevenção em saúde e suas ressonâncias, significados e repercussões sócio-culturais.Específicos Específicos:
-Mapear, apreender e problematizar aspectos simbólico-discursivos – locais e universais - que compõem o arcabouço de estratégias comunicacionais, informacionais e midiáticas imbricados ou convergentes ao campo da Saúde Pública, que interferem e produzem efeitos no imaginário social, acerca dos modos de ‘ser e perceber-se saudável’ e das questões relacionadas à satisfação com o próprio corpo.
-Identificar, problematizar e ressignificar a partir de um dado conjunto de enunciados discursivos, elementos imagético-textuais acerca da ‘promoção do estilo de vida ativo’ e do ‘combate ao sedentarismo’, disseminados na internet e em programas televisivos de grande audiência, de forma a localizar enunciadores e receptores implícitos nesses discursos de riscos à saúde.
-Explorar, analisar e compreender ressonâncias sócio-culturais, éticas e políticas da circulação de informações/imagens/mensagens articuladas à ‘promoção do estilo de vida ativo’ e ao ‘combate do sedentarismo’, na perspectiva de situar/desvelar como tais pressupostos e estratégias interpelam e são incorporados/rejeitados pelas pessoas, tanto na vida pública, quanto na esfera privada.
Metodologia
Trata-se de investigação qualitativa, que tem como opção metodológica realizar uma análise sobre os discursos comunicacionais e midiáticos que circulam, tematizam e produzem sentidos e conexões a partir da noção de ‘estilo de vida ativo’ presente no campo sanitário. Para tal discussão elege-se o entendimento de discurso desenvolvido nas obras de Michel Foucault, apoiando-se, principalmente, em concepções pós-estruturalistas durante as análises realizadas.A pesquisa propõe produzir subsídios para rever modalidades discursivas de prevenção aos riscos e de promoção da/educação em saúde, que se baseiam em mudanças comportamentais para adoção de um ‘estilo de vida ativo/saudável’.O fio condutor da abordagem teórico-metodológica da proposta investigativa se sustenta em vertentes dos Estudos Culturais que vêm exercitando uma articulação crítica com a perspectiva pós-estruturalista de análise do discurso de Michel Foucault.

Natureza: não informado

Ano do início do projeto: 2007

Ano do fim do projeto: 2009

Coordenador: LUIS DAVID CASTIEL

 
Terça, 23 de Abril de 2019

ENSP NA WEB

facebook twitter Instagram youtube Soundcloud

BAIXE O APP DA ENSP

Google Play Store Apple App Store

Este portal é regido pela Política de Acesso Aberto ao Conhecimento,
que busca garantir à sociedade o acesso gratuito, público e aberto ao conteúdo integral de toda obra intelectual produzida pela Fiocruz.


Creative Commons License

O conteúdo deste portal pode ser utilizado para todos os fins não comerciais, respeitados e reservados os direitos morais dos autores.