link para a página principal do portal
Tamanho da Letra   menor ou maior
formulário de busca
Trabalho noturno, estresse psicossocial do trabalho e fatores de risco para doenças cardiovasculares em dois estudos epidemiológicos

Departamento: CESTEH - CENTRO DE ESTUDOS DA SAÚDE DO TRABALHADOR E ECOLOGIA HUMANA

Programa de pós-graduação: EPIDEMIOLOGIA EM SAÚDE PÚBLICA

Linha: SAÚDE E TRABALHO

Grupo: TRABALHO, SAÚDE E MEIO AMBIENTE

Subárea de Conhecimento: 0.00.00.00-0

Descrição do projeto:
O projeto aprovado com bolsa de "Jovem Cientista do Nosso Estado" aborda o tipo de plantão e o estresse psicossocial no trabalho e suas conseqüências à saúde, em especial, em relação aos fatores de risco para doenças cardiovasculares entre trabalhadores. O trabalho noturno expõe o trabalhador à luz artificial, aumenta as queixas relacionadas ao sono, promove alterações de hábitos e comportamentos não saudáveis, fatores esses, associados ao problemas cardiovasculares na literatura internacional. Os efeitos do trabalho noturno podem ser potencializados na presença do estresse psicossocial do trabalho. O objetivo principal da presente proposta é investigar as relações entre o trabalho noturno, o estresse psicossocial do trabalho e a ocorrência de fatores de risco para doenças cardiovasculares entre os trabalhadores que fazem parte da população de estudo de dois estudos epidemiológicos: O Estudo Longitudinal da Saúde do Adulto e o Estudo da Saúde dos Enfermeiros.
O ELSA, em que a proponente é pesquisadora e participa da coordenação do Centro de Investigações do Rio de Janeiro, é um estudo de coorte multicêntrico que pretende acompanhar por cerca de dez anos, 15 mil funcionários entre 35 e 74 anos de idade de seis instituições públicas de ensino superior e pesquisa (FIOCRUZ-RJ, USP, UFBA, UFMG, UFES, UFRGS). O objetivo principal é investigar, no contexto brasileiro, diversos aspectos associados à gênese das doenças cardiovasculares e do diabetes tipo 2, que são as principais causas de morbi-mortalidade da população acima dos 40 anos de idade no mundo e também no Brasil.
O Estudo da Saúde dos Enfermeiros, denominado “Trabalho noturno e sua associação com fatores de risco para doenças cardiovasculares entre enfermeiros”, cuja proponente é coordenadora, é um estudo seccional, em andamento, que pretende abranger os cerca de quatro mil enfermeiros trabalhadores dos 20 maiores hospitais públicos (>150 leitos) no Município do Rio de Janeiro. O objetivo principal é investiga

Natureza:

  • Pesquisa

Ano do início do projeto: 2011

Ano do fim do projeto: 2013

Coordenador: ROSANE HARTER GRIEP

Participante Interno:

Participante Aluno:

 
Quinta, 21 de Novembro de 2019

ENSP NA WEB

facebook twitter Instagram youtube Soundcloud

BAIXE O APP DA ENSP

Google Play Store Apple App Store

Este portal é regido pela Política de Acesso Aberto ao Conhecimento,
que busca garantir à sociedade o acesso gratuito, público e aberto ao conteúdo integral de toda obra intelectual produzida pela Fiocruz.


Creative Commons License

O conteúdo deste portal pode ser utilizado para todos os fins não comerciais, respeitados e reservados os direitos morais dos autores.