link para a página principal do portal
Tamanho da Letra   menor ou maior
formulário de busca
Avaliação do Uso de Tecnologias Sociais para Programas de Saneamento Ecológico no Brasil

Departamento: DSSA - DEPARTAMENTO DE SANEAMENTO E SAÚDE AMBIENTAL

Programa de pós-graduação: SAÚDE PÚBLICA

Linha: SANEAMENTO E SAÚDE AMBIENTAL - PSP

Grupo: DESENVOLVIMENTO LOCAL, DETERMINANTES SOCIAIS DA SAÚDE E DO AMBIENTE E HABITAÇÃO SAUDÁVEL

Subárea de Conhecimento: 2.22.22.22-2

Descrição do projeto:
A situação atual, apontada pelos indicadores de cobertura, continua vergonhosa. Muitos discursos acusam a falta de investimentos, as dificuldades financeiras e problemas na gestão dos prestadores públicos e privados, por serem as causas dessas deficiências. Porém, apesar de existir multiplicidade de atores agentes intervenientes (no momento 10 órgãos do governo fomentam ações de saneamento: MMA, MI, MS, MCidades, Caixa, BNDES, MTur, MDefesa, Codevasf, MDA), além de organizações internacionais, a causa está no fomento do interesse em tomar parte, mais ativamente do setor de saneamento, seja no investimento financeiro ao setor ou seja na gestão dos prestadores públicos e privados no setor. Esta deficiência é sentida também, quanto às tecnologias empregadas no setor, considerando que, existem tecnologias de baixo custo como as anaeróbias para tratamento de esgotos e encontram-se consolidadas no Brasil como possíveis caminhos de união da eficiência e baixos custos na implantação e operação do sistema.
Acredita-se, ser necessário, identificar se os projetos que utilizam estas tecnologias, que se enquadrem na Resolução CONAMA nº377/06 e obtiveram financiamento público, estão cumprindo não só os critérios de eficiência, eficácia e efetividade dos recursos empregados, mas, também, proporcionando a garantia dos meios mais eficientes na sua replicação, melhorando a confiabilidade das novas construções e garantindo a participação dos atores locais. Tendo como diretrizes a proteção à vida humana e a saúde, provendo a sociedade de meios práticos para aferir a qualidade dos produtos e serviços, participando, efetivamente, do processo de tomada de decisão.
Desse modo, espera-se, encontrar meios de superar a desarticulação causada pela ausência de planejamento setorial integrado e pelo vazio institucional deixado pela falta de uma política nacional de saneamento ambiental e do Marco Regulatório.

Natureza:

  • Pesquisa

Ano do início do projeto: 2006

Ano do fim do projeto: 2008

Coordenador: SIMONE CYNAMON COHEN

Participante Aluno:

 
Quarta, 24 de Abril de 2019

ENSP NA WEB

facebook twitter Instagram youtube Soundcloud

BAIXE O APP DA ENSP

Google Play Store Apple App Store

Este portal é regido pela Política de Acesso Aberto ao Conhecimento,
que busca garantir à sociedade o acesso gratuito, público e aberto ao conteúdo integral de toda obra intelectual produzida pela Fiocruz.


Creative Commons License

O conteúdo deste portal pode ser utilizado para todos os fins não comerciais, respeitados e reservados os direitos morais dos autores.