link para a página principal do portal
Tamanho da Letra   menor ou maior
formulário de busca
Avaliação Geriátrica Multidimensional em idosos com câncer de próstata: viabilidade de implantação e potencial de impacto na sobrevida

Departamento: DEMQS - DEPARTAMENTO DE EPIDEMIOLOGIA E MÉTODOS QUANTITATIVOS EM SAÚDE

Programa de pós-graduação: SAÚDE PÚBLICA E MEIO AMBIENTE

Linha: EPIDEMIOLOGIA DE DOENÇAS CRÔNICAS - PSPMA

Grupo: EXPOSIÇÕES AMBIENTAIS E REPERCUSSÕES NO CICLO DE VIDA

Subárea de Conhecimento: 4.06.01.00-5

Descrição do projeto:
A idade é um importante fator de risco para câncer e o envelhecimento da população brasileira vem aumentando a demanda dos idosos por cuidados oncológicos. A Avaliação Geriátrica Multidimensional (AGM) tem sido considerada um instrumento fundamental para orientar o tratamento do câncer em idosos. Entretanto, estudos que avaliem a utilização deste instrumento em hospitais do Sistema Único de Saúde e o seu potencial impacto no tratamento e na sobrevida de idosos com câncer são escassos no Brasil. O objetivo deste projeto é avaliar a viabilidade da utilização da AGM na caracterização das condições de saúde de idosos com câncer de próstata, internados em hospitais da rede pública habilitados para atendimento oncológico no Rio de Janeiro e em Campo Grande e investigar o seu impacto potencial na prescrição do tratamento e na sobrevida. Como objetivo secundário, pretende-se caracterizar a trajetória desses indivíduos desde o aparecimento de sinais/sintomas da doença até o ingresso no hospital para tratamento do câncer. Serão elegíveis para estudo indivíduos de 60 anos ou mais internados para primeiro tratamento de tumores de próstata, no período de janeiro 2012 a dezembro 2013, em hospitais habilitados para esse atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS) nas cidades do Rio de Janeiro e de Campo Grande. O instrumento de coleta de dados contempla sete domínios da AGM (capacidade funcional, cognição, comorbidades, condição nutricional e emocional, suporte social e utilização de medicamentos), variáveis sócio-demográficas, epidemiológicas e clínicas, tratamentos e desfechos de saúde. Os pacientes que iniciarem o tratamento no primeiro ano de inclusão do estudo serão seguidos por doze meses para a detecção de desfechos de saúde selecionados, sendo re-avaliados com a AGM, em intervalos de seis meses, para a detecção de possíveis alterações nos domínios que compõem o instrumento. Na análise descritiva dos dados do estudo serão utilizadas medidas de tendência central e dispersão

Natureza:

  • Pesquisa

Ano do início do projeto: 2012

Ano do fim do projeto: 2015

Coordenador: INÊS ECHENIQUE MATTOS

Participante Externo:

Participante Aluno:

 
Terça, 23 de Abril de 2019

ENSP NA WEB

facebook twitter Instagram youtube Soundcloud

BAIXE O APP DA ENSP

Google Play Store Apple App Store

Este portal é regido pela Política de Acesso Aberto ao Conhecimento,
que busca garantir à sociedade o acesso gratuito, público e aberto ao conteúdo integral de toda obra intelectual produzida pela Fiocruz.


Creative Commons License

O conteúdo deste portal pode ser utilizado para todos os fins não comerciais, respeitados e reservados os direitos morais dos autores.