link para a página principal do portal
Tamanho da Letra   menor ou maior
formulário de busca
Incorporação da Demandas das Conferências Municipais e Formulação de Políticas de Saúde em Cinco Municípios do Estado de Mato Grosso.

Departamento: DAPS - DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO EM SAÚDE

Programa de pós-graduação: SAÚDE PÚBLICA

Linha: POLÍTICAS E SISTEMAS DE SAÚDE EM PERSPECTIVA COMPARADA

Grupo: PLANEJAMENTO E GESTÃO EM SAÚDE

Subárea de Conhecimento: não informado

Descrição do projeto:
Este projeto aborda o tema “participação popular e gestão democrática na saúde” e representa a continuidade de estudo anterior sobre esse assunto desenvolvido pelo Grupo de Saúde Popular – GSP e Núcleo de Desenvolvimento em Saúde - NDS/ISC/UFMT, em parceria com outras instituições governamentais e não-governamentais. Parte das seguintes questões investigativas: 1) a sociedade civil e o poder legislativo influenciam na preparação e monitoramento das conferências de saúde?; 2) a gestão prioriza as deliberações da Conferência na agenda política e no sistema de gerenciamento e monitoramento? Se prioriza, de que forma? Com base nas premissas do Planejamento Estratégico Situacional, levantam-se as hipóteses de que é fraca a influência da sociedade civil e do poder legislativo na preparação e monitoramento das conferências de saúde e de que as demandas das Conferências não entram nas agendas dos dirigentes, dos Conselhos de Saúde e dos Poderes Legislativos porque não há um sistema petição de cobranças.
A base teórica que o orienta se apóia nas discussões sobre a participação social na área da saúde, na Teoria da Ação Comunicativa de Habermas e na perspectiva do Planejamento Estratégico Situacional de Carlos Matus.
Caracteriza-se como um estudo de casos múltiplos, documental e de campo (Tobar, 2001) e envolverá os municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Diamantino, Cáceres e Sinop.
A relevância do projeto consiste na investigação e contribuição ao aprimoramento das práticas de gestão participativa no SUS. Em Mato Grosso, um estudo realizado sobre as Conferências de Saúde em 16 municípios do estado, evidenciou a importância do tema para o controle social, para a gestão participativa no SUS e para o novo debate da Reforma Sanitária no Brasil (CUIABÁ, 2007).

Natureza:

  • Pesquisa

Ano do início do projeto: 2008

Ano do fim do projeto: 2011

Coordenador: ELIZABETH ARTMANN

Participante Externo:

Participante Aluno:

 
Quinta, 21 de Fevereiro de 2019

ENSP NA WEB

facebook twitter Instagram youtube Soundcloud

BAIXE O APP DA ENSP

Google Play Store Apple App Store

Este portal é regido pela Política de Acesso Aberto ao Conhecimento,
que busca garantir à sociedade o acesso gratuito, público e aberto ao conteúdo integral de toda obra intelectual produzida pela Fiocruz.


Creative Commons License

O conteúdo deste portal pode ser utilizado para todos os fins não comerciais, respeitados e reservados os direitos morais dos autores.