link para a página principal do portal
Tamanho da Letra   menor ou maior
formulário de busca
Espaços Coletivos da Atenção Básica de Saúde como Ambiente Estratégico para Gestão e Comunicação Pública.

Departamento: não informado

Programa de pós-graduação: SAÚDE PÚBLICA

Linha: ENSINO

Grupo: DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO DE TECNOLOGIAS E CUIDADOS NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE

Subárea de Conhecimento: 4

Descrição do projeto:
O presente projeto de pesquisa do CSEGSF/ENSP?Fiocruz tem como eixo central o espaço coletivo (qualquer ambiente institucional de saúde que os cidadãos transitem livremente). Os espaços coletivos de saúde, no Brasil, refletem as relações de poder entre as instituições, seus profissionais e a população atendida. Através de análises multidisciplinares, desde 1997, busca-se compreender este ambiente para sua maximização enquanto espaço público de comunicação que procura a participação do usuário na construção de consciência crítica para gerar um maior controle social. Desta forma, pretende-se contribuir, também, com o enfoque do uso deste espaço como mecanismo de avaliação e ações para gestão, favorecendo a qualidade do Sistema Único de Saúde (SUS) e na luta contra as elevadas desigualdades sociais.
Objetivo geral:
Analisar espaços coletivos de saúde, identificando componentes que subsidiem políticas públicas e projetos que permitam sua maximização como espaços estratégicos para gestores e de educação.
Objetivos Específicos:
• Identificar um conjunto de atributos aplicáveis em espaços coletivos que sejam coerentes com as políticas de promoção da saúde e de humanização do atendimento, como o acolhimento e a educação para saúde.
• Avaliar o ambiente construído, levando em consideração as relações entre gestores profissionais de saúde e usuários, para identificar e monitorar a ambiência baseada no acolhimento.
• Identificar, avaliar, desenvolver, implementar e monitorar tecnologias para melhor utilização de instrumentos midiáticos, como televisão e impressos (cartazes, folhetos e outros).
• Identificar as “melhores práticas” e criar um sistema de indicadores para subsidiar gestores, elaborando um guia para o SUS.

A pesquisa sobre espaço coletivo tem sido dividida em sub-projetos que já geraram publicações, apresentações em eventos científicos e tecnologia de comunicação. Os principais estudos são relacionados ao uso do ambiente construído, aos informes afixados nas paredes, as atividades de promoção da saúde ocorridas na sala de espera, ao uso da televisão, tendo como foco central os objetivos expostos.
Utiliza-se multi-métodos de investigação a partir de estudos bibliográficos, como pesquisa social, políticas vigentes, marcos conceituais da saúde, da comunicação e da arquitetura. Os instrumentos são: roteiro de observação participante, dinâmicas de grupo, entrevistas com especialistas, aplicação de questionário com gestores, profissionais de saúde e usuários, além de desenhos e cartazes feitos pelos usuários e profissionais, registros de filmes e fotografias. A abordagem analítica é qualitativa e quantitativa, sendo os resultados divulgados no local pesquisado, em centros de estudos, publicações inclusive em revistas indexadas e eventos científicos.

Natureza: não informado

Ano do início do projeto: 2006

Ano do fim do projeto: 2008

Coordenador: ELYNE MONTENEGRO ENGSTROM

 
Sábado, 14 de Dezembro de 2019

ENSP NA WEB

facebook twitter Instagram youtube Soundcloud

BAIXE O APP DA ENSP

Google Play Store Apple App Store

Este portal é regido pela Política de Acesso Aberto ao Conhecimento,
que busca garantir à sociedade o acesso gratuito, público e aberto ao conteúdo integral de toda obra intelectual produzida pela Fiocruz.


Creative Commons License

O conteúdo deste portal pode ser utilizado para todos os fins não comerciais, respeitados e reservados os direitos morais dos autores.