link para a página principal do portal
Tamanho da Letra   menor ou maior
formulário de busca
ANÁLISE DAS ESTRATÉGIAS DE INFORMAÇÃO E EDUCAÇÃO SOBRE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO PRODUZIDAS NO ÂMBITO DA POLÍTICA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO, A PARTIR DE 1999.

Departamento: não informado

Programa de pós-graduação: SAÚDE PÚBLICA

Linha: ENSINO

Grupo: SAÚDE, TRABALHO, AMBIENTE E VIGILÂNCIAS

Subárea de Conhecimento: 4.06.02.00-1

Descrição do projeto:
Em junho de 1999, através de uma portaria ministerial, o Ministério da Saúde do Brasil aprovou a Política Nacional de Alimentação e Nutrição (PNAN), cujos princípios básicos estão organizados em sete diretrizes voltadas, principalmente, às ações de segurança alimentar e nutricional, à promoção da saúde e à prevenção de doenças relacionadas à alimentação e nutrição. Para dar conta destas diretrizes, parte fundamental desta Política apóia-se em estratégias de comunicação e educação sobre os problemas relacionados aos hábitos e padrões alimentares dos grupos populacionais brasileiros. Durante muito tempo, a compreensão da educação nutricional, tanto por parte dos formuladores de políticas públicas quanto dos profissionais da saúde, esteve associada à transmissão de informações de forma unilateral, através de abordagens normativas, baseadas na recomendação sistemática de práticas e valores ditos "corretos" a indivíduos e grupos, e fundamentadas no conhecimento técnico/acadêmico. Hoje, observam-se iniciativas de educação nutricional mais amplas, com forte caráter participativo, incorporando, no escopo destas estratégias, elementos do senso comum e aproximando, assim, formuladores/gestores e as audiências a que estas estratégias se destinam. Como forma de entender o papel da educação nutricional no escopo da Política Nacional de Alimentação e Nutrição, o presente projeto tem por objetivo analisar as estratégias de informação e educação sobre alimentação e nutrição elaboradas no âmbito da PNAN a partir de 1999, focalizando os aspectos relacionados ao processo de construção do material informativo utilizado nestas ações e o entendimento das informações ali presentes, por parte de determinados grupos populacionais para os quais este material se destina. Para tanto, este anteprojeto fundamenta-se em métodos da pesquisa qualitativa em saúde, estruturados a partir de triangulação metodológica que inclui: análise qualitativa do material informativo produzido pelo Ministério da Saúde, no âmbito da PNAN, a partir de 1999; entrevistas semi-estruturadas com profissionais envolvidos com a construção de estratégias de educação nutricional no Ministério da Saúde, visando conhecer seu processo de elaboração, aplicação, acompanhamento e avaliação; e entrevistas semi-estruturadas e grupos focais com indivíduos pertencentes a grupos para os quais o material foi direcionado. Com o desenvolvimento das atividades do presente projeto, pretende-se conhecer: o(s) tipo(s) de abordagem(ns) utilizada(s) na elaboração de campanhas educativas e de informação produzidas pelo Ministério da Saúde no âmbito da PNAN; o papel destas campanhas no âmbito das políticas do Ministério da Saúde, contextualizadas a partir de 1999; a adequação destas estratégias às audiências a que se destinam; e o nível de entendimento das informações produzidas para grupos populacionais específicos para os quais as estratégias foram elaboradas. Acreditamos que, assim, o presente anteprojeto poderá fornecer importantes subsídios ao processo de formulação de políticas sobre alimentação e nutrição no país.

Natureza: não informado

Ano do início do projeto: 2006

Ano do fim do projeto: 2008

Coordenador: WILLIAM WAISSMANN

 
Quinta, 20 de Junho de 2019

ENSP NA WEB

facebook twitter Instagram youtube Soundcloud

BAIXE O APP DA ENSP

Google Play Store Apple App Store

Este portal é regido pela Política de Acesso Aberto ao Conhecimento,
que busca garantir à sociedade o acesso gratuito, público e aberto ao conteúdo integral de toda obra intelectual produzida pela Fiocruz.


Creative Commons License

O conteúdo deste portal pode ser utilizado para todos os fins não comerciais, respeitados e reservados os direitos morais dos autores.