link para a página principal do portal
Tamanho da Letra   menor ou maior
formulário de busca
Saúde, Trabalho e Ambiente o Sentido do Trabalho, a Formação dos Trabalhadores Expostos ao Amianto e os Movimentos Sociais.

Departamento: não informado

Programa de pós-graduação: SAÚDE PÚBLICA

Linha: ENSINO

Grupo: O SENTIDO DO TRABALHO, SAÚDE, AMBIENTE, FORMAÇÃO DOS TRABALHADORES EXPOSTOS AO AMIANTO E O PAPEL DOS MOVIMENTOS SOCIAIS

Subárea de Conhecimento: 4.00.00.00-1

Descrição do projeto:
A visibilidade dos danos causados pelo amianto e a comprovação das patologias que atingem os trabalhadores expostos no processo produtivo no Rio de Janeiro, foi resultado do atendimento do CESTEH a 300 trabalhadores de uma indústria têxtil de amianto e de cimento-amianto, até dezembro de 2006.
A pesquisa sobre a Indústria Têxtil de Amianto entrevistou 41 trabalhadores onde se identificou 15 trabalhadores com diagnóstico de asbestose. Entre os 15 trabalhadores com diagnóstico de asbestose, 9 são mulheres e 6 são homens. A pesquisa sobre a Indústria de Cimento-Amianto entrevistou 57 trabalhadores, onde identificou que 6 trabalhadores possuem o diagnóstico de asbestose.
O significado do trabalho, a saúde e a proposta de formação dos trabalhadores de uma indústria têxtil de amianto e de cimento-amianto no Rio de Janeiro são os pontos centrais deste estudo. A relevância do tema saúde é decorrência da alta patogenicidade da matéria-prima, o amianto, também denominado asbesto, utilizada no processo produtivo. A importância da questão soma-se a redução no número de dados concernentes ao diagnóstico dos trabalhadores deste ramo da indústria no Rio de Janeiro e o desconhecimento dos danos que atingem o ambiente e a população em geral.
Objetivo: aprofundar a questão do sentido do trabalho, e elaborar uma proposta de educação para o universo destes trabalhadores, visando sua atuação como sujeitos críticos e coletivos para transformação de sua realidade através da ABREA, associação criada pelos trabalhadores e pesquisadores.

O projeto conta com a parceria da Faculdade de Serviços Sociais da UERJ, através do projeto Políticas Públicas de Saúde: O potencial dos conselhos do Rio de Janeiro coordenado pela Drª. Maria Inês Souza Bravo.

Natureza: não informado

Ano do início do projeto: 1996

Ano do fim do projeto: 0

Coordenador: VANDA D´ACRI SOARES

 
Quinta, 21 de Novembro de 2019

ENSP NA WEB

facebook twitter Instagram youtube Soundcloud

BAIXE O APP DA ENSP

Google Play Store Apple App Store

Este portal é regido pela Política de Acesso Aberto ao Conhecimento,
que busca garantir à sociedade o acesso gratuito, público e aberto ao conteúdo integral de toda obra intelectual produzida pela Fiocruz.


Creative Commons License

O conteúdo deste portal pode ser utilizado para todos os fins não comerciais, respeitados e reservados os direitos morais dos autores.