1. Fiocruz aprova orientações para Educação Remota Emergencial

    Após período de análises, levantamentos e debates internos nas diferentes instâncias do ensino, o Conselho Deliberativo da Fiocruz (CD) aprovou as Orientações para a Educação Remota Emergencial no âmbito dos Programas de Pós-graduação stricto sensu e cursos lato sensu da Fiocruz. A proposta - resultante de discussões da Câmara Técnica de Educação (CTE) da Fundação - tem vigência durante o período de suspensão das atividades acadêmicas presenciais em virtude das medidas adotadas para a redução da transmissão da Covid-19. A decisão baseia-se nas tendências de evolução da doença no Brasil e no mundo e visa salvar vidas, dada à impossibilidade da realização de atividades letivas presenciais de forma segura por um período cuja duração ainda é desconhecida.

  2. 'Educação não é só entrega de conteúdos', diz professora sobre o retorno às aulas

    Luísa Guedes, diretora do Sindscope (Sindicato dos Servidores do Colégio Pedro II, no Rio de Janeiro) aponta que “feito às pressas, o ensino remoto esbarra na falta de acesso à internet e a dispositivos tecnológicos por parte de estudantes e professoras e professores e na impossibilidade de estudo e planejamento por parte do corpo docente sobre aulas à distância que não reforcem um modelo tradicional de ensino”.
     

  3. Plataforma 'Saúde Mental em Casa' promove humanização

    Foi lançado, na última sexta-feira (24/7), o Saúde Mental em Casa, realizado pelo Movimento Saúde Mental Comunitária do Bom Jardim, de Fortaleza, com apoio da Fiocruz. O projeto surgiu com a proposta de ocupar os espaços virtuais com informações e atividades gratuitas para promover um local de cuidado e afeto, e humanizar as experiências mediadas pela tecnologia, especialmente diante do distanciamento social (principal medida protetiva contra a pandemia do novo coronavírus) e dos sentimentos que esse isolamento pode trazer para as pessoas.
     

  4. Evento apresenta resultados sobre desempenho da atenção primária na pandemia

    A Abrasco promoverá, no dia 4 de agosto, às 15h, o colóquio Como a APS está enfrentando a pandemia de Covid-19 no Brasil? A Atividade, coordenada pela pesquisadora da ENSP Ligia Giovanella, apresentará os resultados da pesquisa “Desafios da Atenção Básica no enfrentamento da pandemia da Covid-19 no SUS”, que buscou identificar os principais problemas e as estratégias de reorganização da atenção básica (AB) utilizadas no enfrentamento da Covid-19 nos municípios brasileiros. O evento será transmitido pela TV Abrasco .

  5. Hoje: seminário aborda vacinas e medicamentos para covid-19 como bens públicos

    O Centro de Relações Internacionais em Saúde (Cris/Fiocruz), em parceria com a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), a Rede de Escolas de Saúde Pública da América Latina (Resp-AL), a Aliança Latino-Americana de Saúde Global (Alasag), a Rede Argentina de Escolas de Saúde Pública e a Rede Internacional de Técnicos em Saúde (Rets), promovem o Seminário Virtual Internacional: Vacinas e medicamentos para Covid-19 como bens públicos globais. O evento será realizado nesta quinta-feira (30/7), a partir das 17h (horário de Brasília).

  6. Estudo mostra forte presença de mercúrio em peixes do Amapá

    Um novo estudo realizado no Amapá sugere que os hábitos alimentares das populações locais, que incluem a preferência por peixes carnívoros, está agravando a contaminação pelo mercúrio usado na mineração artesanal de ouro em pequena escala.  Todos os peixes analisados na pesquisa apresentaram níveis detectáveis de mercúrio e 28,7% excederam o limiar de mercúrio da Organização Mundial da Saúde para consumo humano.