1. Serviço de urgência pré-hospitalar requer investimentos na atenção primária e atenção hospitalar

    A ausência de leitos hospitalares e médicos compromete o funcionamento da rede de urgências do país. A conclusão da pesquisadora Gisele O'Dywer, revelada durante o Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcellos da ENSP, no dia 13/7, baseia-se nos resultados da pesquisa que analisou o processo de implantação da atenção pré-hospitalar móvel e fixa (Samu e UPA) no Brasil, financiada com recursos do edital Inova ENSP. De acordo com o estudo, o Samu está presente em todos os estados do país, com cobertura de 75,9% da população (2016), enquanto as UPAs totalizam 446 unidades, com maior concentração na Região Sudeste. "O Samu foi considerado imprescindível para a conformação da rede de urgência e diminuição da morbimortalidade. A UPA, por sua vez, trouxe um diferencial expressivo em relação aos tradicionais prontos-socorros. Pode-se afirmar ter sido a primeira vez que um componente do SUS foi proposto com tanta exigência nos critérios estruturais, mas é preciso dialogar com outros componentes da rede de urgência", concluiu.

  2. Fiocruz lança documentário sobre crack com debate no Viva Rio

    O presidente da Fiocruz e da Comissão Brasileira Drogas e Democracia (CBDD), Paulo Gadelha, vai debater o documentário Crack, repensar (do Selo Fiocruz Vídeo / VídeoSaúde Distribuidora), que será lançado no Viva Rio na sexta-feira (29/7), a partir das 15h. Com direção de Felipe Crepker, o vídeo defende a tese de que em uma sociedade de dependentes, como a que vivemos, questões como a redução de danos, internação compulsória e regulação das drogas precisam ser revistas.

  3. Em Pauta na Saúde repercute documento contra PL que libera cesarianas a partir da 37ª semana

    O programa Em Pauta na Saúde desta semana (25 a 29/7) repercutiu a carta aberta assinada por pesquisadores de diversas instituições de ensino e pesquisa contra o novo projeto de lei que pretende liberar cesarianas a partir da 37ª semana de gestação. O PL 5.687 contraria uma resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM) que determina que o procedimento possa ser feito a pedido da mãe somente após a 39ª semana. O programa do Canal Saúde também exibiu reportagem sobre o evento Emergência Sanitária: contribuições da Fiocruz para a 1ª Conferência Nacional de Vigilância em Saúde, realizado na ENSP, e sobre a pesquisa inédita que detectou a presença do vírus zika em mosquitos Culex. Confira.

  4. Pesquisador participa de especial sobre a Baía de Guanabara

    O pesquisador Renato Castiglia, do Departamento de Saneamento e Saúde Ambiental da ENSP, concedeu entrevista ao site Globoesporte.com, em reportagem especial sobre a Baía de Guanabara. De acordo com o pesquisador, é necessário anailsar precisamente os níveis de qualidade da água para availar uma possível contaminação. Renato observou ainda que o período de chuvas é aquele que pode trazer maiores riscos para a população e para os atletas, mas avisou que os níveis exigência de concentração dos coliformes podem variar de acordo com as modalidades olímpicas.

  5. Livro analisa condições de vida dos presos do Estado do Rio de Janeiro

    O dia a dia de homens e mulheres encarcerados no Estado do Rio de Janeiro é o ponto de partida de Deserdados Sociais: condições de vida e saúde dos presos do Estado do Rio de Janeiro. Na pesquisa que originou o livro, por meio de entrevistas, avaliações e observações, os autores identificaram as condições sociais e de saúde dos presos e verificaram de que forma o ambiente das unidades prisionais impacta a saúde e a qualidade de vida dos detentos. Para as organizadoras, as pesquisadoras do Departamento de Estudos de Violência e Saúde Jorge Careli (Claves/ENSP/Fiocruz) Maria Cecília de Souza Minayo e Patricia Constantino, o livro evoca, desde o título, a discussão sobre as desigualdades, as iniquidades e a violência social, que, entranhadas na realidade brasileira, expressam-se radicalmente na situação de encarceramento.

  6. ‘Estado de sítio fiscal no SUS’: série Futuros do Brasil discute o impacto do teto constitucional para despesas públicas

    O SUS está ameaçado! A proposta de constitucionalização de teto para despesas públicas (PEC 241/2016), em tramitação no Senado, afetará profundamente o Sistema Único de Saúde, já cronicamente subfinanciado, eliminando perspectivas de avanços na sua proposta de universalidade e na melhoria da qualidade da atenção. Os gastos federais com saúde e também com educação, hoje vinculados a percentuais mínimos da receita da União, deixariam de variar conforme essa receita. A proposta visa definir um teto para os gastos públicos com base no ano de 2016, marcado por recessão e gastos sociais baixíssimos, e retirar a obrigatoriedade de aplicação de um mínimo do orçamento público em saúde, setor com recursos hoje insuficientes para a cobertura dos 200 milhões de brasileiros.

  7. Fiocruz comemora centenário de Frederico Simões Barbosa

    O dia de hoje, 27 de julho de 2016, marca o centenário do nascimento do cientista Frederico Simões Barbosa, falecido em março de 2004. Formado em medicina e em história natural - que hoje equivale ao curso de ciências biológicas - Simões Barbosa foi personagem importante na história da saúde pública e da epidemiologia no Brasil, tendo sido um dos primeiros a conduzir estudos epidemiológicos de longa duração no país e com ênfase no trabalho em comunidade. Ela também foi diretor da ENSP, de 1985 a 1989, e um dos fundadores da revista Cadernos de Saúde Pública (CSP). Em comemoração ao centenário daquele que foi o primeiro diretor da Fiocruz Pernambuco, a unidade regional programou dois dias para homenageá-lo: 1º e 2 de setembro. Para tanto serão realizados painéis, exibição de vídeo, exposição e a publicação de um suplemento especial da revista CSP.

  8. Acesse o boletim de julho do Fórum Intersindical Saúde, Trabalho e Direito

    Já encontra-se disponível para download o Boletim nº 11, julho de 2016, do Fórum Intersindical Saúde - Trabalho - Direito. A edição atual traz o editorial Saúde do trabalhador e a ordem da indiferença, além da entrevista com o médico sanitarista e especialista na área de saúde do trabalhador, Heleno Corrêa Filho. Leia também as seções Artigo do mêsPerfilTrabalhadores Anônimos; e Informes. O Boletim é publicado mensalmente pelo Fórum, criado com o objetivo de articular as instâncias públicas que têm como missão a defesa da saúde do trabalhador e os trabalhadores e suas representações. 

  9. Colunista repercute evento em homenagem aos trabalhadores mortos nas obras das Olimpíadas

    Colunista do O Globo, Ancelmo Gois divulgou o evento Vidas perdidas nas obras das Olimpíadas do Rio de Janeiro: uma homenagem aos trabalhadores, que será realizado na quinta-feira, 28/7, pela ENSP, por intermédio do Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP). No texto, o jornalista destaca que, desde o início das obras, onze operários perderam a vida e outros três sofreram acidentes graves. O Ministério do Trabalho emitiu mais de 1.600 autos de infração em obras dos Jogos. A nota também foi repercutida no Blog do Ancelmo Gois.