1. Formação na ENSP: quatro cursos com inscrições abertas

    A qualificação profissional vai muito além do ganho pessoal. Com ela, é possível que a pessoa colabore com mudanças nos processos ou rotinas de seu trabalho. No campo da saúde pública isso é um fator de extrema relevância, uma vez que qualquer benefício sempre acaba revertendo em melhorias para a população. A ENSP, escola cujo reconhecimento na formulação do pensamento crítico e de políticas públicas para a saúde, está com inscrições abertas para um curso de Pós-Graduação Lato Sensu (especialização) e quatro em Qualificação Profissional em Saúde (atualização e aperfeiçoamento), totalizando 160 vagas em aberto. Os cursos são presenciais, oferecidos gratuitamente aos portadores de diploma de curso superior e as inscrições devem ser feitas na Plataforma SigaLS Fiocruz. Confira.

  2. Info Dengue Rio estuda incluir dados sobre chikungunya e Zika

    Em operação desde o início do ano, o sistema de monitoramento online da dengue desenvolvido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) vem abastecendo a Prefeitura do Rio de Janeiro de informações estratégicas sobre a evolução da doença em tempo real no município. Mas os pesquisadores envolvidos no projeto querem mais. Já está em negociação com o poder público a inclusão de pelo menos outras duas doenças emergentes, transmitidas pelo mesmo vetor que a dengue: a chikungunya e o Zika vírus.

  3. Centro de Estudos Miguel Murat sobre absenteísmo está disponível no vídeo

    No dia 13/5, a ENSP promoveu, através do Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcellos, o debate Fatores associados ao absenteísmo e possíveis intervenções, tendo como expositoras a professora da Faculdade de Saúde Pública da USP Frida Marina Fischer e a coordenadora do Laboratório de Educação em  Ambiente e Saúde do IOC/Fiocruz, Lúcia Rotenberg. O encontro buscou esclarecer os fatores que levam à ausência do funcionário no ambiente de trabalho, sejam por atrasos ou faltas constantes, muitas vezes associadas a problemas de saúde. As palestras de ambas as convidadas já estão disponíveis no Canal da ENSP no YouTube.

  4. Lançada página voltada à qualidade e segurança do paciente no parto e no nascimento

    O dia 28 de maio é o Dia Internacional de Luta pela Saúde da Mulher. Esta data integra a agenda nacional do Dia de Redução da Mortalidade Materna e foi criada para dar visibilidade ao 5º Objetivo de Desenvolvimento do Milênio (ODM), da Organização das Nações Unidas (ONU), que trata da melhoria da saúde materna. O prazo para o alcance da meta de redução da morte materna em 75% encerra-se neste ano, mas vários países, inclusive o Brasil, estão longe de atingi-la.

  5. Fiocruz discutirá cenário brasileiro da segurança do paciente

    Para discutir as atuais iniciativas e desafios da área da segurança do paciente no país, a Fiocruz vai promover um grande seminário sobre o tema nos dias 30 de junho e 1º de julho. A atividade contará com a participação da ENSP e seu objetivo é sensibilizar, disseminar e integrar as unidades da Fundação no que tange às tendências inovadoras na área, e divulgar o trabalho desenvolvido pela Rede Sentinela, da Anvisa. Os pesquisadores da Escola Walter Mendes e Victor Grabois falarão, respectivamente, sobre o Programa Nacional de Segurança do Paciente e sobre a contribuição do Centro Colaborador para a Qualidade do Cuidado e a Segurança do Paciente (Proqualis). Para participar do debate, interessados devem realizar inscrição, que são gratuitas, porém limitadas, até o dia 20 de junho.

  6. Nova publicação retrata panorama da APS na América do Sul

    Trazendo um panorama inédito sobre a organização da Atenção Primária em Saúde na América do Sul, e identificando experiências de sucesso, desafios e tendências em sua implantação, o Instituto Sul-Americano de Governo em Saúde (Isags/Unasul) acaba de lançar o livro Atenção Primária de Saúde na América do Sul, que está disponível em acesso aberto em inglês e espanhol. A organização da publicação ficou a cargo da pesquisadora do Departamento de Administração e Planejamento em Saúde da ENSP Ligia Giovanella. A iniciativa do livro não se restringe à produção de conhecimento, busca também estimular a formulação de estratégias nos níveis local, nacional e regional, reconhecendo a APS como eixo fundamental para a concretização dos sistemas universais de saúde na região sul-americana.

  7. Obras de transposição do São Francisco geram violência e incerteza no semiárido nordestino

    O governo federal vem descumprindo compromissos assumidos com o Ibama para diminuir os impactos ambientais da transposição das águas do Rio São Francisco, levando a um cenário de violação aos direitos fundamentais da população local. Está é a conclusão a que se chegou durante uma oficina sobre justiça ambiental no território da tranposição, organizada pela Fiocruz, em abril. Fizeram parte das discussões diversas entidades e movimentos sociais, como a Articulação do Semiárido Brasileiro (ASA), o MST, além profissionais da Fundação. Marcelo Firpo, pesquisador do Cesteh/ENSP, é um dos pesquisadores que debatem o tema. Para ele, o início das obras de tranposição, há oito anos, já representou uma derrota para os que lutam contra as injustiças ambientais. Agora, segundo Firpo, é preciso que se retome a mobilização em torno do assunto.

  8. Perfil da Enfermagem: resultados de Sergipe serão divulgados nesta quinta (28/5)

    Nesta quinta-feira (28/5), a Fundação Oswaldo Cruz e o Conselho Federal de Enfermagem lançam, no estado de Sergipe, a pesquisa o Perfil da Enfermagem no Brasil. Realizado em aproximadamente 50% dos municípios brasileiros e em todos os 27 estados da Federação, o estudo apresenta as características da profissão com base na identificação socioeconômica; formação profissional; acesso à informação técnico-científica; mercado de trabalho; satisfação no trabalho e relacionamento; e participação sociopolítica. O lançamento está marcado para as 14 horas, no Auditório da Faculdade Estácio, em Aracaju.