1. Povos indígenas: uma análise a partir do Censo de 2010

    "O conhecimento, que foi debatido durante esses dois dias de atividade, tem aplicação direta no desenvolvimento de políticas públicas voltadas para os povos indígenas", destacou o pesquisador da ENSP e coordenador do Grupo de Trabalho de Demografia dos Povos Indígenas da Associação Brasileira de Estudos de Populações (Abep), Ricardo Ventura Santos, sobre o seminário Os Indígenas no Censo de 2010, realizado entre os dias 20 e 21 de fevereiro no Museu do Índio. A atividade reuniu antropólogos, sociólogos e profissionais da área da saúde pública de diversas instituições de ensino e pesquisa do país, além de técnicos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), para debater os dados censitários acerca dos indígenas a partir do Censo de 2010.

  2. ENSP faz parceira para o enfrentamento das DCNTs

    A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, por meio do Centro de Estudos sobre Tabaco e Saúde (Cetab/ENSP), realizará um projeto em parceira com o Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo. Intitulado Políticas públicas para o enfrentamento das diferentes realidades de exposição a fatores de risco de doenças crônicas não transmissíveis nas regiões de saúde do Estado de São Paulo, o projeto analisará dados do Sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), com o intuito de propor políticas de enfrentamento das doenças crônicas não transmissíveis (DCNTs) para as diferentes regiões do Estado de São Paulo.

  3. ENSP será órgão operativo do segundo Programa EUROsociAL Salud

    Maria Helena Mendonça, vice-diretora de Pós-Graduação da ENSP, fala sobre o segundo Programa EUROsociAL Salud. O programa, que visa à coalizão social na América Latina pelo envolvimento da saúde e educação, foi lançado em 2004. Esta fase atual, com foco central na equidade em saúde, contará com uma forte participação da ENSP, por meio da Escola de Governo e dos Núcleos de Recursos Humanos. 
     

  4. Cooperação tripartite promove novos módulos de curso de Epidemiologia

    Promovida pela Fiocruz e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em parceria com a Direção de Epidemiologia e Laboratórios de Pesquisa (DELR) do Ministério da Saúde e da População do Haiti (MSPP), a capacitação de 30 profissionais de saúde haitianos inicia o terceiro e o quarto módulo do curso de especialização em Epidemiologia. Dirigido aos técnicos dos dez departamentos sanitários haitianos, os módulos ocorrem de 7 a 25 de janeiro, em Côte des Arcadins, Montrouis. Os módulos atualmente em andamento têm como temas a epidemiologia descritiva e indicadores epidemiológicos e contaram com a presença do coordenador haitiano da cooperação tripartite, Jean-Hugues Henrys. A epidemiologista da ENSP Joyce Mendes está à frente do curso.

  5. Cartilha aborda direitos dos sujeitos de pesquisa

    Os direitos do sujeito de pesquisa é o tema do novo projeto do pesquisador do Departamento de Ciências Sociais da ENSP Sergio Rego. Desenvolvido em formato de cartilha, ele é voltado para indivíduos que participam de testes e pesquisas clínicas. Seu primeiro foco foram os sujeitos de pesquisa do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (HUCFF/UFRJ), e os Comitês de Ética e Pesquisa (CEP), porém, brevemente, seu conteúdo estará disponível em acesso aberto para download na Biblioteca Multimídia da ENSP. Este projeto foi pensado em parceria com Marisa Palacios, coordenadora-geral do Programa de Pós-Graduação em Bioética, Ética Aplicada e Saúde Coletiva (PPGBIOS), desenvolvido em associação ampla pela ENSP, UFRJ, UFF e Uerj.

  6. Pedalando pela Saúde ganha novas bicicletas

    Com a intenção de incrementar o Projeto Pedalando pela Saúde, a ENSP adquiriu 25 novas bicicletas para uso dentro do campus da Fiocruz, no Rio de Janeiro. Elas estão disponíveis nos dois bicicletários instalados nas principais saídas: um na portaria da ENSP, perto do portão da Rua Leopoldo Bulhões, e o outro no Centro de Recepção do Museu da Vida, próximo à saída da Avenida Brasil. O usuário pode retirar a bicicleta assinando um termo de responsabilidade e estando de posse de seu crachá. O projeto foi criado pela ENSP em 2008 e objetiva reduzir a circulação de veículos dentro do campus, além de estimular a prática saudável no dia a dia de funcionários e alunos da Fiocruz.

  7. Material para a saúde do servidor é discutido em oficina

    O Centro de Estudo em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh) vem desenvolvendo, desde junho deste ano, um material de referência sobre política pública para o servidor público federal. O objetivo da ação, realizada em parceria com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), é elaborar o conteúdo didático que subsidiará a implementação da política de atenção à saúde e segurança do servidor público federal. Mais uma etapa do processo foi realizada. Uma oficina de trabalho teve o propósito de apresentar, discutir e definir, coletivamente, o contexto atual das condições de saúde, trabalho e ambiente no serviço público federal, além de debater os métodos que serão utilizados na elaboração do material de referência.

  8. Rede de Escolas debate sobre acreditação pedagógica

    A Rede de Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública realizou, em 11 de outubro, uma videoconferência com a École des Hautes Études en Santé Publique (EHESP) de Rennes, França. O evento discutiu a acreditação pedagógica de cursos lato sensu em saúde pública. Segundo a coordenadora da Secretaria Executiva da Rede de Escolas, Tânia Celeste, a videoconferência é um estreitamento entre a Rede e a EHESP, com vistas à formalização dos laços e à perspectiva de uma agenda compartilhada. “São laços de identidade entre a dinâmica da Rede e o referencial teórico-político com o qual a instituição de Rennes trabalha. Nele, sobressai-se a cooperação, e não a competição”, destacou.

  9. ENSP sedia novo encontro da Resp/Unasul

    Nos dias 18 e 19 de outubro ocorrerá, na ENSP, a II Reunião da Rede de Escolas de Saúde Pública (Resp/Unasul). O objetivo do encontro é discutir a governança da formação de recursos humanos para a saúde pelos governos e experiências exitosas no continente sul-americano; conhecer políticas e programas de formação em recursos humanos para a saúde pública na perspectiva dos países; e identificar áreas e temas de cooperação técnica na Resp. O evento será realizado no salão internacional da Escola.

  10. Diversidade por meio da comunicação é desafio no país

    "Por que a saúde está envolvida nesta discussão de cultura? Porque saúde não é ausência de doença. Saúde significa produzir um conjunto de possibilidades que envolvam cidadania, acesso, qualidade de vida, participação social, entre outros, e propiciem ao indivíduo uma vida melhor", esclareceu o pesquisador da ENSP Paulo Amarante, durante o evento Seminário e Oficina Nacional de Indicação de Políticas Públicas para Cultura e Comunicação, realizado no Palácio Capanema, no Rio de Janeiro, em 18 de setembro. Os debates do dia giraram em torno de ideias e reflexões sobre a discussão maior acerca do direito à comunicação, da mobilização a respeito da democratização dos meios de comunicação e da valorização da diversidade cultural.