1. Reunião debaterá formação em Saúde Pública para Unasul

    De 10 a 12 de dezembro acontecerá, em Santiago do Chile, a Terceira Reunião da Rede de Escolas de Saúde Pública (Resp/Unasul) com a finalidade de debater os desafios da formação em Saúde Pública para a região. O encontro reunirá representantes dos 12 países que integram União de Nações Sul-Americanas. A comitiva brasileira que participará das atividades é composta pelo diretor da ENSP e secretário executivo da Resp, Hermano Castro, o vice-diretor da instituição, Frederico Peres, Caco Xavier e Francisco Salazar, da Rede de Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública, além de representantes do Centro de Relações Internacionais em Saúde (Cris/Fiocruz) e do Instituto Sul-Americano de Governo em Saúde (Isags).

  2. Coordenador do Observatório Tuberculose Brasil da ENSP é novo secretário da Stop TB Brasil

    Nos dias 27 e 28 de novembro, na sede da Fiocruz Brasília, o coletivo da Parceria Brasileira contra a Tuberculose (Stop TB Brasil) se reuniu em uma assembleia comemorativa aos 10 anos da sua criação. Durante o evento, Carlos Basilia, coordenador de advocacy, comunicação e Mobilização Social do Observatório Tuberculose Brasil da ENSP, e membro do segmento ativismo da Parceria, foi eleito pelo como novo secretário executivo da Stop TB Brasil para o biênio 2015/2016.

  3. ENSP estabelece parceria para fortalecer ensino na África e América do Sul

    O vice-diretor de Escola de Governo em Saúde da ENSP, Frederico Peres, esteve, no mês de novembro, a Escola de Saúde Pública e Medicina Tropical da Universidade de Tulane, na cidade de Nova Orleans (EUA). A visita serviu para discutir uma parceria para o desenvolvimento de cursos e programas de formação em Saúde Pública na África e na América do Sul, além de possibilitar o intercâmbio discente e docente entre alunos e professores da Escola e da universidade americana.

  4. ENSP integra Fórum de Direito e Saúde da Emerj

    A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) tornou-se membro do Fórum Permanente de Direito e Saúde, estruturado pela Escola de Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (Emerj). Esse novo espaço ratifica uma parceria que ocorre desde 2002 entre as duas Escolas nos campos do direito e da saúde, além de ser um ambiente de formação e excelência em diversas áreas do saber jurídico. A ENSP será representada pelos pesquisadores Maria Helena Barros e Paulo Amarante. A primeira atividade do Fórum já está marcada para o dia 13 de novembro, às 9 horas, na palestra Direitos Humanos, Diversidade Cultural e Trabalho: uma nova dimensão do campo da saúde mental, a ser proferida por Paulo Amarante.

  5. ENSP homenageia professores com ingressos para o espetáculo Rei Lear

    Em homenagem ao Dia dos Professores, comemorado em 15 de outubro, a Direção da ENSP está presenteando os docentes dos programas da Escola (stricto e lato sensu e de Educação a Distância) com um par de convites para assistir ao espetáculo Rei Lear, escrito por William Shakespeare, e que traz o ator Juca de Oliveira no papel-título. A homenagem é destinada a todos os professores da Escola e viabilizada por intermédio da Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico em Saúde (Fiotec), considerando a Lei Rounet de incentivo à cultura. Os docentes poderão assistir ao espetáculo com direito a levar um acompanhante gratuitamente.

  6. Confira a participação da ENSP na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

    A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) mobiliza a população em torno de temas e atividades de popularização da ciência, destacando sua importância para a vida de cada um e para o desenvolvimento do país. As atividades da semana começam na terça-feira, 14/10, e vão até o dia 19 de outubro. Este ano o tema central é Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento Social. A ENSP, claro, não poderia ficar de fora e seus pesquisadores estarão presentes na programação.

  7. Informação em saúde silvestre: sistema é premiado

    O Sistema de Informação em Saúde Silvestre (Siss-Geo) - uma ferramenta informatizada para o registro, em aparelhos mobile, de observações de animais no campo - acaba de ser premiado pela Sociedade Brasileira de Computação (SBC), na categoria Saúde. O Siss é uma plataforma computacional essencial e inerente ao funcionamento do Centro de Informação em Saúde Silvestre (Ciss) da Fiocruz. Ele foi desenvolvido para registrar observações de animais na natureza, por parte de especialistas ou pela participação cidadã, e gerar alertas de eventos de emergência de doenças na fauna, com possível acometimento humano. O Ciss/Fiocruz é coordenado pela pesquisadora da ENSP, Márcia Chame, que também é responsável pelo Programa Institucional Biodiversidade e Saúde da Fundação.

  8. Os diferenciais da assistência farmacêutica no Brasil

    Se, no início dos anos 2000, a falta de acesso a medicamentos constituía um grande obstáculo à promoção da saúde, hoje, essa realidade já apresenta importantes sinais de mudança. Um exemplo é o expressivo aumento do número de pessoas com HIV/Aids que têm acesso aos medicamentos de que necessitam, resultado de iniciativas nacionais e internacionais. E, na construção desta nova realidade, o Brasil teve papel diferenciado e decisivo. É o que defendem os autores do livro Assistência Farmacêutica: gestão e prática para profissionais da saúde, um lançamento da Editora Fiocruz. A publicação é fruto de um esforço coordenado pelo Núcleo de Assistência Farmacêutica da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/Fiocruz), que é Centro Colaborador da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas/OMS) em Políticas Farmacêuticas, e tem a pesquisadora Claudia Garcia Serpa Osorio-de-Castro como responsável.

  9. Publicação celebra primeiras clínicas da família do RJ

    A reforma da Atenção Primária no Rio de Janeiro é complexa, pois abrange mudanças de grandes proporções nas áreas administrativa, organizacional e do modelo de atenção. Ainda que recém-implantada na cidade, a reestruturação está dando resultados. Para celebrar a nova realidade do município, acaba de ser lançado o livro 50 primeiras Clínicas da Família da cidade do Rio de Janeiro. A pesquisadora da ENSP e coordenadora da implementação das Clínicas, Elisabete Dorighetto, é organizadora da publicação, junto com a também integrante da equipe de implementação, Roberta Mota. O livro aborda não só a construção das unidades, a padronização de equipamentos e mobiliários, mas também a composição das equipes, a história dos homenageados e das comunidade em que as clínicas foram implantadas.

  10. Manifesto busca fortalecer luta pelo direito à saúde

    "A saúde é direito de todos e dever do Estado", é o que garante o artigo 196 da Constituição Federal, de 1988. Porém, há décadas o país sofre forte influência de setores conservadores mantendo aspectos de atraso nas instituições nacionais, inclusive em relação à saúde, que, apesar de ser considerada um direito de todos a ser assegurado mediante políticas do Estado, continuou 'livre à iniciativa privada'. Desde então, o SUS vem enfrentando uma competição desigual com o chamado setor suplementar. Para informar cidadãos, esclarecer dúvidas, instrumentalizá-los e servir de subsídio para os debates da agenda da saúde nas eleições e da próxima Conferência Nacional de Saúde, foi lançado pelo Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (Cebes) o manifesto Por que defender o SUS? Diferenças entre Direito Universal e Cobertura Universal de Saúde, construído com a colaboração de pesquisadores da ENSP.