1. Parceria UHE Itaocara e Fiocruz promove ações contra o Aedes Aegypti

    Em mais uma edição, o dia de mobilização contra o mosquito Aedes aegypti, promovido pela parceria entre a Escola Nacional de Saúde Pública e a Usina Hidrelétrica Itaocara S.A, em apoio às Secretarias de Saúde da área de influência do empreendimento, agitou o Calçadão do Centenário, no Centro de Itaocara, na terça-feira, 14 de junho. O Espaço Interativo - dedicado a esclarecer e informar a população sobre a importância de manter o combate aos focos do mosquito durante todo o ano - foi visitado por quase 300 pessoas durante todo o dia.

  2. Dia de mobilização contra dengue movimenta centro de Pirapetinga

    O dia de mobilização contra o mosquito Aedes aegypti, campanha promovida pela parceria Usina Hidrelétrica Itaocara S.A. e Fundação Oswaldo Cruz em apoio às Secretarias de Saúde da área de influência do empreendimento, movimentou o centro de Pirapetinga - MG, na terça-feira, dia 31 de maio. Com duas tendas instaladas na Praça Santana, durante todo o dia, o Espaço Interativo atraiu cerca de 600 visitantes. Com o objetivo de informar e esclarecer à população sobre a necessidade de manter a vigilância contra os criadouros do mosquito durante o ano inteiro, o Espaço Interativo tem execução técnica da Fiocruz, sob a coordenação do professor e pesquisador Luciano de Toledo, da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca/Fiocruz.
     

  3. ENSP promove diagnóstico sanitário dos municípios da área de influência da Usina Hidrelétrica Itaocara

    A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), por intermédio do Laboratório de Monitoramento Epidemiológico de Grandes Empreendimentos (LabMep), está desenvolvendo ações de vigilância em saúde nos municípios de Aperibé, Cantagalo, Itaocara, Pirapetinga e Santo Antônio de Pádua, localizados na área de influência da Usina Hidrelétrica Itaocara. A atuação baseia-se na elaboração do diagnóstico epidemiológico e entomológico das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti nos últimos dez anos (entre 2006 e 2015). A iniciativa é coordenada pelo pesquisador Luciano Toledo, que participou de um workshop com os secretários de Saúde dos cinco municípios envolvidos, e o superintendente de Vigilância Epidemiológica e Ambiental da SES/RJ, Mario Sergio Ribeiro, na quarta-feira (18/5).
     

  4. Cebes promove seminário para construção de programa unificado para saúde pública

    Avançar na construção de uma unidade de propósitos, a partir de um consenso mínimo acerca da análise da situação atual, dos princípios e diretrizes programáticos e da ação política em articulação com outros grupos e movimentos que estão se posicionando criticamente e buscando saídas, é um dos objetivos do Seminário Saúde, política e economia em tempos de crise: pela construção de um programa de lutas unificado para a saúde pública, organizado pelo Centro Brasileiro de Estudos em Saúde (Cebes). A atividade, marcada para o dia 17 de maio, contará com a participação de diversos pesquisadores da ENSP e pretende contribuir para o desenvolvimento de um projeto de nação, um projeto para o país, com base em valores como solidariedade e justiça social, que orientem as políticas de curto e médio prazos. O seminário acontecerá no auditório do Núcleo Estadual do Rio de Janeiro (Nerj), a partir das 9 horas.

  5. Saúde do trabalhador: curso aprimora políticas em São Paulo

    O Seminário de Avaliação e Acompanhamento do Curso de Especialização a Distância em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana do Município de São Paulo, promovido pela Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) e a Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo (SMSSP), teve início nesta terça-feira (10/5), na cidade de São Paulo, e contou com participação do secretário municipal de Saúde (SMS-SP), Alexandre Padilha, e do diretor da ENSP/Fiocruz, Hermano Castro. O evento, que se estende até quarta-feira (13/5), abordará os desafios que norteiam a Política de Saúde do Trabalhador e Trabalhadora, como também apresentará os trabalhos de conclusão de curso de 143 especialistas em saúde do trabalhador. "Pretendemos que os TCCs gerem ações que contribuam para o aprimoramento das políticas na área de saúde do trabalhador do município", almejou Rita Mattos, coordenadora do curso.
     

     

  6. LTM entrega relatório sobre o PAC Manguinhos à Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro

    No final de abril, membros do Laboratório Territorial de Manguinhos (LTM), da ENSP/Fiocruz, e do Projeto Arquitetando Intersubjetividades entregaram aos representantes do Núcleo de Terras e Habitação (NUTH), da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro, o Relatório PAC Manguinhos: problemas não resolvidos e recomendações. Elaborado em diálogo com os moradores da região, no período de dezembro de 2015 a março de 2016, o documento sistematiza os problemas enfrentados no que diz respeito às urgências da localidade no campo da habitação, saneamento, mobilidade e lazer, além de apontar recomendações que possam subsidiar ações da Defensoria Pública e o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro. 

  7. ENSP adota campanha de higienização das mãos

    Infecções relacionadas à assistência à saúde ocorrem constantemente e representam grave problema de saúde pública em todo o mundo. Conforme afirmação da OMS, a higienização correta das mãos é fundamental para garantir a segurança do paciente. No intuito de estimular estratégias preventivas e sensibilizar profissionais de saúde para o controle e diminuição desses eventos adversos, é comemorado o Dia Mundial de Higienização das Mãos. A ENSP, que tradicionalmente incentiva a prática, este ano, está em especial preocupada com a incidência do vírus Influenza A, causador da gripe H1N1, e adotou a campanha. Na sexta-feira, 6/5, o Centro de Estudos de Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana promoverá uma dinâmica sobre a importância da correta higienização das mãos voltada para todos os trabalhadores da Escola. Além disso, o Proqualis, parceiro de pesquisas da ENSP, também mantém a página Higienização das Mãos, que apresenta protocolos, literatura de interesse, aulas e demais conteúdos atualizados para disseminar a melhoria das práticas de higiene das mãos no país.

  8. Unaids debate estratégias de combate ao HIV com governo e sociedade civil do Brasil

    O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids) conduziu em Brasília, no dia 25 de abril, um encontro entre representantes da sociedade civil, do governo, da academia e de organismos da ONU para debater o “rascunho zero” da Declaração Política de 2016 sobre a epidemia da doença. Atualmente em fase de elaboração participativa, o documento terá sua versão final aprovada durante uma reunião de alto nível na Assembleia Geral da ONU sobre a erradicação da Aids, que acontece em Nova York, entre 8 e 10 de junho.

  9. Observatório que analisará estratégias da indústria do tabaco no Brasil ganha destaque internacional

    Lançado recentemente pelo Centro de Estudos sobre Tabaco e Saúde (Cetab/ENSP/Fiocruz), o Observatório sobre as Estratégias da Indústria do Tabaco ganhou repercussão internacional. A plataforma digital que objetiva demonstrar a interferência da indústria do fumo nas políticas públicas de controle do tabaco ganhou destaque no site da Convenção Quadro para o Contrelo do Tabaco, da Organização Mundial da Saúde (WHO FCTC), e no site da Framework Convention Alliance, organização da sociedade civil na luta contra o tabagismo. A ferramenta, que permitirá colaborações externas, armazenará documentos que demonstram a influência da indústria nos processos políticos e legislativos, promovendo parcerias com lobistas para obter decisões que contemplem seus interesses. 

  10. ENSP inaugura curso de saúde mental em Aracaju

    Foi com um auditório lotado de alunos, gestores, acadêmicos e profissionais de saúde que o pesquisador da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/Fiocruz) Paulo Amarante promoveu a abertura do curso de especialização em Saúde Mental e Atenção Psicossocial na cidade de Aracaju, em Sergipe, na quinta-feira (31/3). Fruto da parceria entre a ENSP e a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), a especialização formará quadros para a rede de saúde mental do município. Amarante proferiu a palestra Perspectivas e desafios da Reforma Psiquiátrica Brasileira em tempos de crise, na qual apontou os desafios do campo a partir da nova coordenação de Saúde Mental, Álcool e outras Drogas do Ministério da Saúde e destacou as conquistas ao longo de mais de três décadas da Reforma Psiquiátrica brasileira.