1. Audiência pública debaterá situação do PAC Manguinhos, Alemão e Jacarezinho

    No dia 31 de agosto, acontecerá a Audiência Pública PAC Manguinhos, Alemão e Jacarezinho: questões habitacionais não resolvidas... Qual a solução?, às 14h, no auditório da Fesudeperj. Essa audiência, convocada pelo Núcleo de Terras e Habitação da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro (Nuth), foi articulada pelos movimentos sociais das favelas de Manguinhos, Alemão e Jacarezinho, com base em suas ações com o Nuth. Os integrantes do Laboratório Territorial de Manguinhos (LTM), mediante os projetos da Unisuam e da Uerj, colaboram com os moradores das referidas favelas, em conjunto com a Defensoria Pública para resolver os problemas deixados pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

  2. Vítimas das obras dos Jogos Olímpicos Rio 2016 recebem homenagens da Fiocruz

    O Centro de Estudo da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP), em parceria com outras instituições, homenageou os 11 trabalhadores que perderam a vida nas obras das Olimpíadas Rio 2016. Além de saudar as vítimas e prestar solidariedade às famílias, o evento também alertou a sociedade a respeito das mortes e acidentes graves ocorridos nas obras dos grandes eventos, como também exigir a criação de instrumentos que proporcionem condições de segurança e saúde aos trabalhadores por parte das autoridades. O ato contou com a participação de representantes do Cesteh e de centrais sindicais que contribuíram para a realização da homenagem. Na ocasião, a 'ENSP TV' conversou com familiares das vítimas e representantes da saúde do trabalhador acerca da importância de evitar riscos à saúde dos trabalhadores e, principalmente, sobre o que é preciso ser feito para que não hajam mais mortes nas obras dos grandes eventos.

  3. Vítimas das obras dos Jogos Olímpicos Rio 2016 recebem homenagens da Fiocruz

    O Centro de Estudo da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP), em parceria com outras instituições, homenageou os 11 trabalhadores que perderam a vida nas obras das Olimpíadas Rio 2016. Além de saudar as vítimas e prestar solidariedade às famílias, o evento também alertou a sociedade a respeito das mortes e acidentes graves ocorridos nas obras dos grandes eventos, como também exigir a criação de instrumentos que proporcionem condições de segurança e saúde aos trabalhadores por parte das autoridades. O ato contou com a participação de representantes do Cesteh e de centrais sindicais que contribuíram para a realização da homenagem. Na ocasião, a 'ENSP TV' conversou com familiares das vítimas e representantes da saúde do trabalhador acerca da importância de evitar riscos à saúde dos trabalhadores e, principalmente, sobre o que é preciso ser feito para que não hajam mais mortes nas obras dos grandes eventos.

  4. Ato homenageará trabalhadores vítimas das obras das Olimpíadas Rio 2016

    A construção civil é, atualmente, o segundo segmento da economia brasileira com maior número e proporção de lesões no trabalho. Desde que tiveram início as obras dos Jogos Olímpicos Rio 2016, 11 trabalhadores perderam a vida e 3 foram vítimas de acidentes graves. O Centro de Estudos em Saúde do Trabalhador (Cesteh/ENSP/Fiocruz), em parceria com outras instituições, promoverá o ato Vidas perdidas nas obras das Olimpíadas do Rio de Janeiro: uma homenagem aos trabalhadores, no dia 28 de julho, às 11 horas, cobrando das empresas e da Prefeitura da cidade do Rio de Janeiro, assim como de outros órgãos públicos, mudança nas condições e organização do trabalho, além de garantia efetiva da vida e da saúde dos trabalhadores.

  5. Ato homenageará trabalhadores vítimas das obras das Olimpíadas Rio 2016

    A construção civil é, atualmente, o segundo segmento da economia brasileira com maior número e proporção de lesões no trabalho. Desde que tiveram início as obras dos Jogos Olímpicos Rio 2016, 11 trabalhadores perderam a vida e 3 foram vítimas de acidentes graves. O Centro de Estudos em Saúde do Trabalhador (Cesteh/ENSP/Fiocruz), em parceria com outras instituições, promoverá o ato Vidas perdidas nas obras das Olimpíadas do Rio de Janeiro: uma homenagem aos trabalhadores, no dia 28 de julho, às 11 horas, cobrando das empresas e da Prefeitura da cidade do Rio de Janeiro, assim como de outros órgãos públicos, mudança nas condições e organização do trabalho, além de garantia efetiva da vida e da saúde dos trabalhadores.

  6. ENSP e Instituto cubano fortalecem acordos e desenvolvem projetos

    A ENSP recebeu a visita do diretor-geral do Instituto Nacional de Higiene, Epidemiología y Microbiología (Inhem/Cuba), Disnardo Raúl Pérez González, para dar continuidade a acordos de cooperação já firmados e tratar de projetos futuros. Entre os principais temas debatidos estavam a continuação do estágio internacional para alunos da Residência Multiprofissional em Saúde da Família e da Residência de Medicina de Família e Comunidade; a realização do próximo Colóquio Brasil Cuba; e, ainda, a publicação conjunta de artigos entre a ENSP e o Instituto cubano. Além de encontros com a Direção da Escola, o visitante se reuniu com integrantes da Assessoria de Cooperação Internacional, do Centro de Estudos em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana, do Departamento de Ciências Biológicas, Departamento de Saneamento e Saúde Ambiental, e do Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria da ENSP.

  7. Parceria UHE Itaocara e Fiocruz promove ações contra o Aedes Aegypti

    Em mais uma edição, o dia de mobilização contra o mosquito Aedes aegypti, promovido pela parceria entre a Escola Nacional de Saúde Pública e a Usina Hidrelétrica Itaocara S.A, em apoio às Secretarias de Saúde da área de influência do empreendimento, agitou o Calçadão do Centenário, no Centro de Itaocara, na terça-feira, 14 de junho. O Espaço Interativo - dedicado a esclarecer e informar a população sobre a importância de manter o combate aos focos do mosquito durante todo o ano - foi visitado por quase 300 pessoas durante todo o dia.

  8. Dia de mobilização contra dengue movimenta centro de Pirapetinga

    O dia de mobilização contra o mosquito Aedes aegypti, campanha promovida pela parceria Usina Hidrelétrica Itaocara S.A. e Fundação Oswaldo Cruz em apoio às Secretarias de Saúde da área de influência do empreendimento, movimentou o centro de Pirapetinga - MG, na terça-feira, dia 31 de maio. Com duas tendas instaladas na Praça Santana, durante todo o dia, o Espaço Interativo atraiu cerca de 600 visitantes. Com o objetivo de informar e esclarecer à população sobre a necessidade de manter a vigilância contra os criadouros do mosquito durante o ano inteiro, o Espaço Interativo tem execução técnica da Fiocruz, sob a coordenação do professor e pesquisador Luciano de Toledo, da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca/Fiocruz.
     

  9. ENSP promove diagnóstico sanitário dos municípios da área de influência da Usina Hidrelétrica Itaocara

    A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), por intermédio do Laboratório de Monitoramento Epidemiológico de Grandes Empreendimentos (LabMep), está desenvolvendo ações de vigilância em saúde nos municípios de Aperibé, Cantagalo, Itaocara, Pirapetinga e Santo Antônio de Pádua, localizados na área de influência da Usina Hidrelétrica Itaocara. A atuação baseia-se na elaboração do diagnóstico epidemiológico e entomológico das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti nos últimos dez anos (entre 2006 e 2015). A iniciativa é coordenada pelo pesquisador Luciano Toledo, que participou de um workshop com os secretários de Saúde dos cinco municípios envolvidos, e o superintendente de Vigilância Epidemiológica e Ambiental da SES/RJ, Mario Sergio Ribeiro, na quarta-feira (18/5).
     

  10. Cebes promove seminário para construção de programa unificado para saúde pública

    Avançar na construção de uma unidade de propósitos, a partir de um consenso mínimo acerca da análise da situação atual, dos princípios e diretrizes programáticos e da ação política em articulação com outros grupos e movimentos que estão se posicionando criticamente e buscando saídas, é um dos objetivos do Seminário Saúde, política e economia em tempos de crise: pela construção de um programa de lutas unificado para a saúde pública, organizado pelo Centro Brasileiro de Estudos em Saúde (Cebes). A atividade, marcada para o dia 17 de maio, contará com a participação de diversos pesquisadores da ENSP e pretende contribuir para o desenvolvimento de um projeto de nação, um projeto para o país, com base em valores como solidariedade e justiça social, que orientem as políticas de curto e médio prazos. O seminário acontecerá no auditório do Núcleo Estadual do Rio de Janeiro (Nerj), a partir das 9 horas.