1. Dia Mundial do Meio Ambiente: ENSP promove ações comemorativas em 7 e 8 de junho

    Em 5 de junho comemora-se o Dia Mundial do Meio Ambiente, data estabelecida pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 15 de dezembro de 1972, durante a Conferência de Estocolmo, que tratou do tema ambiente. O marco da data teve como principal objetivo a conscientização da população mundial sobre os temas ambientais, principalmente aos que dizem respeito à preservação. Dessa forma, a Organização das Nações Unidas (ONU) procurou ampliar a atuação política e social voltada para os temas ambientais, com a intenção de transformar pessoas em agentes ativos da preservação e valorização do meio ambiente. Muitos anos se passaram, e a luta pela preservação do meio ambiente continua. Para celebrar a data, a Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP), por intemédio de seu Serviço de Gestão Sustentável, realizará, nos dias 7 e 8 de junho, a Semana do Meio Ambiente. A atividade, aberta a todos os interessados, contará com circuito de oficinas, exposição de livros e rodas de conversa, além do lançamento do relatório Conflitos no Campo Brasil 2016, a 32ª edição do documento que reúne dados sobre os conflitos e violências sofridas pelos trabalhadores e trabalhadoras do campo brasileiro, incluindo indígenas, quilombolas e demais povos tradicionais. Toda programação ocorrerá na Tenda ENSP, localizada na portaria principal da Escola. 

  2. Dia Mundial do Meio Ambiente: ENSP promove ações comemorativas em 7 e 8 de junho

    Em 5 de junho comemora-se o Dia Mundial do Meio Ambiente, data estabelecida pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 15 de dezembro de 1972, durante a Conferência de Estocolmo, que tratou do tema ambiente. O marco da data teve como principal objetivo a conscientização da população mundial sobre os temas ambientais, principalmente aos que dizem respeito à preservação. Dessa forma, a Organização das Nações Unidas (ONU) procurou ampliar a atuação política e social voltada para os temas ambientais, com a intenção de transformar pessoas em agentes ativos da preservação e valorização do meio ambiente. Muitos anos se passaram, e a luta pela preservação do meio ambiente continua. Para celebrar a data, a Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP), por intemédio de seu Serviço de Gestão Sustentável, realizará, nos dias 7 e 8 de junho, a Semana do Meio Ambiente. A atividade, aberta a todos os interessados, contará com circuito de oficinas, exposição de livros e rodas de conversa, além do lançamento do relatório Conflitos no Campo Brasil 2016, a 32ª edição do documento que reúne dados sobre os conflitos e violências sofridas pelos trabalhadores e trabalhadoras do campo brasileiro, incluindo indígenas, quilombolas e demais povos tradicionais. Toda programação ocorrerá na Tenda ENSP, localizada na portaria principal da Escola. 

  3. Dia Mundial do Meio Ambiente: ENSP promove ações comemorativas em 7 e 8 de junho

    Em 5 de junho comemora-se o Dia Mundial do Meio Ambiente, data estabelecida pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 15 de dezembro de 1972, durante a Conferência de Estocolmo, que tratou do tema ambiente. O marco da data teve como principal objetivo a conscientização da população mundial sobre os temas ambientais, principalmente aos que dizem respeito à preservação. Dessa forma, a Organização das Nações Unidas (ONU) procurou ampliar a atuação política e social voltada para os temas ambientais, com a intenção de transformar pessoas em agentes ativos da preservação e valorização do meio ambiente. Muitos anos se passaram, e a luta pela preservação do meio ambiente continua. Para celebrar a data, a Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP), por intemédio de seu Serviço de Gestão Sustentável, realizará, nos dias 7 e 8 de junho, a Semana do Meio Ambiente. A atividade, aberta a todos os interessados, contará com circuito de oficinas, exposição de livros e rodas de conversa, além do lançamento do relatório Conflitos no Campo Brasil 2016, a 32ª edição do documento que reúne dados sobre os conflitos e violências sofridas pelos trabalhadores e trabalhadoras do campo brasileiro, incluindo indígenas, quilombolas e demais povos tradicionais. Toda programação ocorrerá na Tenda ENSP, localizada na portaria principal da Escola. 

  4. Pesquisadora integra comitê do Banco Mundial na área de tuberculose e doença pulmonar ocupacional

    O Banco Mundial nomeou a pesquisadora Margareth Dalcolmo, do Centro de Referência Professor Hélio Fraga, da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (CRPHF/ENSP), integrante do Comitê Regional de Apoio a Projetos nas Áreas de Doenças Respiratórias Ocupacionais e Tuberculose para a África Subsaariana. O grupo, que reúne membros de diferentes países, fornece suporte técnico e científico para melhoria da cobertura e qualidade dos serviços de controle da tuberculose e de doença pulmonar ocupacional nos países africanos, além de prover as condições adequadas para submissão de projetos financiados pelo Banco Mundial. A pneumologista da Fiocruz é a primeira brasileira indicada para compor o comitê.

  5. Atividades encerram semana de combate à tuberculose

    Na semana de 20 a 24 de março de 2017, o Centro de Referência Professor Hélio Fraga (CRPHF/ENSP/Fiocruz) - instituição nacional de referência do SUS para a TB e outras pneumopatias - promove uma série de mobilizações a fim de marcar o Dia Mundial de Combate à Tuberculose. A programação reúne palestras, apresentações e exposições culturais e artísticas. As ações também preveem  a iluminação do Castelo da Fiocruz com a cor vermelha, de 20 a 27 de março, e da estátua do Cristo Redentor, no dia 24, para marcar o dia de combate. Na sexta-feira, no auditório do CRPHF, haverá a divulgação do documento Unidos pelo fim da TB. Cada palavra conta: linguagem e uso sugeridos para comunicações em Tuberculose – Stop TB Partnership/Unops, e a palestra Saúde, linguagem e estigma, a ser proferida pelo pesquisador Caco Xavier. Confira a programação completa.

     
     

  6. Atividades encerram semana de combate à tuberculose

    Na semana de 20 a 24 de março de 2017, o Centro de Referência Professor Hélio Fraga (CRPHF/ENSP/Fiocruz) - instituição nacional de referência do SUS para a TB e outras pneumopatias - promove uma série de mobilizações a fim de marcar o Dia Mundial de Combate à Tuberculose. A programação reúne palestras, apresentações e exposições culturais e artísticas. As ações também preveem  a iluminação do Castelo da Fiocruz com a cor vermelha, de 20 a 27 de março, e da estátua do Cristo Redentor, no dia 24, para marcar o dia de combate. Na sexta-feira, no auditório do CRPHF, haverá a divulgação do documento Unidos pelo fim da TB. Cada palavra conta: linguagem e uso sugeridos para comunicações em Tuberculose – Stop TB Partnership/Unops, e a palestra Saúde, linguagem e estigma, a ser proferida pelo pesquisador Caco Xavier. Confira a programação completa.

     
     

  7. Atividades encerram semana de combate à tuberculose

    Na semana de 20 a 24 de março de 2017, o Centro de Referência Professor Hélio Fraga (CRPHF/ENSP/Fiocruz) - instituição nacional de referência do SUS para a TB e outras pneumopatias - promove uma série de mobilizações a fim de marcar o Dia Mundial de Combate à Tuberculose. A programação reúne palestras, apresentações e exposições culturais e artísticas. As ações também preveem  a iluminação do Castelo da Fiocruz com a cor vermelha, de 20 a 27 de março, e da estátua do Cristo Redentor, no dia 24, para marcar o dia de combate. Na sexta-feira, no auditório do CRPHF, haverá a divulgação do documento Unidos pelo fim da TB. Cada palavra conta: linguagem e uso sugeridos para comunicações em Tuberculose – Stop TB Partnership/Unops, e a palestra Saúde, linguagem e estigma, a ser proferida pelo pesquisador Caco Xavier. Confira a programação completa.

     
     

  8. Vereador Alexandre Arraes visita Hélio Fraga

    Na manhã do dia 21 de fevereiro, terça feira, o Centro de Referência Prof. Hélio Fraga recebeu o vereador Alexandre Arraes, que, na condição de presidente da Frente de Combate à Tuberculose da Câmara do Rio de Janeiro, pretende priorizar o enfrentamento à doença no Rio de Janeiro. Recebido pelo coordenador do Hélio Fraga, Otavio Porto, o vereador propôs sensibilizar, mobilizar e apresentar, por meio de vídeo, o trabalho desenvolvido pela instituição. “A ideia é levar o tema para Câmara e tentar fazer com que as pessoas entendam a real situação da doença no Rio de Janeiro,” enfatizou Alexandre. O vereador prometeu levar o secretário municipal de Saúde, Carlos Eduardo, para conhecer a rotina e as demandas do serviço oferecido pelo Hélio Fraga – o qual julga ser fundamental na prevenção e tratamento da doença. 

  9. Vereador Alexandre Arraes visita Hélio Fraga

    Na manhã do dia 21 de fevereiro, terça feira, o Centro de Referência Prof. Hélio Fraga recebeu o vereador Alexandre Arraes, que, na condição de presidente da Frente de Combate à Tuberculose da Câmara do Rio de Janeiro, pretende priorizar o enfrentamento à doença no Rio de Janeiro. Recebido pelo coordenador do Hélio Fraga, Otavio Porto, o vereador propôs sensibilizar, mobilizar e apresentar, por meio de vídeo, o trabalho desenvolvido pela instituição. “A ideia é levar o tema para Câmara e tentar fazer com que as pessoas entendam a real situação da doença no Rio de Janeiro,” enfatizou Alexandre. O vereador prometeu levar o secretário municipal de Saúde, Carlos Eduardo, para conhecer a rotina e as demandas do serviço oferecido pelo Hélio Fraga – o qual julga ser fundamental na prevenção e tratamento da doença.