1. Atividades encerram semana de combate à tuberculose

    Na semana de 20 a 24 de março de 2017, o Centro de Referência Professor Hélio Fraga (CRPHF/ENSP/Fiocruz) - instituição nacional de referência do SUS para a TB e outras pneumopatias - promove uma série de mobilizações a fim de marcar o Dia Mundial de Combate à Tuberculose. A programação reúne palestras, apresentações e exposições culturais e artísticas. As ações também preveem  a iluminação do Castelo da Fiocruz com a cor vermelha, de 20 a 27 de março, e da estátua do Cristo Redentor, no dia 24, para marcar o dia de combate. Na sexta-feira, no auditório do CRPHF, haverá a divulgação do documento Unidos pelo fim da TB. Cada palavra conta: linguagem e uso sugeridos para comunicações em Tuberculose – Stop TB Partnership/Unops, e a palestra Saúde, linguagem e estigma, a ser proferida pelo pesquisador Caco Xavier. Confira a programação completa.

     
     

  2. Atividades encerram semana de combate à tuberculose

    Na semana de 20 a 24 de março de 2017, o Centro de Referência Professor Hélio Fraga (CRPHF/ENSP/Fiocruz) - instituição nacional de referência do SUS para a TB e outras pneumopatias - promove uma série de mobilizações a fim de marcar o Dia Mundial de Combate à Tuberculose. A programação reúne palestras, apresentações e exposições culturais e artísticas. As ações também preveem  a iluminação do Castelo da Fiocruz com a cor vermelha, de 20 a 27 de março, e da estátua do Cristo Redentor, no dia 24, para marcar o dia de combate. Na sexta-feira, no auditório do CRPHF, haverá a divulgação do documento Unidos pelo fim da TB. Cada palavra conta: linguagem e uso sugeridos para comunicações em Tuberculose – Stop TB Partnership/Unops, e a palestra Saúde, linguagem e estigma, a ser proferida pelo pesquisador Caco Xavier. Confira a programação completa.

     
     

  3. Atividades encerram semana de combate à tuberculose

    Na semana de 20 a 24 de março de 2017, o Centro de Referência Professor Hélio Fraga (CRPHF/ENSP/Fiocruz) - instituição nacional de referência do SUS para a TB e outras pneumopatias - promove uma série de mobilizações a fim de marcar o Dia Mundial de Combate à Tuberculose. A programação reúne palestras, apresentações e exposições culturais e artísticas. As ações também preveem  a iluminação do Castelo da Fiocruz com a cor vermelha, de 20 a 27 de março, e da estátua do Cristo Redentor, no dia 24, para marcar o dia de combate. Na sexta-feira, no auditório do CRPHF, haverá a divulgação do documento Unidos pelo fim da TB. Cada palavra conta: linguagem e uso sugeridos para comunicações em Tuberculose – Stop TB Partnership/Unops, e a palestra Saúde, linguagem e estigma, a ser proferida pelo pesquisador Caco Xavier. Confira a programação completa.

     
     

  4. Vereador Alexandre Arraes visita Hélio Fraga

    Na manhã do dia 21 de fevereiro, terça feira, o Centro de Referência Prof. Hélio Fraga recebeu o vereador Alexandre Arraes, que, na condição de presidente da Frente de Combate à Tuberculose da Câmara do Rio de Janeiro, pretende priorizar o enfrentamento à doença no Rio de Janeiro. Recebido pelo coordenador do Hélio Fraga, Otavio Porto, o vereador propôs sensibilizar, mobilizar e apresentar, por meio de vídeo, o trabalho desenvolvido pela instituição. “A ideia é levar o tema para Câmara e tentar fazer com que as pessoas entendam a real situação da doença no Rio de Janeiro,” enfatizou Alexandre. O vereador prometeu levar o secretário municipal de Saúde, Carlos Eduardo, para conhecer a rotina e as demandas do serviço oferecido pelo Hélio Fraga – o qual julga ser fundamental na prevenção e tratamento da doença. 

  5. Vereador Alexandre Arraes visita Hélio Fraga

    Na manhã do dia 21 de fevereiro, terça feira, o Centro de Referência Prof. Hélio Fraga recebeu o vereador Alexandre Arraes, que, na condição de presidente da Frente de Combate à Tuberculose da Câmara do Rio de Janeiro, pretende priorizar o enfrentamento à doença no Rio de Janeiro. Recebido pelo coordenador do Hélio Fraga, Otavio Porto, o vereador propôs sensibilizar, mobilizar e apresentar, por meio de vídeo, o trabalho desenvolvido pela instituição. “A ideia é levar o tema para Câmara e tentar fazer com que as pessoas entendam a real situação da doença no Rio de Janeiro,” enfatizou Alexandre. O vereador prometeu levar o secretário municipal de Saúde, Carlos Eduardo, para conhecer a rotina e as demandas do serviço oferecido pelo Hélio Fraga – o qual julga ser fundamental na prevenção e tratamento da doença. 

  6. ENSP e Secretarias de Saúde intensificam ações de combate às arboviroses

    A Fundação Oswaldo Cruz, por intermédio da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), e as Secretarias Municipais de Saúde, Educação e Assistência Social e Direitos Humanos do Rio de Janeiro intensificaram esforços no combate às arboviroses. No dia 31 de janeiro, o Grupo de Trabalho, composto de especialistas das quatro instituições, estará reunido na Escola, das 9h às 12h30, para o Seminário de Prevenção e Combate às Arboviroses, marcado para o auditório térreo. Durante a atividade, o GT apresentará as ações a serem desenvolvidas no "Plano Municipal de Enfrentamento ao Aedes", que será lançado na ENSP no dia 15 de fevereiro.

  7. ENSP e Secretarias de Saúde intensificam ações de combate às arboviroses

    A Fundação Oswaldo Cruz, por intermédio da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), e as Secretarias Municipais de Saúde, Educação e Assistência Social e Direitos Humanos do Rio de Janeiro intensificaram esforços no combate às arboviroses. No dia 31 de janeiro, o Grupo de Trabalho, composto de especialistas das quatro instituições, estará reunido na Escola, das 9h às 12h30, para o Seminário de Prevenção e Combate às Arboviroses, marcado para o auditório térreo. Durante a atividade, o GT apresentará as ações a serem desenvolvidas no "Plano Municipal de Enfrentamento ao Aedes", que será lançado na ENSP no dia 15 de fevereiro.

  8. ENSP e Uruguai debatem atenção primária em saúde

    Com o objetivo de fortalecer as capacidades formativas em saúde nas áreas de fronteiras entre Brasil e Uruguai, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca sediou uma oficina de trabalho em atenção primária em saúde, cujo objetivo foi debater o programa de formação direcionado a gestores de saúde municipais localizados nas zonas fronteiriças dos dois países em questão. 

  9. ENSP e Uruguai debatem atenção primária em saúde

    Com o objetivo de fortalecer as capacidades formativas em saúde nas áreas de fronteiras entre Brasil e Uruguai, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca sediou uma oficina de trabalho em atenção primária em saúde, cujo objetivo foi debater o programa de formação direcionado a gestores de saúde municipais localizados nas zonas fronteiriças dos dois países em questão.