1. Curso de EAD em Gestão da Saúde supera expectativas

    O convênio da ENSP, por meio da Educação a Distância, com a Universidade Aberta do Brasil, do Ministério da Educação (UAB/MEC), supera as expectativas de demanda em todo o território nacional a cada edição realizada. Neste ano, a terceira versão da parceria disponibilizou 1.100 vagas, distribuídas em 4 cursos, e recebeu o total de 4.191 inscrições. Apenas a especialização em Gestão em Saúde - o curso mais antigo da Escola em EAD - foi responsável por cerca de 2.500 inscrições. Segundo Clayre Lopes, coordenadora desta formação, os números que representam a grande procura traduzem a enorme necessidade brasileira por qualificação de recursos humanos, em especial na Região Nordeste do país.

  2. Livro em acesso aberto sobre EAD conta com participação da ENSP

    O livro Distance education, organizado por Paul B. Muyinda, está disponível para download em acesso aberto. Os dez capítulos da publicação abordam questões de educação a distância, entre elas o uso da tecnologia de realidade virtual na EAD. Um dos capítulos é de autoria da coordenadora da Área de Divulgação, Informação e Pesquisa da Educação a Distância da ENSP/Fiocruz, Elomar Barilli.

  3. UNA-SUS oferece cursos gratuitos a distância

    Profissionais da área de saúde podem aprimorar seus conhecimentos gratuitamente por meio da Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS). Trata-se de uma rede de instituições de ensino que oferece educação continuada on-line. A plataforma disponibiliza cursos autoinstrucionais a qualquer trabalhador da área, além de programas de especialização, aperfeiçoamento, extensão e atualização de profissionais do SUS. Todos os cursos são gratuitos e realizados no modelo a distância.

  4. Esaf realiza seminário para a Rede de Escolas de Governo

    A Escola de Administração Fazendária (Esaf) promove o II Seminário Internacional de EAD para a Rede de Escolas de Governo, de 24 a 26 de outubro, em Brasília. O objetivo é fomentar o debate sobre a importância da educação a distância (EAD) como instrumento de capacitação e formação continuada dos servidores públicos, e sua contribuição para a promoção da qualidade do gasto no setor público.

  5. EAD: inscrições para especialização em Saúde do Trabalhador até 30/11

    Estão abertas, até o dia 30 de novembro, as inscrições para o curso de especialização em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana na modalidade a distância – uma parceria da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP) com a Área Técnica de Saúde do Trabalhador do Ministério da Saúde (CGSAT/DSAST/SVS). O curso visa à formação de profissionais para apoiar a implementação das ações de saúde do trabalhador no Sistema Único de Saúde (SUS), com ênfase na Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador.  

  6. Projetos e pesquisas destacam envelhecimento saudável

    Nos próximos 30 anos, a população idosa brasileira ultrapassará 50 milhões de pessoas, o que representará cerca de 28% da população, segundo estimativas do IBGE. Isso significa que o país caminha rapidamente para o envelhecimento populacional. Entretanto, esse envelhecimento nem sempre vem acompanhado da melhor qualidade de vida. Para comemorar o Dia Internacional do Idoso, nesta segunda-feira, 1º de outubro, data instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU), o Informe ENSP apresenta um balanço das pesquisas, cursos, programas, teses e artigos que a Escola  vem desenvolvendo em busca de melhores condições de envelhecimento para as pessoas.

  7. Alimentação e nutrição: cursos em EAD com inscrições abertas

    Os cursos de especialização em Alimentação e Nutrição na Atenção Básica e Gestão da Política Nacional de Alimentação e Nutrição, oferecidos pela ENSP, na modalidade a distância, estão com inscrições abertas para alunos até o dia 9 de novembro. Os cursos são desenvolvidos em parceria com a Coordenação Geral de Alimentação e Nutrição, do Departamento de Atenção Básica, da Secretaria de Atenção à Saúde, do Ministério da Saúde (CGAN/DAB/SAS/MS), com total de 200 vagas disponíveis em cada um deles.

  8. Conselheiros de Saúde no Brasil: inscrições abertas

    O Curso Nacional de Qualificação de Conselhos de Saúde está com edital aberto para seleção de alunos até 2 de outubro. Trata-se de uma parceria da Vice-Direção de Cooperação e Escola de Governo da ENSP/Fiocruz com a Rede de Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública e a Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde para orientar a prática técnico-política dos conselhos de saúde no Brasil. Para concorrer à vaga, é necessário ser conselheiro municipal ou estadual de saúde, ser indicado pelo respectivo conselho de saúde, possuir conhecimentos básicos de informática, ter e-mail e disponibilidade de dez horas semanais para desempenhar as atividades propostas. As inscrições devem ser feitas na página da Educação a Distância da ENSP. Acesse o edital.

  9. Programa EAD/UAB oferece vagas para cursos

    Na terceira edição do convênio da ENSP, por meio da Educação a Distância, com a Universidade Aberta do Brasil, do Ministério da Educação (UAB/MEC), a Escola está com diversas vagas abertas para alunos e tutores em quatro cursos oferecidos no programa UAB/ENSP. Ao todo, são 1.100 vagas para alunos. São dois cursos de especialização (Ativação de processos de mudança na formação superior de profissionais de saúde e Gestão em saúde) e dois de aperfeiçoamento (Formação de facilitadores de educação permanente em saúde e Vigilância sanitária). Clayre Lopez, uma das coordenadoras do programa e integrante da EAD/ENSP, o grande salto do convênio é a parceria interministerial entre a saúde e a educação.

  10. Demanda por mestrado profissional cresce 145%

    "O compromisso da Escola com a formação de recursos humanos para o SUS é um diferencial", afirmou a coordenadora de Pós-Graduação da Fiocruz, Cristina Guilam, durante a mesa de abertura do II Seminário do Mestrado Profissional em Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde. Com a participação de 50 mestres já formados pelo curso e muitos dos profissionais que trabalharam em sua elaboração, o encontro debateu a evolução do mestrado profissional na Fiocruz, as conquistas e novos desafios dos cursos desenvolvidos nessa modalidade pela ENSP. Segundo Cristina, de 2006 a 2011, a procura por cursos de mestrado profissional na Fundação cresceu 145%, ao passo que o mestrado acadêmico teve aumento de 24,7%.