1. Fiocruz ganha Prêmio ODS Brasil 2018

    A Plataforma Tecnológica para o Monitoramento Participativo de Emergência de Zoonoses, coordenada pela pesquisadora Márcia Chame, foi uma das iniciativas vencedoras do Prêmio ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) Brasil 2018 na categoria Ensino, Pesquisa e Extensão, conferido pela Secretaria de Governo da Presidência da República. A cerimônia foi realizada na última quinta-feira, 13/12, no Palácio do Planalto, em Brasília.

  2. Artigo sobre internações por intoxicações medicamentosas em crianças recebe prêmio da RESS Evidencia

    O artigo "Internações por intoxicações medicamentosas em crianças menores de cinco anos no Brasil, 2003-2012", de autoria das pesquisadoras Marta da Cunha Lobo Souto Maior, do MS, e Claudia Garcia Serpa Osorio-de-Castro e Carla Lourenço Tavares de Andrade, ENSP/Fiocruz, recebeu o Prêmio RESS Evidencia 2018, conferido pela revista Epidemiologia e Serviços de Saúde ao melhor manuscrito publicado no ano de 2017. O artigo é proveniente da dissertação de mestrado de Marta Maior na ENSP.

  3. Livro de pesquisadoras da ENSP é contemplado no Prêmio Abeu 2018

    O livro Novas e velhas faces da violência no século XXI: visão da literatura brasileira do campo da saúde, organizado pelas pesquisadoras da ENSP Maria Cecília de Souza Minayo e Simone Gonçalves de Assis foi contemplado com a segunda colocação da categoria Ciências Humanas do Prêmio Abeu, da Associação Brasileira das Editoras Universitárias. A cerimônia aconteceu nesta segunda-feira, 5/11, na Cinemateca Brasileira, em São Paulo. A publicação é da Editora Fiocruz. 

  4. Livro de pesquisadoras da ENSP é contemplado no Prêmio Abeu 2018

    O livro Novas e velhas faces da violência no século XXI: visão da literatura brasileira do campo da saúde, organizado pelas pesquisadoras da ENSP Maria Cecília de Souza Minayo e Simone Gonçalves de Assis foi contemplado com a segunda colocação da categoria Ciências Humanas do Prêmio Abeu, da Associação Brasileira das Editoras Universitárias. A cerimônia aconteceu nesta segunda-feira, 5/11, na Cinemateca Brasileira, em São Paulo. A publicação é da Editora Fiocruz. 

  5. Tese da ENSP sobre controle do tabaco é premiada em primeiro lugar pela Capes

    A tese do aluno de doutorado da ENSP Leonardo Henriques Portes foi contemplada com o primeiro lugar do Prêmio Capes de Teses da área da Saúde Coletiva 2018. Intitulada A política de controle do tabaco no Brasil de 1986 a 2016: contexto, trajetória e desafios, a pesquisa foi orientada por Cristiani Vieira Machado e coorientada por Silvana Rubano Barretto Turci. “O controle do tabaco configurou uma política bem-sucedida no Brasil”, afirma Portes.

  6. Pesquisadoras da ENSP são finalistas do Prêmio Abeu 2018

    O livro da Editora Fiocruz Novas e Velhas Faces da Violência no Século XXI: visão da literatura brasileira do campo da saúde, organizado por Maria Cecília de Souza Minayo e Simone Gonçalves de Assis, está entre os finalistas da categoria Ciências Humanas do Prêmio Abeu 2018. A Associação Brasileira das Editoras Universitárias divulgará os vencedores em cerimônia que será realizada em 5 de novembro, em São Paulo.

  7. Prêmio Adauto de iniciação científica de saúde coletiva será entregue nesta sexta (8/6)

    A cerimônia de entrega do Prêmio Adauto Araújo de Iniciação Científica em Saúde Coletiva será realizada nesta sexta-feira, 8 de junho, na Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. A premiação acontece no contexto da 26ª Reunião Anual de Iniciação Científica (RAIC) da Fiocruz e será entregue para os melhores alunos do programa PIBIC/PIBITI na RAIC da ENSP. O Prêmio Adauto Araújo está em sua segunda edição e é, ao mesmo tempo, uma proposta de incentivo aos centistas do futuro e uma homenagem ao pesquisador da ENSP morto em 2015. Além de pesquisador brilhante, pioneiro no campo da paleoparasitologia, que estuda origem e evolução das infecções parasitárias, Adauto foi um dedicado gestor, professor e liderança da ENSP/Fiocruz.

     

  8. Homenageada pela Alerj, Minayo cobra melhores condições de saúde e trabalho para os policiais

    A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) outorgou à pesquisadora Maria Cecília de Souza Minayo, da Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz, o título Benemérito do Estado do Rio de Janeiro, durante sessão solene que celebrou os 209 anos da Polícia Militar, na segunda-feira (14/5). Representada por sua filha Miriam de Souza Minayo, a coordenadora do Departamento de Estudos sobre Violência e Saúde Jorge Careli (Claves/ENSP) escreveu depoimento no qual disse estar extremamente honrada com a homenagem e alertou para atenção à saúde física, mental e às condições de trabalho, salários e violência as quais os policiais civis e militares do Rio de Janeiro são submetidos. Minayo é uma das coordenadoras da pesquisa Missão Prevenir e Proteger: condições de vida, trabalho e saúde dos policiais militares do Rio de Janeiro.