1. Brasil melhora posição em ranking sobre desigualdade de gênero

    O Brasil ganhou 20 posições em um ranking global sobre desigualdade de gênero, em decorrência dos avanços obtidos na educação para mulheres e no aumento da participação feminina em cargos políticos. Segundo o ranking anual elaborado pelo Fórum Econômico Mundial (WEF, na sigla em inglês), o Brasil subiu da 82ª para a 62ª posição entre 135 países pesquisados. Em consonância à iniciativa brasileira, a Fundação Oswaldo Cruz estabeleceu o tema como uma de suas prioridades para o triênio 2009-2013, com a criação do Comitê Pró-Equidade de Gênero e Raça, vinculado à Vice-Presidência de Gestão e Desenvolvimento Institucional, que assessora a Presidência da Fundação a fim de promover, como o próprio nome sugere, a igualdade de gênero e raça.

     

  2. Livro de pesquisadores da ENSP ganha Prêmio Jabuti

    O livro Fundamentos da paleoparasitologia, organizado pelo médico, pesquisador da ENSP e professor emérito da Fiocruz Luiz Fernando Ferreira, em parceria com o também pesquisador da Escola Adauto José Araújo e Karl Jan Reinhard, da Universidade de Nebraska, foi o vencedor na categoria Ciências Naturais do 54º Prêmio Jabuti, cujo resultado foi divulgado na quinta-feira (18/10). O livro - publicado pela Editora Fiocruz e o primeiro do mundo a traçar um histórico da paleoparasitologia, termo cunhado por Luiz Fernando Ferreira - foi lançado durante as comemorações dos 111 anos da Fiocruz, em maio de 2011. O Prêmio Jabuti é o mais tradicional e prestigiado prêmio literário brasileiro, uma distinção que dá aos vencedores a legitimação da comunidade intelectual brasileira, além do reconhecimento a todos aqueles que trabalham na produção do livro.

  3. Prêmio Construindo a Igualdade de Gênero: inscrição até 19/10

    As inscrições para a 8ª edição do Prêmio Construindo a Igualdade de Gênero foram prorrogadas até o dia 19 de outubro. O objetivo do prêmio é estimular e fortalecer a reflexão crítica e a produção científica em torno das desigualdades existentes entre homens e mulheres no Brasil, contemplando abordagens de classe social, geração, raça-etnia e sexualidade. Podem concorrer estudantes do ensino médio - inscrevendo redações -, assim como graduados, especialistas, mestres e estudantes de doutorado, inscrevendo artigos científicos.

  4. VI Convocatória para os Prêmios Carlos Slim em Saúde até 31/10

    Em agosto, começam as inscrições para a VI Convocatória para os Prêmios Carlos Slim em Saúde. O objetivo das premiações é reconhecer pessoas e instituições comprometidas com a melhoria da situação sanitária da América Latina e que tenham auxiliado na geração de soluções para o enfrentamento de desafios-chave da saúde pública da região, por meio de investigação, inovação em programas de saúde ou desenvolvimento de estratégias e bens públicos.

  5. Projetos e pesquisas destacam envelhecimento saudável

    Nos próximos 30 anos, a população idosa brasileira ultrapassará 50 milhões de pessoas, o que representará cerca de 28% da população, segundo estimativas do IBGE. Isso significa que o país caminha rapidamente para o envelhecimento populacional. Entretanto, esse envelhecimento nem sempre vem acompanhado da melhor qualidade de vida. Para comemorar o Dia Internacional do Idoso, nesta segunda-feira, 1º de outubro, data instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU), o Informe ENSP apresenta um balanço das pesquisas, cursos, programas, teses e artigos que a Escola  vem desenvolvendo em busca de melhores condições de envelhecimento para as pessoas.

  6. Prêmio sobre desenvolvimento sustentável: inscrições prorrogadas

    Foram prorrogadas, até 6 de dezembro, as inscrições para o Prêmio Vale-Capes de Ciência e Sustentabilidade, que premiará teses de doutorado e dissertações de mestrado. A avaliação focalizará ideias, soluções e processos inovadores para questões como redução do consumo de água e energia, redução de gases do efeito estufa, aproveitamento, reaproveitamento e reciclagem de resíduos e/ou rejeitos e tecnologia socioambiental com ênfase no combate à pobreza.

  7. Prêmio Jornalismo e Saúde em sua 7ª edição

    Estão abertas as inscrições para a 7ª edição do Prêmio Sindhrio de Jornalismo & Saúde, uma iniciativa do Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Casas de Saúde do Município do Rio de Janeiro. Serão distribuídos R$ 72 mil em seis categorias. O prêmio tem por objetivo valorizar o papel da imprensa na cobertura de assuntos relacionados à Saúde, estimular o trabalho de jornalistas que se dedicam ao setor e contribuir para a qualificação da informação. As inscrições terminam em 15/10.

  8. Prêmio Construindo a Igualdade de Gênero: inscrição até 19/10

    As inscrições para a 8ª edição do Prêmio Construindo a Igualdade de Gênero foram prorrogadas até o dia 19 de outubro. O objetivo do prêmio é estimular e fortalecer a reflexão crítica e a produção científica em torno das desigualdades existentes entre homens e mulheres no Brasil, contemplando abordagens de classe social, geração, raça-etnia e sexualidade. Podem concorrer estudantes do ensino médio - inscrevendo redações -, assim como graduados, especialistas, mestres e estudantes de doutorado, inscrevendo artigos científicos.

  9. Prêmio Jabuti: ENSP concorre em duas categorias

    Dois livros de pesquisadores da ENSP concorrem ao 54º Prêmio Jabuti. A publicação Fundamentos da paleoparasitologia, organizada por Luiz Fernando Ferreira, Adauto Araújo e Karl Jan Reinhard, participa da categoria Ciências Naturais. O livro Amor e violência: um paradoxo das relações de namoro e do 'ficar’'entre jovens brasileiros, organizado por Maria Cecília de Souza Minayo, Simone Gonçalves de Assis e Kathie Njaine, disputa a categoria Educação. Ambos foram publicados pela Editora Fiocruz. As dez melhores obras de cada uma das 29 categorias concorrentes ao prêmio foram divulgadas pela Câmara Brasileira do Livro, em 20 de setembro. As indicações representam a primeira etapa do processo que apontará os melhores livros publicados em 2011.