1. Cecília Minayo recebe prêmio sobre pesquisa com idosos dependentes

    O trabalho "Estudo situacional dos idosos dependentes que residem com suas famílias visando a subsidiar uma política de atenção e de apoio aos cuidadores", de autoria da pesquisadora Maria Cecília de Souza Minayo, coordenadora científica do departamento de Estudos sobre Violência e Saúde Jorge Careli da ENSP/Fiocruz, foi premiado na 4ª edição do Prêmio Pesquisa em Longevidade Bradesco Seguros. Primeiro lugar na categoria Gerontologia, o trabalho tem a finalidade de analisar estratégias de cuidados utilizadas pelas famílias para lidar com os idosos com dependência física, mental, cognitiva e social no âmbito familiar. A cerimônia de premiação aconteceu dia 18/10, durante o XII Fórum da Longevidade Bradesco Seguros.
     

  2. Fundação lança Prêmio Oswaldo Cruz de Teses

    Nada melhor para celebrar a geração de conhecimento do que reconhecimento. Como parte das ações de valorização de quem faz a educação na Fiocruz, a Presidência da instituição lançou o Prêmio Oswaldo Cruz de Teses. O anúncio foi feito durante o evento de comemoração pelo Dia do Professor, realizado em 17 de outubro, na Tenda da Ciência, no campus Manguinhos.

  3. Teses da Fiocruz são premiadas pela Capes

    A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) divulgou, na terça-feira (10/10), o resultado do Prêmio Capes de Tese 2017. Entre as selecionadas, estão as teses de Ana Cristina Santos Matos Rocha, do programa de História das Ciências e da Saúde, da Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz); e a de Raphael Tavares da Silva, do programa de Biologia Computacional e Sistemas, do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz). As duas teses concorrem agora ao Grande Prêmio Capes. A Escola Nacional de saúde Pública (ENSP/Fiocruz) foi contemplada com menção honrosa, com a tese Estudo dos potenciais valores econômico-sanitários de intervenções para o tratamento da leishmaniose visceral no cenário epidemiológico brasileiro, defendida no programa de Epidemiologia em Saúde Pública. A cerimônia de entrega dos prêmios ocorrerá no dia 7 de dezembro, em Brasília. Outras teses da Fiocruz também foram agraciadas com Menção Honrosa. Clique aqui para conferir o resultado.

  4. Abertas inscrições para a segunda chamada do Prêmio Fiocruz-Servier

    Estão abertas as inscrições para a segunda chamada do Prêmio Fiocruz-Servier, na categoria neuroinflamação e distúrbios de neurodesenvolvimento. O prazo vai até o dia 12/1/2018. Poderão se candidatar laboratórios, instituições de pesquisa e universidades. O prêmio será de 120 mil euros em três anos (20 mil no primeiro ano e 50 mil para cada um dos dois anos seguintes).

  5. Pesquisador da ENSP ganha prêmio de Segurança do Paciente

    O pesquisador e professor da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), Walter Mendes, recebeu o primeiro Prêmio Julia Lima de Segurança do Paciente, durante 3º Fórum Latino-Americano de Qualidade e Segurança em Saúde, realizado de 27 a 30 de agosto, em São Paulo. Na ocasião em que foi agraciado com o prêmio, a organização do evento fez uma homenagem ao professor. "Uma emocionante homenagem, gentil, justa, merecida, marcada pelo simbolismo da luta de Walter Mendes pela Segurança do Paciente. Autor do primeiro trabalho sobre o tema no Brasil, coordenador do Comitê do Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP), merece todas as homenagens. Ganhou admiradores, adeptos, seguidores e fez ecoar seus estudos, sua luta, seus ideais e sua preocupação com insegurança e a baixa qualidade do cuidado. Sua luta virou a luta de muitos, a nossa luta. Hoje muitos profissionais trabalham para garantir uma assistência mais segura aos pacientes. Profissional ímpar, amigo, guerreiro incansável, exemplo e inspiração para todos nós". 

  6. Pesquisador da ENSP ganha prêmio de Segurança do Paciente

    O pesquisador e professor da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), Walter Mendes, recebeu o primeiro Prêmio Julia Lima de Segurança do Paciente, durante 3º Fórum Latino-Americano de Qualidade e Segurança em Saúde, realizado de 27 a 30 de agosto, em São Paulo. Na ocasião em que foi agraciado com o prêmio, a organização do evento fez uma homenagem ao professor. "Uma emocionante homenagem, gentil, justa, merecida, marcada pelo simbolismo da luta de Walter Mendes pela Segurança do Paciente. Autor do primeiro trabalho sobre o tema no Brasil, coordenador do Comitê do Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP), merece todas as homenagens. Ganhou admiradores, adeptos, seguidores e fez ecoar seus estudos, sua luta, seus ideais e sua preocupação com insegurança e a baixa qualidade do cuidado. Sua luta virou a luta de muitos, a nossa luta. Hoje muitos profissionais trabalham para garantir uma assistência mais segura aos pacientes. Profissional ímpar, amigo, guerreiro incansável, exemplo e inspiração para todos nós". 

  7. Trabalho que analisa qualidade da informação em saúde recebe prêmio no Paraná

    O trabalho Qualidade da Informação na Gestão em Saúde: o caso dos sites das Comissões Intergestores Bipartites (CIBs), desenvolvido pela equipe do Laboratório Internet, Saúde e Sociedade (Laiss) em parceria com o Centro de Estudos Políticas e Informações sobre Determinantes Sociais da Saúde (Cepi-DSS/ENSP/Fiocruz), foi premiado durante a 3ª Mostra Paranaense de Projetos de Pesquisa para o SUS. O estudo, apresentado pelo pesquisador da Escola Nacional de Saúde Pública e coordenador do Laiss, André Pereira Neto, analisa a qualidade da informação nos sites de saúde e obteve a primeira colocação na categoria Tecnologias de Informação e Comunicação em Saúde.

  8. Trabalho que analisa qualidade da informação em saúde recebe prêmio no Paraná

    O trabalho Qualidade da Informação na Gestão em Saúde: o caso dos sites das Comissões Intergestores Bipartites (CIBs), desenvolvido pela equipe do Laboratório Internet, Saúde e Sociedade (Laiss) em parceria com o Centro de Estudos Políticas e Informações sobre Determinantes Sociais da Saúde (Cepi-DSS/ENSP/Fiocruz), foi premiado durante a 3ª Mostra Paranaense de Projetos de Pesquisa para o SUS. O estudo, apresentado pelo pesquisador da Escola Nacional de Saúde Pública e coordenador do Laiss, André Pereira Neto, analisa a qualidade da informação nos sites de saúde e obteve a primeira colocação na categoria Tecnologias de Informação e Comunicação em Saúde.

  9. Experiências bem-sucedidas de trabalho no Sistema Único de Saúde são premiadas

    O Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS) e a Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) premiaram cinco experiências bem-sucedidas de trabalho no Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro. Feita durante a abertura do 33º Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, realizado de 12 a 15 de julho, em Brasília, a homenagem reconheceu iniciativas de cada uma das regiões do Brasil.

  10. ENSP elege trabalhos de iniciação científica vencedores do Prêmio Adauto Araújo

    Na primeira edição do Prêmio Adauto Araújo para os melhores trabalhos da ENSP, na 25ª Reunião Anual de Iniciação Científica (RAIC 2017), dois deles saíram vencedores. A aluna Thamyris Perez de Souza e a orientadora Ana Cecília Amado Xavier de Oliveira foram premiadas pelo trabalho intitulado Regulação do Citocromo P4502A6 pelo óxido nítrico em células de hepatocarcinoma humano; e a aluna Yasmim Furtado de Souza e a orientadora Lilian Miranda receberam o prêmio por Noções de saúde segundo usuários com transtorno mental: uma revisão bibliográfica. No evento, ocorrido em 2/6, estiveram presentes o vice-presidente de Pesquisa e Laboratórios de Referência da Fiocruz, Rodrigo Stabeli, o pesquisador emérito Luiz Fernando Ferreira, o diretor da ENSP, Hermano Castro, a vice-diretora de Pesquisa da Escola, Sheila Ferraz, a coordenadora do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic), Maria de Fátima Baptista, além da esposa e filha do pesquisador que dá nome ao prêmio, Amélia e Elisa, respectivamente. Todos afirmaram a relevância da condecoração para a iniciação científica, fundamentalmente do pesquisador e ex-diretor da ENSP Adauto Araújo. Luis Fernando disse ser um mestre realizado, já que Adauto, como seu discípulo, superou-o. Hermano lembrou como Adauto estimulava a entrada de jovens na academia desde a graduação. Já Rodrigo destacou a importância de os jovens duvidarem, questionarem e crescerem na área da pesquisa. Sheila, idealizadora do prêmio, considerou difícil a escolha dos melhores trabalhos devido à sua alta qualidade nessa RAIC.