1. Roda de conversa do Cesteh debateu questões ligadas à saúde e ambiente

    No ano em que celebra os 30 anos de sua fundação, o Centro de Estudos em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP), vem realizando uma série de encontros para debater temas pertinentes as suas áreas de atuação. A terceira Roda de Conversa abordou as Interseções do Ambiente na Saúde e no Trabalho. Coordenada pelo pesquisador da ENSP Aldo Pacheco, a roda contou com as falas de Ary Miranda, Liliane Reis e Fátima Moreira, também pesquisadores da Escola, além da participação de diversas das pessoas presentes ao debate.

  2. Percurso das políticas sociais no país é tema de debate on-line da série Futuros do Brasil

    O Brasil corre o risco de viver um longo ciclo conservador e liberal, capaz de colocar por terra a cidadania social conquistada com a Constituição de 1988? As demandas sociais da democracia não cabem no orçamento? A sociedade brasileira apoia as forças que defendem um projeto de nação mais justa e democrática? O quanto caminhamos e onde chegamos, no que diz respeito a conquistas sociais para os brasileiros? Quanto falta ainda caminhar? Essas indagações vão nortear o segundo debate on-line da série Futuros do Brasil, que será realizado no dia 5/11, às 14h, e aborda a conjuntura brasileira em suas diversas dimensões. O encontro é promovido pelo Centro de Estudos Estratégicos da Fiocruz (CEE-Fiocruz) e qualquer pessoa pode acompanhar via internet em tempo real e enviar perguntas aos palestrantes.

  3. Saúde coletiva brasileira é destaque na nova edição do CSP

    A saúde coletiva brasileira no Congresso da Abrasco 2015 é o destaque do editorial da edição de agosto de 2015 da revista Cadernos de Saúde Pública (vol.31 n°7). Inspirados no papel do movimento da reforma sanitária e nas bandeiras expressas como "saúde e democracia" durante as décadas de 1970 e 1980, decisivas para a reconquista do direito de escolha dos brasileiros, a diretoria da Abrasco, junto aos diversos e inúmeros fóruns do congresso, definiram o tema desse congresso: Saúde, Desenvolvimento e Democracia: O Desafio do SUS Universal. Foram 118 mesas-redondas e palestras e 479 sessões com a apresentação de 3.509 trabalhos, além de 60 cursos e oficinas de trabalho. Esta edição expõe vários artigos de pesquisadores da ENSP sobre regulamentação ética de pesquisa, obesidade de indígenas, violência intrafamiliar, e incidência de Aids em idosos.

  4. Cadernos debate sobre a técnica de 'linkage' de dados

    A qualidade do linkage de dados é o tema abordado pelo editorial da edição de julho de 2015 da revista Cadernos de Saúde Pública (vol.31 n°7). Para o editora da revista, Cláudia Medina Coeli, que assina o editorial, as técnicas de linkage de dados permitem a identificação e vinculação de dados de um mesmo indivíduo armazenados em diferentes bases. São muitas as possibilidades de aplicação dessas técnicas na pesquisa, vigilância e avaliação em saúde, o que tem suscitado um crescente interesse na sua utilização. "Acompanhando a tendência internacional, observamos um crescimento da submissão de artigos a CSP que empregam técnicas de linkage de dados. Entretanto, são raros os estudos que relatam a qualidade do processo de linkage", aponta ela.

  5. Centro de Estudos debate experiências inovadoras dos inquéritos de saúde

    O próximo encontro do Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcelos, da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), debaterá as Experiências inovadoras em inquéritos de saúde: Rio das Pedras e Manguinhos. Os inquéritos de saúde permitem conhecer o perfil de saúde e a distribuição dos fatores de risco em uma população, com atualização periódica e comparações sequenciadas no tempo e entre áreas geográficas. Além disso, a realização do primeiro inquérito de saúde pode constituir uma linha de base para avaliações futuras. Marcado para o dia 7 de outubro, a partir das 13h30, no salão internacional da Escola, o Centro de Estudos contará com as exposições de Marília Sá Carvalho, pesquisadora do Programa de Computação Científica (PROCC/Fiocruz) e umas das editoras da Revista Cadernos de Saúde Pública, da chefe do Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria, Emilia Maria de Andrade Correia, e da professora da Columbia University Gina Lovasi. A atividade é aberta ao público, não necessita de inscrição prévia e será coordenada por Marília Sá Carvalho.

  6. Tabaco: colunista divulga artigo publicado no Cadernos de Saúde Pública

    O colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, publicou em seu site o artigo divulgado pela revista Cadernos de Saúde Pública, da ENSP/Fiocruz, que aponta carga de tabagismo no país em 2011. O estudo, coordenado pela pesquisadora Márcia Teixeira Pinto, do Instituto Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz), revela que o tabagismo é responsável por 147 mil mortes no Brasil, além de 157 mil infartos agudos do miocárdio, 75 mil AVCs e 63 mil diagnósticos de câncer. "O custo para o sistema de saúde é de R$ 23,4 bilhões por ano", diz o texto. O artigo completo pode ser acessado aqui.

  7. Cadernos de Saúde Pública destaca desigualdade de renda no Brasil

    A desigualdade de renda no Brasil está diminuindo? Esse é o questionamento presente no editorial do volume 31, número 6 da revista Cadernos de Saúde Pública da ENSP. Segundo o texto, quanto mais desigual for uma sociedade, maior será a persistência da renda entre as gerações. Estima-se que o Brasil tem uma das mais altas persistências intergeracionais de renda, o que se combina com a alta desigualdade social observada no país. Assinado pelo pesquisador Antonio Augusto Moura da Silva, da Universidade Federal do Maranhão, o editorial aponta que a desigualdade social em uma cidade brasileira de renda média está diminuindo, pois a mobilidade intergeracional de renda aumentou - especialmente entre as camadas médias de renda - e a persistência da renda diminuiu. "As velhas gerações não estão mais conseguindo transmitir hereditariamente o seu patrimônio para os seus filhos com a mesma intensidade com que o faziam antes", destacou o autor.