1. 'Cadernos de Saúde Pública' destaca a perspectiva da Inovação Responsável em Saúde

    A revista Cadernos de Saúde Pública de julho de 2020, que já está disponível on-line, traz como destaque artigo sobre a perspectiva da Inovação Responsável em Saúde (IRS), em tempos de Covid-19. “Seu uso possibilita examinar em que medida uma inovação reduz as desigualdades em saúde ao atender as necessidades específicas de um grupo vulnerável.” Além de avaliar se os meios para mitigar os impactos negativos de uma inovação estão disponíveis para os aspectos éticos, legais e sociais aplicáveis; e também, até que ponto uma inovação contribui para a sustentabilidade do sistema de saúde, dizem os pesquisadores.

  2. Entrevista: Pesquisador da ENSP, Francisco Paumgartten, fala sobre reposicionamento de cloroquina em tempos de Covid-19

    Está disponível, no Canal da ENSP no YouTube, mais uma entrevista da série 'Entrevista com Autores' produzida pelo Cadernos de Saúde Pública (CSP). O sétimo episódio da série debate o artigo "Reposicionamento de cloroquina e hidroxicloroquina em tempos de pandemia de Covid-19, nem tudo que reluz é ouro", com Francisco José Roma Paumgartten, autor do artigo, conduzido pela editora associada de CSP, Claudia Osório, também pesquisadora da Escola. Para ele, o reposicionamento de medicamentos envolve a avaliação clínica de medicamentos existentes para indicações terapêuticas novas e ainda não aprovadas.

  3. Saúde Pública, Ciência e Arte são destaques do 'Cadernos' de junho

    O Cadernos de Saúde Pública de junho relembra a vida do cientista francês Louis Pasteur, cujas experiências deram fundamento à teoria microbiológica da doença, ou 'teoria dos germes', que levou a medidas preventivas muito bem-sucedidas, desde o lavar as mãos até a vacinação. As editoras Marilia Sá Carvalho, Luciana Dias de Lima e Cláudia Medina Coeli destacam, no editorial da revista, a relação saúde pública, ciência e arte. “Precisamos de arte. Que nos faça ver com alegria nosso dia a dia. E que nos anime a enfrentar o descrédito da ciência e de cientistas.”

  4. Artigo discute desafios para telessaúde em tempos da pandemia pela Covid-19

    'O surgimento da Covid-19 marca um momento profícuo de expansão das aplicações e usos da telessaúde, como forma de melhorar a resposta do sistema de saúde à crise em curso.' É o que afirmam os autores do artigo que discute a contribuição da telessaúde para o enfrentamento da Covid-19 e as iniciativas recentes desencadeadas no país, como oportunidades para a consolidação da telemedicina e de aperfeiçoamento do SUS. Entre os autores, os pesquisadores da ENSP,  Angélica Baptista Silva e Rondineli Mendes da Silva, concluíram que a telessaúde oferece capacidades para triagem, cuidado e tratamento remotos, auxilia o monitoramento, vigilância, detecção e prevenção, e para a mitigação dos impactos aos cuidados de saúde indiretamente relacionados à Covid-19.

  5. 'Cadernos de Saúde Pública' de maio aborda a pandemia de Covid-19 no Brasil

    Já disponível on-line, o Cadernos de Saúde Pública de maio aborda a pandemia de Covid-19 no Brasil. Para os editores Guilherme Loureiro Werneck e Marilia Sá Carvalho, trata-se da “crônica de uma crise sanitária anunciada”. "Um dos maiores desafios sanitários em escala global deste século, pelo insuficiente conhecimento científico, alta velocidade de disseminação e capacidade de provocar mortes em populações vulneráveis, gerando incertezas sobre quais seriam as melhores estratégias para o enfrentamento da epidemia no mundo."

  6. 'Cadernos de Saúde Pública': Ciência em tempos de pandemia

    O Cadernos de Saúde Pública de abril defende o papel das revistas científicas no conjunto de estratégias e ações voltadas para o controle da pandemia causada pela COVID-19. Para as editoras Marilia Sá Carvalho, Luciana Dias de Lima e Cláudia Medina Coeli, mesmo que os estudos científicos sejam fundamentais para orientar decisões imediatas, a Ciência tem impacto significativo no futuro das sociedades, e a produção do conhecimento científico exige investimento de médio e longo prazos do poder público e da sociedade.

  7. 'Cadernos de Saúde Pública' faz chamada para artigos sobre Coronavírus

    Em resposta à emergência sanitária decorrente do Covid-19, a revista Cadernos de Saúde Pública (CSP) adotou procedimentos para agilizar o processo de avaliação editorial, revisão por pares e publicação de artigos aprovados sobre o tema (fast-tracking). Segundo a editora do CSP, Luciana Dias Lima, a revista tem interesse na publicação de artigos que abordem aspectos diversos da Saúde Pública/Saúde Coletiva, e que permitam gerar conhecimento relevante e de qualidade para o controle da doença e o desenvolvimento de políticas, e ações voltadas para a organização dos serviços de saúde e provisão de cuidado adequado aos pacientes.

  8. 'Cadernos de Saúde Pública' de março fala sobre resistência diante da conjuntura da saúde e ciência

    Cadernos de Saúde Pública de março fala sobre resistência e esperança. Na opinião das editoras da revista, Marilia Sá Carvalho, Luciana Dias de Lima e Cláudia Medina Coeli, atualmente, no Brasil, e também em muitas outras partes do mundo, vive-se uma conjuntura pouco favorável para a saúde e para a ciência, mas, “ao enfrentarmos momentos como esse, descobrimos energias novas e renováveis, para resistir e agir”. 

  9. Além do coronavírus, dengue, chikungunya e zika também são graves problemas de saúde pública global

    Em época de coronavírus, o alerta também deve servir para as infecções por arbovírus, incluindo dengue, chikungunya e zika, importantes doenças emergentes e reemergentes, que são consideradas graves problemas de saúde pública global devido à sua forte morbimortalidade. "A dengue é endêmica em mais de 100 países nas regiões tropicais e subtropicais do mundo, totalizando cerca de 100 milhões de casos notificados por ano. Estimativas utilizando modelagem estatística sugeriram que a dengue infecta aproximadamente 390 milhões de pessoas por ano no mundo, das quais 96 milhões apresentam sintomas detectáveis ​​com diferentes níveis de gravidade."