1. Nova edição da Radis: em defesa da vida

    A edição de junho da revista Radis aborda este mês dois temas importantes: a proteção à criança, um compromisso que transcende o papel dos pais e da família e que veio à tona com força total na ocasião do assassinato da menina Isabela, jogada de uma janela de um edifício em São Paulo; e a cobertura do 3º Festival da Loucura, em Barbacena, cidade conhecida no passado pelos horrores do tratamento psiquiátrico desumano. Não perca a entrevista com o pesquisador Paulo Amarante (Daps/ENSP), defensor da inserção social da pessoa com alguma situação mental.

  2. Secretaria de Saúde distribui cartilha para tentar reduzir epidemia de dengue no estado do Rio

    Para tentar controlar a epidemia de dengue no estado, a Secretaria de Saúde e Defesa Civil (Sesdec), em parceria com a Fetranspor e a Petrobras e com apoio do jornal O Dia, publicou e está distribuindo 1,5 milhão de exemplares da cartilha Vamos combater a dengue!. Com texto e ilustrações do jornalista da ENSP Carlos César Leal Xavier (Caco Xavier), ex-editor da revista Radis e atual assessor da Vice-Presidência de Ensino, Informação e Comunicação da Fiocruz, a publicação começou a ser distribuída no domingo (27/04), entre os torcedores que foram ao Maracanã assistir ao jogo Flamengo X Botafogo.

  3. Radis de março destaca a terapia comunitária

    A edição de março da revista Radis destaca os 20 anos de terapia comunitária realizada na Favela do Pirambu, em Fortaleza (CE), que abriga 50 mil moradores. O responsável pela iniciativa é o psiquiatra e antropólogo Adalberto Barreto que revela que além do trabalho dos médicos e enfermeiros do PSF na favela, a terapia comunitária trabalha o sofrimento através de massagens, argila com pedras mornas ou banho com ervas. A publicação traz ainda um balanço da 1ª Conferência Ibero-Americana de Comunicação da Informação em Saúde, realizada em Brasília no mês de dezembro de 2007.

  4. Radis de fevereiro destaca aborto no Brasil

    A edição de fevereiro da Revista Radis antecipou os resultados de uma ampla pesquisa a ser divulgada, ainda neste semestre, sobre as implicações à saúde da mulher dos abortamentos inseguros no Brasil, que podem chegar a 1,2 milhão dos cerca de três milhões que ocorrem na América do Sul. A Revista também destaca um estudo dinamarquês que aponta as cesarianas eletivas antes da 40a semana de gravidez como um problema de saúde pública e a cobertura da imprensa brasileira sobre a febre amarela.

  5. Balanço final da 13ª CNS na Radis

    A capa da primeira edição de 2008 da revista Radis (janeiro) 13ª Conferência Nacional de Saúde - Evento se destaca pelo que rejeitou, não pelo que aprovou mostra exatamente o retrato do que foi o maior evento da saúde no ano passado. A equipe da revista Radis esteve em Brasília, entre os dias 14 e 18 de novembro, acompanhando de perto as principais discussões promovidas pelos mais de três mil delegados que participaram da 13ª CNS. Como destacado, a Conferência rejeitou duas grandes propostas, a legalização do aborto como uma questão de saúde pública e as fundações estatais de direito privado, enquanto outros lados saíram ganhando, como o direito indígena ou a valorização das equipes multiprofissionais de saúde.

  6. Radis de dezembro destaca a luta contra a dengue

    O combate ao mosquito Aedes aegypti e os assustadores números da epidemia enfrentada pelo Brasil são os destaques de capa da edição de dezembro da revista Radis. A reportagem mostra que tais números incentivaram o Ministério da Saúde a antecipar o lançamento da campanha nacional de mobilização contra a dengue. Com 481.316 brasileiros infectados até setembro em todo o país, 2007 registra aumento de 50% no número de casos da doença em relação aos primeiros nove meses do ano passado.

  7. Radis publica guia completo da 13ª CNS

    A Radis de novembro traz um guia completo da 13ª Conferência Nacional de Saúde (CNS), que acontece de 14 a 18 de novembro, em Brasília. De acordo com a publicação, a 13ª promete estabelecer um novo modelo de conferência nacional fortalecendo os exemplos de participação democrática dados pela saúde desde a 8ª edição, há 21 anos.

  8. Equipe da Radis retorna, após 16 anos, ao pioneiro município que valorizou a atenção primária

    Na edição de outubro da revista Radis, o destaque fica por conta do retorno ao município cearense de Icapuí, 16 anos após a primeira visita. Icapuí surpreendeu o país por valorizar a atenção primária, apoiada numa entusiasmada rede de agentes de saúde, parteiras, enfermeiras e médicos dedicados à promoção da saúde, antes mesmo de se falar em estratégia de saúde da família, o que resultou em redução drástica da mortalidade infantil e prêmio do Unicef.