1. Radis acompanha pesquisas sobre tracoma

    A reportagem de capa da primeira revista Radis de 2020 (nº 208, janeiro de 2020) relata a incursão de pesquisadores à Amazônia para avaliação das intervenções realizadas intencionando alcançar a meta mundial da eliminação do tracoma (doença infecciosa que causa cegueira). Relacionada à desigualdade social, trata-se de um problema de saúde pública, sendo considerada, por organizações internacionais, uma doença negligenciada pela ausência de investimentos da indústria farmacêutica e desenvolvimento de técnicas de detecção, diagnóstico e pesquisas. 

  2. Radis acompanha pesquisas sobre tracoma

    A reportagem de capa da primeira revista Radis de 2020 (nº 208, janeiro de 2020) relata a incursão de pesquisadores à Amazônia para avaliação das intervenções realizadas intencionando alcançar a meta mundial da eliminação do tracoma (doença infecciosa que causa cegueira). Relacionada à desigualdade social, trata-se de um problema de saúde pública, sendo considerada, por organizações internacionais, uma doença negligenciada pela ausência de investimentos da indústria farmacêutica e desenvolvimento de técnicas de detecção, diagnóstico e pesquisas. 

  3. Medida Provisória pode reduzir em até 40% o valor de aposentadoria por incapacidade

    Os acidentes ocorridos nos trajetos de ida e volta entre a casa e o local onde o profissional atua não são mais considerados acidentes de trabalho, de acordo com ofício publicado pela Secretaria da Previdência no dia 18 de novembro. Com a Medida Provisória 905/2019, situações do tipo passam a ser resolvidas entre empregado e empresa, sem a interferência da Previdência Pública. A medida é tema de matéria publicada na edição de dezembro da Radis.

  4. Medida Provisória pode reduzir em até 40% o valor de aposentadoria por incapacidade

    Os acidentes ocorridos nos trajetos de ida e volta entre a casa e o local onde o profissional atua não são mais considerados acidentes de trabalho, de acordo com ofício publicado pela Secretaria da Previdência no dia 18 de novembro. Com a Medida Provisória 905/2019, situações do tipo passam a ser resolvidas entre empregado e empresa, sem a interferência da Previdência Pública. A medida é tema de matéria publicada na edição de dezembro da Radis.

  5. Desertificação, degradação de terras e seca impactam sobre a saúde e o desenvolvimento, alerta a ONU

    Ministros e representantes de Estado de 197 países, reunidos na 14ª sessão da Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas de Combate à Desertificação (UNCCD), reconheceram que problemas de desertificação, degradação de terra e secas prejudicam a saúde, o desenvolvimento e a prosperidade em todas as regiões e se comprometeram a tratar os ecossistemas de terras secas como áreas de foco especial. É do que trata a matéria da Radis assinada pelo editor Adriano de Lavor.
     

  6. Entrevista: Representantes de organização internacional alertam contra a contaminação do solo que prejudica a saúde

    A pediatra argentina Lilian Corra e o engenheiro químico colombiano Alfonso Rodrigues, representantes da organização internacional Pure Earth, apontaram como é feita a avaliação de áreas suspeitas de contaminação, como intervir no problema e destacam o risco à saúde decorrentes do uso destes solos. Confira a entrevista de Mariella de Oliveira-Costa, publicada pela revista Radis.
     

  7. 'Radis' de novembro: Padrões de masculinidade podem adoecer

    Forçados a se portarem como seres infalíveis, que não demonstram fraquezas, os homens são na verdade vulneráveis a altas taxas de homicídio e acidentes, motivados por comportamentos de risco, agressividade e uma cultura da violência. Suicídios ocorrem quase quatro vezes mais entre homens do que entre mulheres, de acordo com dados do Ministério da Saúde. A questão é abordada pela revista Radis de novembro, já disponível on-line.
     

  8. 'Radis' de novembro: Padrões de masculinidade podem adoecer

    Forçados a se portarem como seres infalíveis, que não demonstram fraquezas, os homens são na verdade vulneráveis a altas taxas de homicídio e acidentes, motivados por comportamentos de risco, agressividade e uma cultura da violência. Suicídios ocorrem quase quatro vezes mais entre homens do que entre mulheres, de acordo com dados do Ministério da Saúde. A questão é abordada pela revista Radis de novembro, já disponível on-line.
     

  9. 'Radis' de novembro: Padrões de masculinidade podem adoecer

    Forçados a se portarem como seres infalíveis, que não demonstram fraquezas, os homens são na verdade vulneráveis a altas taxas de homicídio e acidentes, motivados por comportamentos de risco, agressividade e uma cultura da violência. Suicídios ocorrem quase quatro vezes mais entre homens do que entre mulheres, de acordo com dados do Ministério da Saúde. A questão é abordada pela revista Radis de novembro, já disponível on-line.
     

  10. ‘Radis’ de outubro defende combate das desigualdades para garantir democracia na saúde

    A matéria de capa da revista Radis de outubro questiona a incompletude do projeto democrático de saúde defendido pelo sanitarista Sergio Arouca, então presidente da Fiocruz, em 1986, na 8ª Conferência Nacional de Saúde. Chefe de Gabinete de Arouca, o pesquisador da ENSP, Ary Miranda, lamenta: “Nós construímos o SUS, mas não conseguimos consolidá-lo dentro dos seus preceitos”.