1. Paulo Sabroza é homenageado no aniversário da ENSP

    Querido e reconhecido por gerações de alunos e pesquisadores da Saúde Pública, o professor Paulo Sabroza foi homenageado no encerramento do aniversário de 63 anos da ENSP. O evento foi apresentado pelo pesquisador Luciano Toledo, amigo pessoal de Sabroza e coordenador do Laboratório de Monitoramento Epidemiológico de Grandes Empreendimentos (LabMep), uma das tantas iniciativas que contaram com a experiência e conhecimentos de Paulo Sabroza para sua realização. A homenagem contou com a participação de Hermano Castro, diretor da ENSP, da presidente da Fiocruz,  Nísia Trindade e com muitosm amigos, parceiros de trabalho e parentes do pesquisador. Paulo Sabroza recebeu uma placa com um "S" de saúde, em que se lê também a frase "Sanear o Brasil é povoá-lo, é enriquecê-lo, é moraliza-lo", cunhada por Belisário Pena e muito querida pelo homenageado. Também foi apresentado um vídeo que fala de sua história e das características que fizeram seu pensamento ser tão marcante no campo da Saúde Pública.

  2. Ceensp sobre assistência farmacêutica marca aniversário de 63 anos da ENSP

    Uma edição especial Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcellos da ENSP marcou as comemorações pelos 63 anos da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, realizadas de 4 a 6 de setembro. Com o tema Experiências em Assistência Farmacêutica no Brasil e na América do Sul, o Ceensp foi organizado em parceria com o Centro de Estudos Estratégicos da Fiocruz, e contou com a participação do presidente do Conselho Nacional de Saúde (CNS), Ronald Ferreira dos Santos, e da diretora do Instituto Sul-Americano de Governo em Saúde (Isags), Carina Vance. O ex-diretor da ENSP e pesquisador do Departamento de Política de Medicamentos e Assistência Farmacêutica (NAF), Jorge Bermudez, foi o coordenador do debate. Na ocasião foi lançado o número temático da Revista Ciência & Saúde Coletiva Assistência Farmacêutica e Acesso a Medicamentos. Acesse a seção 63 Anos ENSP e saiba mais sobre tudo que rolou no aniversário da Escola.

  3. Ceensp sobre assistência farmacêutica marca aniversário de 63 anos da ENSP

    Uma edição especial Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcellos da ENSP marcou as comemorações pelos 63 anos da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, realizadas de 4 a 6 de setembro. Com o tema Experiências em Assistência Farmacêutica no Brasil e na América do Sul, o Ceensp foi organizado em parceria com o Centro de Estudos Estratégicos da Fiocruz, e contou com a participação do presidente do Conselho Nacional de Saúde (CNS), Ronald Ferreira dos Santos, e da diretora do Instituto Sul-Americano de Governo em Saúde (Isags), Carina Vance. O ex-diretor da ENSP e pesquisador do Departamento de Política de Medicamentos e Assistência Farmacêutica (NAF), Jorge Bermudez, foi o coordenador do debate. Na ocasião foi lançado o número temático da Revista Ciência & Saúde Coletiva Assistência Farmacêutica e Acesso a Medicamentos. Acesse a seção 63 Anos ENSP e saiba mais sobre tudo que rolou no aniversário da Escola.

  4. Paulo Sabroza é homenageado no aniversário da ENSP

    Querido e reconhecido por gerações de alunos e pesquisadores da Saúde Pública, o professor Paulo Sabroza foi homenageado no encerramento do aniversário de 63 anos da ENSP. O evento foi apresentado pelo pesquisador Luciano Toledo, amigo pessoal de Sabroza e coordenador do Laboratório de Monitoramento Epidemiológico de Grandes Empreendimentos (LabMep), uma das tantas iniciativas que contaram com a experiência e conhecimentos de Paulo Sabroza para sua realização. A homenagem contou com a participação de Hermano Castro, diretor da ENSP, da presidente da Fiocruz,  Nísia Trindade e com muitosm amigos, parceiros de trabalho e parentes do pesquisador. Paulo Sabroza recebeu uma placa com um "S" de saúde, em que se lê também a frase "Sanear o Brasil é povoá-lo, é enriquecê-lo, é moraliza-lo", cunhada por Belisário Pena e muito querida pelo homenageado. Também foi apresentado um vídeo que fala de sua história e das características que fizeram seu pensamento ser tão marcante no campo da Saúde Pública.

  5. Mesa resgata importância da resistência do movimento dos trabalhadores

    Os impactos da Reforma Trabalhista na proteção social, saúde e organização dos trabalhadores vêm pautando uma série de discussões na Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz). Na semana comemorativa do aniversário de 63 anos, não foi diferente. A instituição reuniu diversos especialistas para aprofundar o tema e debater a sequência de desmontes nas áreas de saúde, educação e direitos. "A iniciativa de realizar essa mesa vai ao encontro das ações da ENSP de se abrir, ou seja, construir novos espaços institucionais, sair dos muros da saúde pública. Não há como falar de saúde sem vinculá-la à realidade dos trabalhadores e da população mais pobre", argumentou o pesquisador José Augusto Pina, do Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador.

  6. Confira a reportagem das atividades comemorativas dos 63 anos da ENSP

    A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) completou 63 anos de luta pela universalização da saúde pública no Brasil. Com o tema Democracia e Saúde. Saúde é Democracia, a Escola debateu o cenário nacional trinta anos depois da Constituinte. Durante três dias -  de 4 a 6 de setembro -, a ENSP recebeu convidados e organizou debates sobre a atual conjuntura do país. A Coordenação de Comunicação Institucional (CCI/ENSP), por meio de seu Núcleo Audiovisual, produziu uma vídeo-reportagem sobre as atividades comemorativas. Confira o vídeo e acompanhe todas as matérias do aniversário na seção 63 Anos ENSP.

  7. Confira a reportagem das atividades comemorativas dos 63 anos da ENSP

    A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) completou 63 anos de luta pela universalização da saúde pública no Brasil. Com o tema Democracia e Saúde. Saúde é Democracia, a Escola debateu o cenário nacional trinta anos depois da Constituinte. Durante três dias -  de 4 a 6 de setembro -, a ENSP recebeu convidados e organizou debates sobre a atual conjuntura do país. A Coordenação de Comunicação Institucional (CCI/ENSP), por meio de seu Núcleo Audiovisual, produziu uma vídeo-reportagem sobre as atividades comemorativas. Confira o vídeo e acompanhe todas as matérias do aniversário na seção 63 Anos ENSP.

  8. Na inauguração do laboratório, especialista explica importância do sono nos 63 anos da ENSP

    No segundo dia de celebração do aniversário de 63 anos (5/9), a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) inaugurou o primeiro laboratório do país destinado a estudar como a privação do sono impacta a saúde do trabalhador. Vinculado ao Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador, o Laboratório do Sono é coordenado pela pesquisadora Liliane Reis. Após a inauguração, o professor Geraldo Lorenzi Filho, diretor do Laboratório do Sono do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas (Incor), da USP, falou sobre o sono na sociedade brasileira. Ele explicou o que leva o indivíduo a dormir, criticou a privação de sono da sociedade atual e detalhou como se caracteriza a apneia do sono. "Para falarmos em saúde do trabalhador, bem-estar e ausência de medo, temos que falar do sono", admitiu o convidado.

  9. Refletir para refundar o Brasil: Guilherme Boulos e Leonardo Boff abriram semana de aniversário da ENSP

    Que dilemas enfrenta hoje a esquerda no Brasil? Em meio a uma conjuntura de retrocessos no que diz respeito aos direitos sociais conquistados, como buscar uma saída? Com a intenção de promover uma profunda reflexão sobre o atual momento vivido em nosso país, a ENSP convidou para falarem na abertura de sua semana de aniversário o teólogo e escritor Leonardo Boff e Guilherme Boulos, integrante da Coodenação Nacional do Movimento dos Trabalhadores sem Teto (MTST).  Em cada uma das palestras, uma análise conjuntural de fôlego, buscando sempre um novo viés para se olhar a atual crise e, principalmente, buscar novas ideias e possibilidades para sua superação.

  10. Refletir para refundar o Brasil: Guilherme Boulos e Leonardo Boff abriram semana de aniversário da ENSP

    Que dilemas enfrenta hoje a esquerda no Brasil? Em meio a uma conjuntura de retrocessos no que diz respeito aos direitos sociais conquistados, como buscar uma saída? Com a intenção de promover uma profunda reflexão sobre o atual momento vivido em nosso país, a ENSP convidou para falarem na abertura de sua semana de aniversário o teólogo e escritor Leonardo Boff e Guilherme Boulos, integrante da Coodenação Nacional do Movimento dos Trabalhadores sem Teto (MTST).  Em cada uma das palestras, uma análise conjuntural de fôlego, buscando sempre um novo viés para se olhar a atual crise e, principalmente, buscar novas ideias e possibilidades para sua superação.