1. Pesquisadores da ENSP falam sobre defesa do SUS em programa do Canal Saúde

    "Não existe nenhuma prova ou resultado final de que eles aliviam o SUS", afirmou a pesquisadora da ENSP Isabela Santos, durante o programa Em pauta da saúde, do Canal Saúde, exibido em 15/8. Para Isabela, que também é uma das diretoras executivas do Centro Brasileiro de Estudos em Saúde (Cebes), o termo ‘aliviar o SUS’ é muito utilizado pelo mercado de planos privados e tenta passar uma ideia de que se a população utilizar mais a iniciativa privada, precisará menos do SUS. “Dessa vez, diferente do que normalmente acontece, temos o apoio do Conselho Federal de Medicina e dos médicos contra a criação desse tipo de plano. Talvez agora eles estejam percebendo que nós precisamos de um sistema público que cuide da saúde da população como um todo”, afirmou Isabela. 

  2. #souMinistériodaSaúde #souSUS: ENSP recebe colaborações em defesa do SUS

    A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), conforme decisão de seu Conselho Deliberativo Ampliado, realizado no dia 11 de agosto de 2016, inaugura, em seu portal institucional, este espaço destinado à Defesa do Sistema Único de Saúde em face da agenda política conservadora, que avança sobre o sistema e os direitos conquistados da população brasileira. O objetivo é reunir textos, artigos, documentos, entrevistas e diversos materiais que enfatizam a relevância do direito à saúde universal e gratuita e a necessidade de lutar contra ações que buscam promover seu desfinanciamento, incentivando os interesses do mercado privado de saúde. A seção #souMinistériodaSaúde #souSUS é aberta e disponível no Portal ENSP. Tal ação ratifica o protesto silencioso promovido pela Escola durante o mês de julho. A ENSP, portanto, cumpre seu papel de produzir evidências científicas que demonstrem como somente um sistema de saúde plenamente universal e equitativo pode promover as mudanças que a população brasileira tanto almeja para obter uma vida melhor.

  3. Desafios e ameaças ao SUS são tema de mesa-redonda em 31/8

    Para discutir os desafios e as ameaças ao sistema público de saúde brasileiro em meio à crise política e econômica que o País atravessa, a Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz) promove em 31 de agosto, às 10h, a mesa-redonda SUS: o que é e o que poderá ser na atual conjuntura. Aberto ao público, o evento acontece no auditório do Museu da Vida, no campus da Fiocruz em Manguinhos, no Rio de Janeiro.