1. Dia Mundial de Combate ao Câncer: Influência da poluição na internação pela doença é foco de pesquisa

    A poluição relacionada ao tráfego é um grande problema nos centros urbanos, e uma grande parcela da população fica vulnerável aos seus efeitos à saúde. Um artigo publicado no Cadernos de Saúde Pública identificou potencial associação entre as internações hospitalares por câncer do aparelho respiratório com a densidade de tráfego veicular no município São Paulo. A pertinência do tema decorre neste Dia Mundial de Combate ao Câncer.

  2. A Vale e o governo não aprenderam nada com Fundão?

    O pesquisador da Fiocruz Minas Gerais (Instituto René Rachou) e relator especial das Nações Unidas para os Direitos Humanos à Água e ao Esgotamento Sanitário, Léo Heller, assinou artigo publicado na edição de 30 de janeiro de 2019, da Folha de São Paulo. O pesquisador, a lição não foi aprendida. Mais uma barragem se rompe. Como a anterior, também classificada como de baixo risco, e, pior, detentora de licenciamento ambiental para sua expansão em um processo estranhamente expedito.

  3. Cepedes/ENSP lança guia de preparação e resposta aos desastres

    O Centro de Estudos e Pesquisas em Emergências e Desastres em Saúde da ENSP/Fiocruz lançou, recentemente, o Guia de Preparação e Respostas do Setor Saúde aos Desastres, um documento elaborado em três etapas, com informações e conceitos que ajudam a compreender o que é importante saber para reduzir os riscos de desastres. A publicação inclui dados sobre os relatórios de segurança de barragens, os mapas de distribuição e a classificação de risco.

  4. Carlos Machado: danos à saúde em Brumadinho vão se prolongar por dias, meses e anos

    O impacto da tragédia de Brumadinho sobre a saúde coletiva vai muito além das mortes já causadas pelo rompimento da barragem do Córrego do Feijão e que já torna o Brasil campeão em número de vítimas fatais - que deve ultrapassar 300 - em um desastre. O pesquisador do Centro de Estudos e Pesquisas em Emergências e Desastres em Saúde (Cepedes/ENSP/Fiocruz), Carlos Machado, analisa neste comentário ao blog do CEE-Fiocruz, que, como já foi possível verificar no caso de Mariana - o maior em extensão ambiental -, os danos ambientais refletem-se em danos à saúde, da população local e de cidades vizinhas.

  5. Tragédias de Minas Gerais: Artigo de pesquisador da ENSP aborda os desafios para a saúde coletiva

    A mineração de ferro não produz só bilhões de dólares e “progresso”: ela está repleta de perigos, mortes e destruição socioambiental. Trabalhadores morrem e adoecem. Como as tragédias nas barragens de Minas Gerais podem ser compreendidas pela saúde coletiva e quais desafios ela implica? É o que aborda um artigo do pesquisador da ENSP, Marcelo Firpo de Souza Porto.

  6. Cepedes/ENSP lança guia de preparação e resposta aos desastres

    O Centro de Estudos e Pesquisas em Emergências e Desastres em Saúde da ENSP/Fiocruz lançou, recentemente, o Guia de Preparação e Respostas do Setor Saúde aos Desastres, um documento elaborado em três etapas, com informações e conceitos que ajudam a compreender o que é importante saber para reduzir os riscos de desastres. A publicação inclui dados sobre os relatórios de segurança de barragens, os mapas de distribuição e a classificação de risco.

  7. Apresentação de pesquisa sobre câncer colorretal na ENSP

    Na sexta-feira, 1º de fevereiro, apresentação de dissertação de mestrado em Saúde Pública e Meio  Ambiente Câncer colorretal: estudo do efeito idade-período-coorte na incidência em quatro regiões da América Latina, por Thayana Calixto de Carvalho, a partir das 9 horas, na na sala 523 da ENSP.
     
     

  8. 'Para aprender com Brumadinho', artigo publicado por Carlos Machado, pesquisador da ENSP

    O pesquisador da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/Fiocruz), coordenador do Centro de Estudos e Pesquisas em Emergências e Desastres da ENSP e integrante da Estratégia Internacional das Nações Unidas para a Redução de Desastres, Carlos Machado de Freitas, assinou artigo publicado na edição desta quinta-feira, 31 de janeiro, do jornal 'O Globo'. O pesquisador alerta para riscos sistêmicos e amplos que envolvem um universo de mais de 24 mil barragens cadastradas pela Agência Nacional de Águas.

  9. Presidente da Fiocruz se reúne com representante da Opas

    A presidente da Fiocruz, Nísia Trindade de Lima, reuniu-se com a nova representante da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (Opas/OMS) no Brasil, Socorro Gross, na última quinta-feira (24/1), na sede da Opas em Brasília. Na ocasião, elas conversaram sobre as várias parcerias que suas instituições possuem. A Fiocruz abriga cinco Centros Colaboradores da Opas, além de colaborar com o organismo internacional na produção de vacinas, em programas de vigilância, em pesquisa e na formação profissional.

  10. Tragédias de Minas Gerais: Artigo de pesquisador da ENSP aborda os desafios para a saúde coletiva

    A mineração de ferro não produz só bilhões de dólares e “progresso”: ela está repleta de perigos, mortes e destruição socioambiental. Trabalhadores morrem e adoecem. Como as tragédias nas barragens de Minas Gerais podem ser compreendidas pela saúde coletiva e quais desafios ela implica? É o que aborda um artigo do pesquisador da ENSP, Marcelo Firpo de Souza Porto.