1. Fiocruz celebra Dia Internacional das Mulheres na Ciência em 11/2

    A Fiocruz vai celebrar o Dia Internacional de Mulheres e Meninas na Ciência com uma roda de conversa com a participação de diversas pesquisadoras da instituição. O evento acontecerá no dia 11 de fevereiro, a partir das 9 horas, no auditório do Museu da Vida. A comemoração da data marca o compromisso da Fundação com a promoção da equidade de gênero na Ciência, em consonância com as diretrizes institucionais e com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) definidos na Agenda 2030. 

  2. Sífilis é epidemia: Infecção sexualmente transmissível cresceu 48% em um ano

    A médica de família Júlia Rocha registrou recentemente em sua página no Facebook indignação com um caso que atendeu: "Quando você descobre que aquela idosa de 80 anos que já passou por outros seis profissionais e está tomando diversos medicamentos psiquiátricos na tentativa de conter seus sintomas (sem sucesso) tem sífilis há décadas e isso causou comprometimento neurológico mas ninguém pediu um exame básico e, por isso, ela não foi tratada e sim rotulada de queixosa".

  3. Abuso digital em relacionamentos afetivo-sexuais é foco de artigo do 'Cadernos de Saúde Pública'

    Abuso digital ou prova de amor? Essa questão pontua um estudo que analisa como a expansão do acesso ao uso da Internet contribuiu para a promoção de novas formas de sociabilidade online, bem como para a banalização de práticas abusivas por meio do uso dessas mesmas mídias digitais, sendo justificadas por argumentos retóricos que enaltecem a perspectiva do “quem ama cuida”, logo, controla, monitora, rastreia, espiona.

  4. Fiocruz instala sala de situação para apoiar saúde em Brumadinho

    Com o propósito de instalar uma sala de situação em saúde para planejar ações de apoio a todos os afetados pelo rompimento da barragem de Brumadinho, MG, e coordenar as respostas dos serviços de saúde nesse contexto emergencial, a Fiocruz articulou uma reunião com dirigentes, gestores e pesquisadores da instituição no Rio de Janeiro e em Minas Gerais. Entre as várias iniciativas destacadas, o encontro também apontou a necessidade de maior articulação com os movimentos sociais e comunitários da região. 

  5. Reportagem destaca benefícios do telhado verde

    Os telhados ecológicos, também reconhecidos como "telhados verdes" podem reduzir temperaturas dos ambientes em que são instalados. Nesse tipo de situação, as plantas fazem a primeira barreira do sol, as folhas e caules criam espaço para circulação de ar e o verde minimza a troca términca da casa com o ambiente. A afirmativa é do pesquisador Renato Castiglia Feitosa, da ENSP, em entrevista ao programa Globonews em Pauta, em janeiro deste ano.
     

  6. 'Participação social é o alicerce para a saúde universal', afirma representante da Opas no Brasil

    A participação social para o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS) foi um dos temas de destaque da 313ª reunião ordinária do Conselho Nacional da Saúde (CNS), realizada na sexta-feira (1/2), em Brasília. Socorro Gross, representante da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (Opas/OMS) no Brasil, discursou a membros da entidade que representam diversos setores da sociedade. Na ocasião, dividiu a mesa com o presidente Fernando Zasso Pigatto e os conselheiros Jurandi Frutuoso Silva e Elaine Pelaez, bem como com o coordenador de Sistemas e Serviços de Saúde da Opas/OMS no Brasil, Renato Tasca.

  7. Agência da ONU alerta para janeiro de ‘extremos’ climáticos no planeta

    Janeiro foi "um mês de extremos" climáticos, afirmou na sexta-feira (1/2) a Organização Meteorológica Mundial (OMM), com recordes de frio e calor em diferentes partes do mundo. Na América do Norte, Europa e Oriente Médio, um inverno rigoroso levou a picos de precipitação de neve, ao passo que, na América do Sul e na Austrália, os termômetros ultrapassaram os 40 °C em regiões pouco habituadas a temperaturas tão altas.

  8. Fiocruz instala sala de situação para apoiar saúde em Brumadinho

    Com o propósito de instalar uma sala de situação em saúde para planejar ações de apoio a todos os afetados pelo rompimento da barragem de Brumadinho, MG, e coordenar as respostas dos serviços de saúde nesse contexto emergencial, a Fiocruz articulou uma reunião com dirigentes, gestores e pesquisadores da instituição no Rio de Janeiro e em Minas Gerais. Entre as várias iniciativas destacadas, o encontro também apontou a necessidade de maior articulação com os movimentos sociais e comunitários da região.