1. Técnicas Laboratoriais para Apoio à Vigilância Epidemiológica: inscrições vão até 8/4

    Possibilitar o aprimoramento do profissional de saúde inserido na prática laboratorial para o planejamento e a operacionalização de técnicas diagnósticas visando o apoio à vigilância epidemiológica é o objetivo do curso de aperfeiçoamento Técnicas Laboratoriais para Apoio à Vigilância Epidemiológica. É destinado a profissionais de nível superior inseridos na prática laboratorial de instituições governamentais ou privadas que atuam ou queiram atuar no fortalecimento das ações de Vigilância em Saúde, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). As inscrições fora reabertas e vão até o dia 8 de abril.

  2. 'Sala de Convidados' discute Desastres Ambientais e Saúde, na terça-feira (5/4)

    Em novembro do ano passado uma barragem de rejeitos de mineração, da mineradora Samarco, se rompeu em Mariana (MG) causando o maior desastre ambiental da história do país. Uma quantidade equivalente a 20 mil piscinas olímpicas de lama formou uma tsunami que devastou o subdistrito de Bento Rodrigues e deixou pelo menos 18 mortos. A lama com os rejeitos de minério atingiu o Rio Doce e seguiu até o mar, matando a fauna e flora, prejudicando os que tiravam seu sustento do rio e deixando cidades inteiras sem abastecimento de água pelo caminho. Para debater a relação entre desastres ambientais e saúde, o pesquisador da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (ENSP/Fiocruz), Marcelo Firpo; o engenheiro geotécnico do Departamento de Saneamento e Saúde Ambiental (Ensp/Fiocruz), Marcelo Araújo; e a advogada da ONG Justiça Global, Raphaela Lopes vão participar do programa Sala de Convidados do Canal Saúde.

  3. ENSP inaugura curso de saúde mental em Aracaju

    Foi com um auditório lotado de alunos, gestores, acadêmicos e profissionais de saúde que o pesquisador da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/Fiocruz) Paulo Amarante promoveu a abertura do curso de especialização em Saúde Mental e Atenção Psicossocial na cidade de Aracaju, em Sergipe, na quinta-feira (31/3). Fruto da parceria entre a ENSP e a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), a especialização formará quadros para a rede de saúde mental do município. Amarante proferiu a palestra Perspectivas e desafios da Reforma Psiquiátrica Brasileira em tempos de crise, na qual apontou os desafios do campo a partir da nova coordenação de Saúde Mental, Álcool e outras Drogas do Ministério da Saúde e destacou as conquistas ao longo de mais de três décadas da Reforma Psiquiátrica brasileira.

  4. Fiocruz divulga manifesto pela democracia e Estado de Direito

    O Conselho Deliberativo da Fiocruz divulgou manifesto de preocupação diante do grave quadro político do país, com iminente ameaça às regras democráticas. Para a Fiocruz, "saúde e democracia são elementos essenciais da vida cidadã na afirmação da Nação e soberania". O texto vem ao encontro ao que a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, uma das unidades da Fundação, debateu através de sua Tribuna Livre, no dia 30 de março, quando pesquisadores, parlamentares, estudantes, moradores da periferia, militantes de movimentos sociais e entidades reafirmaram seus compromissos com a legalidade democrática e princípios que norteiam o Estado Democrático de Direito. Confira, na íntegra, o manifesto da Fiocruz.

  5. Ceensp discute epidemia do zika vírus na perspectiva da ética em pesquisa

    A complexidade em torno das epidemias de dengue, zika e chikungunya requer esforços do campo da ciência, além de ações do poder público, da sociedade civil e individuais a fim de aprimorar as ações de prevenção e combate. O governo brasileiro, por sua vez, trata como prioridade o investimento em novas tecnologias que contribuam para a investigação do vírus zika, mas até que ponto a eticidade dos projetos de pesquisa, especificamente em grávidas (um dos principais focos de preocupação), é discutida ou até mesmo considerada? É aceitável que se façam pesquisas sem os níveis primordiais de segurança? É a respeito desse tema que o Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcelos se debruçará na próxima segunda-feira (4/4), ocasião em que receberá o coordenador da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), Jorge Venâncio, e a pesquisadora da Universidade de Brasília Débora Diniz para o debate Zika: a ética em pesquisas e em questões de gênero. O Ceensp, coordenado pelo pesquisador da ENSP Sergio Rego, está marcado para as 14 horas, no auditório térreo da ENSP.

  6. Cursos de Saúde Pública e Vigilância Sanitária promovem aula inaugural dia 4 de abril

    No dia 4 de abril, o curso de Especialização em Saúde Pública - o mais tradicional da ENSP - e o curso de Especialização em Vigilância Sanitária promovem em conjunto a aula inaugural Da saúde pública à saúde coletiva: desafios para a construção de um sistema de saúde público, universal e integral, a ser ministrada pela  Vice-Diretora de Ensino da ENSP, Tatiana Wargas. A atividade de abertura dos cursos será no salão internacional, às 13h30. 

  7. Alto preço dos medicamentos pauta a 'Radis' de abril

    Na edição n°163 de abril de 2016 da Revista Radis, disponível on-line, o destaque é para o alto preço dos medicamentos que tem relação "com o interesse dos fabricantes, permitido pela legislação internacional e brasileira, de obter lucros exorbitantes". Segundo a revista, a inovação e produção nem são os principais custos dos laboratórios, mas as despesas com propaganda e marketing, que incluem o aliciamento direto ou indireto de médicos que receitem seus produtos. Para traçar um quadro dos processos históricos, econômicos e políticos que fizeram com que a falta de acesso a medicamentos ainda seja um dos principais problemas da atenção à saúde no país, a repórter Elisa Batalha, autora da matéria de capa, procurou usuários, organizações não governamentais, pesquisadores, farmacêuticos, médicos, advogados, entidades nacionais e internacionais, gestores de instituições públicas de pesquisa, produção e distribuição de medicamentos. "A legislação sobre patentes é o antônimo do primado da saúde, na medida em que a vida das pessoas não tem precedência sobre os altos lucros".